Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Especialistas comentam investimentos externos de US$ 75 bilhões em 2019

Especialistas comentam investimentos externos de US$ 75 bilhões em 2019

24/01/2020 Divulgação

“Há uma ampla perspectiva de aumento de investimentos no Brasil por conta do ajuste fiscal e da reforma administrativa".

Especialistas comentam investimentos externos de US$ 75 bilhões em 2019

A Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), divulgou dados sobre os investimentos estrangeiros no país, indicando um crescimento para US$ 75 bilhões. Segundo especialistas do mercado financeira a melhora é um reflexo das reformas administrativas e fiscais praticadas pelo Governo no último ano, porém, esse valor pode crescer ainda mais, se seguirem as reformas planejadas para 2020. A busca por novos investimentos é um dos principais objetivos do Ministro da Economia, Paulo Guedes, que incluiu em sua agenda uma série de eventos internacionais, que anteriormente tinha o Presidente Jair Bolsonaro como representante.

Daniela Casabona, Sócia-Diretora da FB Wealth, atribui esse aumento à mudança na visão sobre a economia brasileira pelos investidores globais. “O plano de privatizações, o novo rating do Brasil e a boa relação com o mercado externo, principalmente Estados Unidos favoreceram a entrada de estrangeiros no mercado brasileiro. Espera-se que esses valores cresçam ainda mais com um otimismo da economia para esse ano”, afirma.

Segundo Jefferson Laatus, Estrategista-Chefe do Grupo Laatus, o dado é significativo, mas ainda é bem pouco perto do que a nossa economia precisa. “Esse aumento é importante, pois é um capital de longo prazo, mas ainda precisamos de mais, e por tudo que o Brasil vem fazendo, nos ajustes fiscais, diminuição da máquina, e preocupações com reformas deve sim vir mais, até por que teremos privatizações, concessões, tudo isso deve atrair sim mais investimentos”, ressalta.

Para Fernando Bergallo, Diretor de Câmbio da FB Capital, o aumento em muito se deve aos ajustes fiscais que estão sendo realizados, além disso, Bergallo frisa que as reformas também são peça fundamental para atrair os investimentos.  “Há uma ampla perspectiva de aumento de investimentos no Brasil por conta do ajuste fiscal e mais uma série de coisas como a reforma administrativa”. Bergallo pontua que a participação do Ministro da Economia, Paulo Guedes no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça é exatamente para apresentar o Brasil como um país aberto aos investimentos para melhorias. “O que o Ministro da Economia está vendendo agora em Davos é isso que o país está aberto aos investimentos estrangeiros, querendo melhorar o setor de infraestrutura, que necessita de aportes para crescer”, afirma. Para o Diretor de Câmbio, ainda é incerto o tempo que o fluxo cambial deve levar para ser de fato sentido no Brasil. “O que ainda não se sabe sobre isso é quanto tempo vai levar para impulsionar o fluxo cambial para cá”, completa.

Pedro Paulo Silveira, Economista-Chefe da Nova Futura Investimentos, enfatiza que as concessões devem aumentar o capital externo circulando no país. “O investimento direto do estrangeiro vem subindo por causa da melhoria da perspectiva de investimentos para diversos setores. Como houve uma melhora do ambiente de investimento com as reformas, muitos investimentos que estava ‘engavetados’ foram enviados para cá ano passado, o que ajudou. Agora teremos uma série de rodadas de concessão que devem também ajudar a aumentar os investimentos”, finaliza.

Fonte: Gueratto Press



Incêndio em ambientes hospitalares: o que pode ser feito para minimizar riscos

Motivos ligados à rede elétrica é uma das causas mais comuns nas ocorrências.

Incêndio em ambientes hospitalares: o que pode ser feito para minimizar riscos

PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV

Na comparação com junho, PIB cresceu 2,4% no mês.


Cartilha destaca os 30 anos do Código de Defesa do Consumidor

Material lançado pela Polícia Civil de Minas Gerais divulga os principais direitos na relação de consumo.


Exportações do agronegócio somam quase US$ 9 bilhões no mês de agosto

As vendas foram puxadas pela soja em grão e o açúcar de cana.

Exportações do agronegócio somam quase US$ 9 bilhões no mês de agosto

Valores de imóveis sobem e superam a inflação

A crise atual provocada pela pandemia do novo coronavírus tem afetado diversos setores da sociedade.

Valores de imóveis sobem e superam a inflação

Pandemia, economia brasileira e o Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial, comumente conhecido como “coronavoucher”, teve seus valores atualizados.

Pandemia, economia brasileira e o Auxílio Emergencial

Queixas por compras online aumentam durante a pandemia, diz Procon

Número é quatro vezes maior do que em todo o ano passado.

Queixas por compras online aumentam durante a pandemia, diz Procon

Agronegócio mineiro mantém boa performance de exportação de alimentos

Embarque de produtos gerou cerca de US$ 5,7 bilhões de janeiro a agosto. China é o principal importador.

Agronegócio mineiro mantém boa performance de exportação de alimentos

Brasil está entre as 30 nações com a cerveja mais barata

Brasil cobra por volta de R$5,45 o ml da bebida.

Brasil está entre as 30 nações com a cerveja mais barata

Exportação de carne do Brasil aumenta 12% no ano até agosto

China compra 65,8% mais, informa Abrafrigo.

Exportação de carne do Brasil aumenta 12% no ano até agosto

IBGE: 59,7 milhões de pessoas tinham plano de saúde em 2019

Em 2013, eram 55,7 milhões com assistência. Expansão foi de 0,6%.


Cerca de 1,6 milhão voltou a procurar emprego, diz IBGE

Segundo pesquisa, esse é um reflexo das flexibilizações do isolamento social.

Cerca de 1,6 milhão voltou a procurar emprego, diz IBGE