Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Respeito ao Idoso

Respeito ao Idoso

14/02/2020 Cida Leit

Existe uma preocupação constante, anunciada em jornais, redes sociais, e tantos outros órgãos da sociedade, sobre o respeito que se deve ter para com os idosos.

Para mim, essa preocupação é desnecessária. Por quê? Porque respeitar o idoso, seja quem for, é uma obrigação e um sentimento que vai além da caridade e do amor, pois deve ser algo inerente e eterno ao ser humano.

Assistimos enlevadas e emocionadas cenas de animais respeitando seus pares mais velhos. Dando atenção e guarida até a morte do membro “idoso” do grupo.

E nós, seres inteligentes e evoluídos, temos que fazer campanhas, movimentos sociais, eventos, para conclamarmos o respeito aos idosos? Algo que deveria ser um dever inalienável de qualquer pessoa mais jovem e um direito (também inalienável) de qualquer pessoa idosa.

A questão é que estamos ficando velhos e não nos preparamos para isso. Em sete décadas, a média de vida do brasileiro aumentou 30 anos, saindo de 45,4 anos, em 1940, para 75,4 anos, em 2015.

De acordo com o Ministério da Saúde, em 2030, o número deve superar o de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. Mas já estamos sentindo agora o aumento no número de idosos desamparados pela família.

Os albergues públicos estão lotados e a demanda por vagas entre pessoas de mais de 60 anos não para de crescer, segundo estudo do Ministério do Desenvolvimento Social.

Segundo o IBGE, entre 2012 e 2017, a população de idosos no País saltou 19,5%, de 25,4 milhões para mais de 30,2 milhões de pessoas.

No mesmo período, o número de homens e mulheres com 60 anos ou mais nos albergues públicos cresceu 33%, de 45,8 mil para 60,8 mil.

O desamparo familiar cresce mais rápido que a expectativa de vida — e o Brasil precisa de um projeto para reforçar os cuidados prolongados e a assistência na velhice.

Atrevo-me a dizer que quem não respeita os mais velhos, os idosos, é alguém sem alma e sem compaixão.

Pessoas que pavimentaram as estradas por onde nós, os mais jovens, estamos trafegando, que nos legaram um país maravilhoso pelo trabalho árduo e dignificante, que abriram picadas, para que os mais jovens pudessem caminhar seguros e de cabeça erguida, têm que ter movimentos e ações sociais para serem protegidos? Isso é um disparate sem precedentes.

Para que os idosos de hoje e do futuro tenham qualidade de vida, é preciso garantir direitos em questões como saúde, trabalho, assistência social, educação, cultura, esporte, habitação e meios de transportes.

No Brasil, esses direitos são regulamentados pela Política Nacional do Idoso, bem como o Estatuto do Idoso, sancionados em 1994 e em 2003, respectivamente. Mas regulamentar não basta.

É urgente que a sociedade tenha a consciência do respeito à terceira idade, para que os idosos tenham uma vida digna em qualquer espaço público, em qualquer lar, em qualquer grupo social. Sem precisar de lei ou campanha que o privilegie, mas que o respeito e a gratidão sejam suficientes.

Desenvolver no coração de todos nós um amor e um respeito natural a qualquer cidadã ou cidadão idoso, uma segurança, proteção e carinhos por todo nós, seres humanos, tão grande e majestoso, como dos animais irracionais para com seus idosos do grupo.

Vamos aprender a fazer crescer em nós, dentro de nossas almas, um sentimento que já existe ali, mas que esquecemos de regá-lo, adubá-lo, e que tem o nome de fraternidade, para criarmos uma sociedade que tem como Lei eterna o amor pelos nossos idosos. Antes que seja tarde demais.

* Cida Leit é fotógrafa e voluntária, membro do Rotary Club Curitiba Rebouças e da Soroptimist International of The Americas - Região Brasil.

Fonte: Central Press



Como lidar com a transformação de sentimentos da adolescência

Com o surgimento da puberdade e o início da adolescência, tudo fica diferente nos filhos. Isso vai muito além da fisionomia, altura e a voz.

Autor: Livia Marques

Como lidar com a transformação de sentimentos da adolescência

O Brasil precisa de mais sangue!

A doação não traz nenhum risco para o doador.

Autor: Guilheme Muzzi

O Brasil precisa de mais sangue!

Insegurança e espiritualidade

O Nosso Cérebro é uma máquina de detectar padrões. Nosso senso de orientação depende disso.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Insegurança e espiritualidade

Entender os sentimentos pode ajudar no relacionamento entre pais e filhos

O reconhecimento das emoções é o primeiro passo para o entendimento no ciclo familiar e social.

Autor: Divulgação

Entender os sentimentos pode ajudar no relacionamento entre pais e filhos

A importância da comunicação humanizada

Dar vida às palavras, expressões e gestos que formam a substância da comunicação é fundamentalmente humano.

Autor: Reinaldo César


Saúde espiritual: cura que vem de dentro para fora

É fato que a medicina moderna avançou consideravelmente no tratamento das doenças físicas ao longo dos séculos.

Autor: Tatiana Capanema

Saúde espiritual: cura que vem de dentro para fora

Ascensão dos devocionais

No final dos anos 1990, algumas igrejas brasileiras utilizavam os devocionais para mobilizar seus membros a desenvolverem uma vida espiritual ativa e dinâmica

Autor: Magno Paganelli

Ascensão dos devocionais

Santuário do Pai das Misericórdias: lugar de encontro com Deus e renovação espiritual

O Santuário do Pai das Misericórdias é um importante centro de peregrinação e devoção católica, atraindo fiéis de diversas partes do país e do mundo.

Autor: Pe. João Gualberto


Brasileiros solidários

A Gol em parceria com a Avianca, empresas do grupo Abra, transportou doações em mais um voo humanitário.

Autor: Divulgação

Brasileiros solidários

Solidariedade permanente

Há alguém que dependa única e exclusivamente de si? "Ah, sim, 'eu sou o cara, faço e aconteço, sou uma pessoa independente'".

Autor: Padre Marcio Prado


Cemig envia equipes, geradores e veículos especiais para RGS

Equipamentos cedidos pela companhia podem atender até 2.500 mil residências afetadas pelas enchentes no estado.

Autor: Divulgação

Cemig envia equipes, geradores e veículos especiais para RGS

LBV lança campanha de combate à dengue com recado das crianças

O objetivo de promover hábitos saudáveis e eliminar criadouros do mosquito.

Autor: Divulgação