Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Dados sobre religião entre jovens nos USA

Dados sobre religião entre jovens nos USA

25/04/2022 Prof. Dr. Valmor Bolan

As religiões cristãs no ocidente têm motivos para preocupação diante de um crescente número de ‘sem religião’ entre as novas gerações.

Segundo os dados do General Social Survey, o número de jovens norte-americanos que se manifestaram sem filiação religiosa aumentou consideravelmente na década de 90, no final do século passado. Das estatísticas feitas, esse aspecto chama a atenção, tendo em vista que essa é uma das mudanças com menor variação, até então. Trata-se de uma mudança significativa que tem levado especialistas a estudarem as razões pelas quais estariam levando mais jovens a assumirem essa posição. "O que causou essa mudança neste ponto específico da história americana?", indaga Ryan Burge, professor assistente de ciência política na Eastern Illinois University. E busca explicações para isso. Em artigo que escreveu sobre o assunto, ele ressalta que "em 1991, 87% dos jovens adultos indicaram que sua fé era cristã, principalmente católica e protestante. Apenas 8% dessa faixa etária disseram não ter filiação religiosa. Em 1998, apenas sete anos depois, a proporção de jovens de 18 a 35 anos que se diziam cristãos caiu 14 pontos percentuais para 73%, enquanto a porcentagem que respondeu 'nenhum' saltou para 20%, um aumento de 12% pontos percentuais. Uma proporção que não havia mudado em nada entre 1972 e 1991 havia se movido por porcentagens de dois dígitos em sete anos". Os números realmente são expressivos e indicam tendência para crescer ainda mais, o que torna um desafio para as religiões tradicionais.

Isso não significa também que os jovens têm se tornado ateus. A maioria diz acreditar em Deus, mas não se sentem motivados à filiação religiosa. O fato de não seguir os ritos de determinada religião, não quer dizer que não creiam em Deus. Nesse sentido, parece que se sentem mais livres, ainda mais numa sociedade cada vez mais pluralista, com intercâmbios maiores com várias culturas, em nível global, principalmente, pelas possibilidades de trocas de ideias e experiências pela internet e redes sociais, muitos jovens se sentem mais flexíveis e abertos. Os pais são os que mais sentem essa nova situação e tentam também se adaptar como podem. Os religiosos (evangélicos e católicos) buscam compreender o que ocorre, para evitar perdas ainda maiores.

Quanto ao impacto da internet diante dessa realidade, Ryan Burge diz que "os demógrafos ignoram o impacto da World Wide Web por sua conta e risco. Faria sentido que, à medida que os jovens fossem expostos a outras crenças sobre a nova tecnologia – e vissem as falhas em si mesmos – alguns deixassem a fé para trás. Mas os dados não a suportam inteiramente. De acordo com o Census Bureau, apenas 20% dos lares americanos tinham acesso à internet em 1997. Embora muitos jovens americanos tivessem acesso à internet na escola antes de terem uma conexão em casa, o efeito provavelmente só aceleraria as tendências citadas acima. O eco dessa queda é o que estamos vivendo hoje. Muitos dos que fugiram da religião em grande número durante esse período também escolheram criar seus filhos sem religião. Hoje, quase metade dessas crianças – millennials e geração Z – dizem que não têm afiliação religiosa". O fato é que a realidade está mudando e precisamos estar atentos a isso, porque diz respeito como estão vivendo os nossos filhos e netos, e como os princípios e valores cristãos poderão sobreviver numa sociedade em rápida e profunda transformação.

* Valmor Bolan é Doutor em Sociologia. Professor da Unisa. Ex-reitor e Dirigente (hoje membro honorário) do Conselho de Reitores das  Universidades Brasileiras. Pós-graduado (em Gestão Universitária pela OUI-Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal-Canadá.



A Zona Franca de Manaus

No início dos anos 1960, o Brasil era o País que, na economia mundial, apresentava o maior nível de desequilíbrio de desenvolvimento entre as suas regiões.

A Zona Franca de Manaus

Entrega de declarações do Imposto de Renda 2022 ultrapassa 22 milhões

Número representa 65,4% dos documentos que a Receita Federal espera receber neste ano. Prazo para a entrega da declaração vai até 31 deste mês.

Entrega de declarações do Imposto de Renda 2022 ultrapassa 22 milhões

Belo Horizonte é a única mineira entre as cidades mais desenvolvidas do país

A capital ocupa a sexta colocação no Índice Sebrae de Desenvolvimento Econômico Local (Isdel).

Belo Horizonte é a única mineira entre as cidades mais desenvolvidas do país

Consumo nos lares brasileiros cresce 2,59% no trimestre

Dados são da Associação Brasileira de Supermercados.

Consumo nos lares brasileiros cresce 2,59% no trimestre

Pagamentos com cartões de crédito crescem 42% no primeiro trimestre

Aumento está relacionado à expansão do comércio online, diz associação.

Pagamentos com cartões de crédito crescem 42% no primeiro trimestre

Indicador de turismo sobe 88% após volta de eventos em São Paulo

Polícia liberada para trabalhar como sabe

Os contumazes amantes da desordem e defensores intransigentes dos criminosos torceram o nariz quando o governador Rodrigo Garcia determinou o aumento do número de policiais nas ruas (a cidade de São Paulo aumentou de 5 mil para 9.740 o número de policiais em ação) e declarou que quem levantar arma contra a polícia vai levar bala.


Postos terão duas formas de mostrar preços de combustíveis

A medida passa a valer a partir do dia 7 de maio.

Postos terão duas formas de mostrar preços de combustíveis

Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

Trabalho conjunto das Forças de Segurança, ação terá programação durante todo o mês.

Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Índice de endividados chegou a 77,7% em abril. O cartão de crédito é o principal motivo das dívidas.

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Indulto x Interferência de Poderes

As leis, como de corriqueira sabença, obedecem a uma ordem hierárquica, assim escalonadas: – Norma fundamental; – Constituição Federal; – Lei; (Lei Complementar, Lei Ordinária, Lei Delegada, Medida Provisória, Decreto Legislativo e Resolução).


Propaganda eleitoral antecipada

A propaganda para as eleições neste ano só é permitida a partir do dia 16 de agosto.