Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social

13/05/2020 Divulgação

É preciso saber lidar com a ansiedade.

Seis dicas para não engordar durante o isolamento social

Por conta do isolamento social, a mudança na rotina, de horários, local de trabalho e estudo trazem algumas consequências ao corpo, e o aumento de peso é uma delas.

Para o endocrinologista da Estância do Lago - SPA & Wellness, Fabiano Lago, “neste momento, lidar com a comida tornou-se o problema de muitas pessoas que mudaram repentinamente a rotina alimentar. É preciso saber lidar com a ansiedade, colocar em prática a disciplina e seguir algumas técnicas durante este período”, explica.

Segundo o médico, a alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos não podem ser deixados de lado neste momento, uma vez que os hábitos saudáveis influenciam na saúde e na imunidade. Fabiano Lago separou seis dicas para quem não quer engordar durante a quarentena:

Comida de verdade

Estudos apontam que os ultraprocessados podem ser o principal motivo de ganho de peso. Uma alimentação com ingredientes naturais, nutritivos e sem adição de substâncias químicas como corantes, conservantes, aromatizantes e estabilizantes trazem diversos benefícios à saúde. “Em geral, as ‘comidas de verdade’ têm maior quantidade de nutrientes do que em suas versões refinadas e fazem com que o nosso corpo fique saciado por mais tempo. Fazer boas escolhas é a melhor opção. Se pedir delivery, opte por uma comida caseira e de melhor qualidade, em vez de um sanduíce ou comida congelada com conservantes”, aconselha o endocrinologista.

Mastigue. Mastigue de novo

Parece simples, mas mastigar tem grande importância na alimentação. Basicamente, quando se come devagar, se sente melhor o sabor de cada alimento e a sensação de saciedade vem mais rápido - evitando também a sonolência pós-refeição.

 Aposte nos chás

Para reduzir o estresse, ansiedade e, consequentemente, a vontade de comer, os chás são ótimos aliados. Além de serem antioxidantes, os chás auxiliam no emagrecimento e na diminuição da fome. “É importante saber identificar a verdadeira fome. Muitas vezes, nosso cérebro avisa que estamos precisando de comida, mas na verdade precisamos de hidratação”, explica Fabiano Lago. A dica é apostar em chás feitos a partir de ervas, flores ou frutas, como de camomila, erva doce, verde, gengibre ou tulsi.

 Prefira doces amargos

Diversos estudos mostram que doces amargos diminuem a vontade de comer açúcar. "Adaptar a rotina e o paladar são as dicas para conseguir substituir o chocolate ao leite pelo 85 ou 90% cacau”, orienta o especialista.

Mova o corpo

Com o isolamento social, o ritmo de atividades físicas pode ter diminuído, mas é importante manter o corpo em movimento. Crie em casa circuitos de atividades, aposte em aplicativos de treino ou até mesmo lives em plataformas gratuitas. A dica é não deixar o corpo parado para equilibrar o ganho de calorias ingeridas no dia a dia com o gasto de energia nos exercícios.

 Estabeleça metas - mesmo que pequenas

Pode ser metas de exercício, um dia sem comer doce, beber dois litros de água ou um dia sem carne, por exemplo. O importante é manter-se motivado para não perder o foco. “Cada meta atingida mantêm a motivação e cada dia é um passo mais próximo para alcançá-lo. Ir aos poucos é bom para saúde e não se cobrar tanto só traz benefícios em todos os sentidos”, aconselha Fabiano Lago.

Fonte: CentralPress



Encurtamento muscular: o lado ruim do home office

Dores e redução da amplitude de movimento são os principais sinais de que seus músculos estão encurtados.

Encurtamento muscular: o lado ruim do home office

Brincar é coisa séria!

Falar sobre a importância do brincar no Dia das Crianças pode parecer algo comum, mas é um assunto de grande relevância na vida dos pequenos e de seus familiares.

Brincar é coisa séria!

Diversidade cerebral da criança: dificuldades de aprendizagem

Uma coisa é certa: não há dois cérebros iguais no mundo.

Diversidade cerebral da criança: dificuldades de aprendizagem

O sorriso envelhece, mas pode ser mais tarde

A gengiva pode sofrer recessão, que é a exposição da raiz, ou inflamações decorrentes de doenças periodontais.

O sorriso envelhece, mas pode ser mais tarde

Após quase morrer de câncer, a solidariedade

Em março de 2016, quando estava com 35 anos, descobri o câncer de mama.

Após quase morrer de câncer, a solidariedade

Temos uma Mãe!

Assim como o mês de maio, outubro também é um mês dedicado a Maria.

Temos uma Mãe!

Sorriso nos olhos é cartão de visita no retorno presencial ao trabalho

Quem não gosta de ser recebido em um ambiente profissional com um sorriso largo dos colegas?

Sorriso nos olhos é cartão de visita no retorno presencial ao trabalho

Brincar é coisa séria!

A brincadeira é fundamental para o desenvolvimento emocional, cognitivo e social da criança.

Brincar é coisa séria!

Açúcar: O grande vilão da boca das crianças

O consumo excessivo de açúcar e a má escovação podem levar ao aparecimento de cáries.

Açúcar: O grande vilão da boca das crianças

Estudo mostra que longevidade está ligada à prática de exercícios

Pessoas obesas e sedentárias que começam a se exercitar podem diminuir o risco de morte prematura em 30% ou mais.

Estudo mostra que longevidade está ligada à prática de exercícios

No Brasil, 14% da população se considera vegetariana

Dietas vegetarianas adequadamente planejadas são saudáveis e nutricionalmente adequadas.

No Brasil, 14% da população se considera vegetariana

Mais de 20 monumentos aderem à campanha de conscientização do Setembro Roxo

Campanha alerta sobre a existência da fibrose cística para milhares de pessoas em todo o país.

Mais de 20 monumentos aderem à campanha de conscientização do Setembro Roxo