Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Vinhos: a volta ao mundo em cinco rótulos

Vinhos: a volta ao mundo em cinco rótulos

14/09/2015 Samuel Carvalho

O turismo gastronômico tem se tornado um dos principais prazeres turísticos de qualquer viagem.

A degustação de vinhos faz parte desse tipo de diversão turística, e diferentemente do que muitos acham, não é preciso provar vinhos extremamente caros ou difíceis de achar para que se possa ter contato com sabores de outras terras.

Muitos acham que a enologia é algo preso a diversas regras de etiqueta, quando na verdade é um prazer que pode ser apreciado por muitos. Não é preciso ir atrás do preço de uma garrafa, mas sim saber o que se está tomando e com o que isso combina em sua refeição.

Muitos bons vinhos podem ser comprados no Brasil entre R$ 30 e R$ 60 reais a garrafa - e a maioria deles vem de diversos lugares do mundo. Faz parte do turismo gastronômico ter acesso a uma bebida de qualidade e, por isso, decidi unir esses dois conhecimentos e dar algumas dicas sobre o que tomar quanto colocado em frente a um tipo de prato diferente, aproveitando é claro receitas típicas locais de lugares diferentes do mundo.

Abaixo, cinco vinhos que servem bem com refeições mais exótica, além de serem feitos com uvas da própria região onde a comida é servida, casando bem o sabor local.

1. África do Sul - Cape Elephant Shiraz: esse é um vinho mais forte, ideal para se tomar comendo uma comida com gosto mais apimentado ou carregada no tempero, como o chakalaka, um molho de acompanhamento típico da África do Sul, local de onde o próprio vinho vem, feito com uvas Shiraz, típicas de lá. Seu sabor mais forte consegue lidar bem com o gosto de comidas apimentadas.

2. Austrália - Lone Kangaroo Cabernet Shiraz: esse é um vinho típico de lá, feito com uvas Cabernet Sauvignon e Shiraz. Tinto e um pouco mais forte, é ideal para se comer com carnes temperadas, como a típica costela ao molho barbecue dos australianos.

3. França - Château Les Millaux Excellence: uvas Merlot e Cabernet Franc, típicas da França, são a base desse vinho tinto. Ele é ideal para se tomar com carnes como o entrecot, corte mal passado típico de restaurantes da região. Seu sabor é mais suave.

4. Espanha - Marco Real Tempranillo: a paella é uma comida típica muito famosa na Espanha. O misto de frutos do mar tem um gosto forte e característico, porém muito saboroso. Para acompanhar, recomendo esse vinho com uvas da região de Navarra, as Tempranillo, com um gosto que casa bem com esse tipo de carne branca.

5. Chile - Casa Marchigue Chardonnay: as uvas Chardonnay da região da Valle de Colchagua, fazem um casamento ideal com o peixe cogrio, uma receita típica do Chile que vai muito bem com um vinho branco.

Claro que essas sugestões podem servir a diversos outros tipos de alimento, porém essa é uma boa base do saber com que combinam esses determinados tipos de vinho. Espero que essas dicas te ajudem a fazer seu próprio turismo gastronômico, nem que seja em sua própria casa!

* Samuel Carvalho é sócio da LeVino, empreendedor e estrategista de negócios. Acredita que o bom vinho pode atingir todos os paladares, e quer desmistificar o consumo no Brasil.



Somos protagonistas da nossa realidade

Uma vida bem-sucedida envolve você estar feliz e em paz em todas as áreas: saúde, relacionamentos, profissão.


Violência contra mulher cresce no período de quarentena

Consequências deste cenário podem levar ao feminicídio, doenças associadas à infecção pelo HIV e suicídio.

Violência contra mulher cresce no período de quarentena

Os desafios das gestantes na pandemia

Estamos vivenciando algo inédito para a geração atual, mas não tão estranho para quem viveu outras doenças com poucos recursos.

Os desafios das gestantes na pandemia

O poder que você tem

Realizar os seus objetivos não é tão difícil assim.

O poder que você tem

As regras para a retomada dos condomínios comerciais

Neste momento de relaxamento da quarentena, cada condomínio tem autonomia para criar suas próprias regras de flexibilização da quarentena.


As máscaras ajudam ou atrapalham na hora do exercício físico?

A adoção do distanciamento social/físico a prática de atividade física foi reduzida.

As máscaras ajudam ou atrapalham na hora do exercício físico?

Respire, pense e alivie o estresse

Medo, ansiedade, raiva, estresse, preocupação, incertezas, angústia, tristeza, insegurança, perda de liberdade.


A atividade física na terceira idade

O esporte na terceira idade traz inúmeros benefícios.

A atividade física na terceira idade

Reiki pode auxiliar nos sentimentos de medo e ansiedade

O Reiki é uma das 29 práticas reconhecidas pelo Sistema Único de Saúde.

Reiki pode auxiliar nos sentimentos de medo e ansiedade

Bebida alcoólica engorda? Como o álcool interfere na rotina de quem quer emagrecer

Médico explica o porquê de as bebidas alcoólicas atrapalharem no processo de perda de peso e desaceleração do metabolismo.

Bebida alcoólica engorda? Como o álcool interfere na rotina de quem quer emagrecer

Festas juninas: tradição interrompida e novas ideias para não passar em branco

7 Dicas para economizar em casa e ainda ganhar uma graninha extra

Para evitar o atropelo nas contas e se organizar melhor com as finanças, especialistas indicam algumas ações que podem ser adotadas no nosso dia a dia.

7 Dicas para economizar em casa e ainda ganhar uma graninha extra