Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Saiba como ensinar uma criança a lidar com frustrações

Saiba como ensinar uma criança a lidar com frustrações

14/06/2023 Helen Mavichian

A frustração é uma emoção comum que todas as pessoas experimentam ao longo da vida, porém lidar com ela nem sempre é fácil, principalmente para as crianças.

Saiba como ensinar uma criança a lidar com frustrações

A infância é uma fase de descobertas, aprendizado e desenvolvimento, em que as crianças estão constantemente enfrentando novos desafios e aprendendo a conviver com suas limitações, o que muitas vezes podem levar a momentos de frustração.

Existem várias situações que podem causar esse amargo sentimento em crianças. Em geral, isso ocorre quando elas tentam realizar uma tarefa e não conseguem, como por exemplo ao amarrar os sapatos, montar um quebra-cabeça ou escrever seu nome. Os pequenos podem ficar frustrados quando são incapazes de expressar suas necessidades ou desejos de forma adequada, são rejeitadas por seus colegas de escola, acham que não conseguem alcançar as expectativas dos pais ou perdem um jogo ou uma brincadeira. Situações como mudança de professores na escola, amigos vão morar em outra cidade, parentes doentes e outras “perdas” também podem desencadear frustrações.

No consultório, percebo que muitos problemas são causados por momentos em que as crianças tiveram que experienciar como é uma frustração. Por não saberem como expressar esse sentimento, alguns se comportam de forma inadequada, sendo o meu papel como psicoterapeuta ajudá-las a equilibrar melhor essas emoções, sensações e sentimentos. 

A frustração infantil pode se manifestar de diferentes maneiras. Algumas crianças podem revelar essa emoção por meio de birras, manhas, choros ou atitudes agressivas, enquanto outras podem se retrair e se tornar mais reservadas. É importante lembrar que a maneira de externar pode variar de criança para criança e depende totalmente de sua personalidade, temperamento e habilidades de comunicação. 

Lidar com frustrações é uma habilidade primordial para o convívio em sociedade e, quando é exercitada e aprendida desde a infância, facilita o amadurecimento emocional e dá leveza às etapas seguintes da vida. Veja a seguir algumas sugestões para ajudar filhos, alunos e todas as crianças ao nosso redor a vivenciar frustrações:

  • Acolha os sentimentos da criança: É importante que ela saiba que seus sentimentos são normais e que é perfeitamente aceitável ficar triste, com raiva ou chateada quando algo não acontece como esperado.
  • Incentive que expresse o que sente: Encoraje a criança a falar sobre suas emoções de maneira apropriada e segura, seja conversando com um amigo ou adulto de sua confiança, escrevendo em um diário ou praticando atividades físicas.
  • Ensine habilidades de resolução de problemas: Ensine a identificar e analisar problemas, pensar em soluções e escolher a melhor opção.
  • Fomente a resiliência: Incentive a pessoa a aprender com os desafios e pensar em alternativas para passar por situações difíceis com mais leveza. Ensine a importância da perseverança e de tentar novamente, mesmo quando as coisas não saem como planejado.
  • Promova o apoio social: Incentive a pessoa a buscar e criar uma rede de apoio social, seja de amigos, familiares, professores ou mesmo profissionais de saúde mental.
  • Seja um modelo: Demonstre como lidar com frustrações e perdas de maneira saudável, para que a pessoa possa aprender com o exemplo. 
  • Esteja disponível: Mostre-se presente e disponível sempre para a criança, faça com que ela saiba que você está ali para oferecer conforto, orientação e apoio emocional, sempre que for necessário.
  • Ajude a criança a desenvolver autoestima: Ensine à criança a importância de valorizar-se e de ter confiança em suas habilidades. Para isso, valorize seus pontos fortes. Esse autoconhecimento irá ajudá-la a enfrentar a ter resiliência e força em situações adversas.
  • Em outras palavras, ensinar as crianças a encarar frustrações e perdas é um processo contínuo que requer paciência, empatia e apoio emocional. Ao fornecer essas ferramentas importantes, você pode ajudar a criança a se tornar mais resiliente e capaz para enfrentar os desafios da vida de maneira saudável e positiva. Mas não se esqueça que cada pessoa é única e irá lidar com as emoções de uma maneira diferente, combinado?

    * Helen Mavichian é psicoterapeuta especializada em crianças e adolescentes e Mestre em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

    Para mais informações sobre criança clique aqui...

    Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

    Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

    Fonte: Hercog Comunicação



    Ascensão dos devocionais

    No final dos anos 1990, algumas igrejas brasileiras utilizavam os devocionais para mobilizar seus membros a desenvolverem uma vida espiritual ativa e dinâmica

    Autor: Magno Paganelli

    Ascensão dos devocionais

    Santuário do Pai das Misericórdias: lugar de encontro com Deus e renovação espiritual

    O Santuário do Pai das Misericórdias é um importante centro de peregrinação e devoção católica, atraindo fiéis de diversas partes do país e do mundo.

    Autor: Pe. João Gualberto


    Brasileiros solidários

    A Gol em parceria com a Avianca, empresas do grupo Abra, transportou doações em mais um voo humanitário.

    Autor: Divulgação

    Brasileiros solidários

    Solidariedade permanente

    Há alguém que dependa única e exclusivamente de si? "Ah, sim, 'eu sou o cara, faço e aconteço, sou uma pessoa independente'".

    Autor: Padre Marcio Prado


    Cemig envia equipes, geradores e veículos especiais para RGS

    Equipamentos cedidos pela companhia podem atender até 2.500 mil residências afetadas pelas enchentes no estado.

    Autor: Divulgação

    Cemig envia equipes, geradores e veículos especiais para RGS

    LBV lança campanha de combate à dengue com recado das crianças

    O objetivo de promover hábitos saudáveis e eliminar criadouros do mosquito.

    Autor: Divulgação


    “Dias Perfeitos”: a incrível beleza das coisas simples

    Talvez a maior perda de um mundo em que tudo acontece apenas dentro de uma tela é que as pessoas perdem o caminho de seu mundo interno.

    Autor: Marco Antonio Spinelli


    Saúde espiritual: cura que vem de dentro para fora

    É fato que a medicina moderna avançou consideravelmente no tratamento das doenças físicas ao longo dos séculos.

    Autor: Tatiana Capanema

    Saúde espiritual: cura que vem de dentro para fora

    O livro de Tobias: uma história edificante

    No século III antes de Cristo um grande número de judeus moravam no Egito, em Alexandria.

    Autor: Lino Rampazzo


    Como as emoções afetam o ambiente de trabalho?

    A concorrência no mundo dos negócios é diariamente uma arena onde a racionalidade e a tomada de decisões estratégicas são imperativas para o sucesso.

    Autor: Divulgação

    Como as emoções afetam o ambiente de trabalho?

    Segredo para casamentos duradouros

    Com os anos de relacionamento, não é incomum que todo aquele encanto, a alegria, o prazer de estar com a pessoa amada enfraqueça, diminua, encolha e desbote.

    Autor: Déa Jório e Jal Reis

    Segredo para casamentos duradouros

    Especialista explica as consequências da timidez

    Atividades que desenvolvem habilidades sociais podem ser a solução.

    Autor: Divulgação

    Especialista explica as consequências da timidez