Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Clube de vantagens pode aumentar a lucratividade de seu negócio em 40%

Clube de vantagens pode aumentar a lucratividade de seu negócio em 40%

08/03/2023 Aluisio Diniz Cirino

Será que a mercearia do Seu Joaquim pode oferecer aos seus clientes um clube que premie e incentive seus consumidores em troca de vantagens?

Clube de vantagens pode aumentar a lucratividade de seu negócio em 40%

Clube de vantagens e de benefícios é bastante comum para grandes empresas, e cada vez mais a máxima é verdadeira quando se trata de negócios menores: o modelo de troca pode ser — e realmente tem se mostrado ser — positivo para os negócios locais e de menor tamanho, como supermercados, bares e restaurantes.

Com um programa de vantagens, é possível um pequeno negócio elevar sua lucratividade aumentando sua base de clientes fixos em cerca de 40%, segundo dados da base de clientes da Lecupon.

Foi o que aconteceu com o Movimento Mais Brasil, associação civil que oferece aos seus associados/beneficiários efetivos a proteção veicular tendo como base uma cooperação mútua, com serviços como: ressarcimento em caso de furto ou roubo qualificado; reparo em caso de acidente; assistência a qualquer hora do dia; carro reserva de até 30 dias para casos de colisão; e reparo em veículo de terceiros em caso de colisão. Com a inclusão de parceiros próprios, foi possível oferecer aos beneficiários ativos vantagens próximas e que, muitas vezes, já faziam parte do dia a dia deles, facilitando ainda mais o estreitamento dos relacionamentos.

No entanto, é importante fazer a lição de casa para que o modelo realmente funcione.

O primeiro passo para que o negócio tenha um clube de vantagens efetivo e venda mais é entender o público-alvo e quais tipos de vantagens são mais atraentes. Por exemplo, se, para determinado comércio, é melhor oferecer cashback (devolver uma quantidade do valor pago em um produto), oferecer a troca de pontos por produtos no local ou, até mesmo, usar esses pontos em outros marketplaces de maior tamanho, como  Americanas, Amazon, Apple, entre outros. A variedade é grande, mas entender o perfil do consumidor é importantíssimo para o sucesso.

Outro ponto fundamental é tornar fácil e simples o acesso e checagem de pontos e trocas. Hoje, existem aplicativos que permitem a criação de seu clube de lealdade de forma rápida e simples, e ainda customizada.

A divulgação também é parte estratégica do sucesso. A divulgação do b.enefício por meio de um pacote mensal (com artes para redes sociais) que permite ao cliente escolher quais divulgações mais têm a ver com o mercado em que ele atua, a inserção na régua de e-mail marketing e a customização de banners que estarão destacados dentro do APP são grandes diferenciais. Tudo traz a sensação de personalização, que impacta, diretamente, na estratégia de público-alvo.

Não há tamanho de negócios que impossibilite a criação de um programa de fidelização. Qualquer empreendimento que pretenda conquistar novos clientes e garantir a permanência dos atuais valendo-se de diferenciais de mercado e de uma relação duradoura com a base já pode oferecer clube de vantagens.

* Aluisio Diniz Cirino, empresário, CEO e fundador da Lecupon.

Para mais informações sobre negócio clique aqui..

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Engenharia de Comunicação / LECUPON



Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Inflação em bares e restaurantes é mais baixa que os índices de alimentação no domicílio e também dos insumos, aponta IPCA.

Autor: Divulgação

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Nilza e Paraná convivem há quase 18 anos na unidade da Fhemig em Betim (MG).

Autor: Divulgação

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Talvez você não saiba, mas já houve um tempo em que ser calvo não apenas era algo dissociado de uma doença capilar como ainda era sinônimo de status.

Autor: ‌Melina Oliveira

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Aloísio Teixeira Garcia, ex-deputado estadual, morre aos 80 anos

Cultura, política e educação perderam com o falecimento no domingo passado do ex-deputado estadual e ex-membro da Academia Mineira de Letras, Aloísio Teixeira Garcia.

Autor: Divulgação


O que a pandemia nos ensinou que podemos usar no enfrentamento à dengue?

A palavra pandemia sempre nos transporta a lembranças de dias difíceis.

Autor: Jarbas da Silva Motta Junior


Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

A catástrofe do Rio Grande Sul tem comovido o país inteiro.

Autor: Bady Curi Neto

Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

O poder sedutor do dinheiro

Dinheiro e Poder, que dupla!

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

O poder sedutor do dinheiro

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

Interessante observar que o casamento, por exemplo, não cai de moda, todas as gerações ainda migram para esse modelo.

Autor: Viviane Gago

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

O peso dos idosos na balança eleitoral

Dados consolidados pelo Tribunal Superior Eleitoral, referentes a abril de 2024, mostram que o Brasil possui 33,7 milhões de eleitores com mais de 60 anos.

Autor: Wilson Pedroso

O peso dos idosos na balança eleitoral

Contribuintes podem ajudar vítimas no Rio Grande do Sul através do IR

O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 31 de maio, exceto para as cidades atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Autor: Divulgação


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


A tragédia se repete e a insensibilidade política permanece

É estranho que, mesmo com todos os recursos técnicos hoje disponíveis, não se tenha conseguido evitar uma enchente de proporção ainda maior que a de 1941.

Autor: Samuel Hanan

A tragédia se repete e a insensibilidade política permanece