Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Geração Alpha, as crianças digitais do século XXI

Geração Alpha, as crianças digitais do século XXI

10/02/2020 Divulgação

Os Alphas têm uma maneira de "pensar digitalmente" sobre como as coisas se conectam e divergem.

Geração Alpha, as crianças digitais do século XXI

Geração Alpha, IGeneration, a primeira a ser 100% digital, vibra em uma energia de transformação tecnológica. Marcadas pelo uso da tecnologia, as crianças nascidas após o ano de 2010 interagem com o mundo primeiramente por meio das telas de modo muito natural, muito antes de começarem a ler ou a usar uma folha de papel; aprendem fazendo e navegam perfeitamente nas telas. Sem medo de teclar os botões, estas crianças aprendem surpreendendo os pais com a facilidade de utilizar os eletrônicos. Crescem com as vozes de Siri, Alexa e Google Assistant, pois no mundo dos Alphas, a interação se faz com inteligência artificial e assistentes de voz.

A geração Alpha prefere o mundo virtual ao mundo físico. Estas crianças estão constantemente mudando de comportamento e de preferências, pois acompanham a velocidade da informação deste mundo globalizado; importante observar aqui que, em um mundo onde todos se conectam, a proficiência em inglês acadêmico será essencial para o sucesso desta geração.

Os Alphas têm uma maneira de "pensar digitalmente" sobre como as coisas se conectam e divergem. Usam a tecnologia para aprender, interagir e demostrar o domínio de conteúdos avançados, conteúdos estes que as gerações anteriores ainda não dominaram pois a  tecnologia não é apenas um brinquedo ou distração, mas um modo de viver, conectar e aprender.

Pesquisas mais recentes indicam que esta geração superará as habilidades tecnológicas de seus pais aos oito anos de idade e acredita-se que os aplicativos e a inteligência artificial usados pelos Alphas reduzirão o tempo necessário para fazer compras, tarefas, adquirir produtos e serviços e até realizar consultas médica, pois todas as informações estarão conectadas e interligadas. Desta forma, a geração Alpha terá mais tempo para a criatividade, a inovação e para o lazer.

Para esta geração é a experiência e a ação que levam à aprendizagem, não apenas instruções e perguntas baseadas em conteúdo. O conhecimento é adquirido fazendo e experimentando, “colocando a mão na massa”; desenvolver habilidades de pensamento crítico, desenvolver projetos e resolver situações-problema é o que motiva a geração Alpha.

É preciso compreender como esta nova geração aprende e como pensa para que possamos captar sua atenção e garantir uma aprendizagem efetiva. A criatividade, a inovação, a descoberta e investigação são fatores essenciais para o engajamento desta geração. Fazer uso de metodologias ativa que enfatizam o protagonismo do aluno e potencializam o processo de ensino-aprendizagem é fundamental nos dias de hoje. Uma estratégia é gerar ideias de solução para determinada situação-problema; construir protótipos e testá-los são processos que motivam as crianças.

Aprendizagem colaborativa em pares, um ensinando o outro ou brainstorm de ideias permitem que os estudantes analisem possíveis soluções com diferentes pontos de vista e depois tomem decisões com base em seu próprio pensamento crítico pessoal e individual.

Esta geração espera significado e propósito por trás de seu aprendizado e busca experiências práticas e inovadoras, que estimulem a criatividade e que os levem a descobertas desconhecidas. Temas relacionados à tecnologia avançada, inteligência artificial, sustentabilidade, meio ambiente, problemas globais e bem-estar são alguns dos assuntos de interesse desta geração.

Mas fica o alerta: exposição precoce e o uso em excesso dos dispositivos eletrônicos podem ser prejudiciais à saúde. É preciso haver equilíbrio e acompanhamento da família de forma que se desenvolva um relacionamento saudável e produtivo com os gadgets.

Texto: Daniela Brocca - gestora educacional, graduada em administração e pedagogia, especialista em Neuropsicopedagogia, Coaching e Análise Comportamental e coordenadora do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Colégio Marista São Luis.

Fonte: PG1 Comunicação



Como evitar a formação de ferrugem após usar um conversor?

Para evitar a formação de ferrugem após usar um conversor de ferrugem, é crucial seguir alguns passos importantes para garantir uma proteção duradoura das superfícies metálicas.

Autor: Divulgação

Como evitar a formação de ferrugem após usar um conversor?

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Comecei a perceber que algo não estava certo na minha vida quando, mesmo sendo bem-sucedida, me sentia constantemente inferior.

Autor: Thereza Cristina Moraes

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Solicitante não precisa se deslocar até uma unidade presencial para pedir o documento, podendo recebê-lo em casa ou no cartório de sua escolha.

Autor: Divulgação

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Investir em imóveis certos é garantia de retorno rápido e seguro se feito com base na valorização, localização, demanda e segurança. Uma incorporadora de confiança te ajuda a realizar seu sonho!

Autor: 5 estrelas

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Inflação em bares e restaurantes é mais baixa que os índices de alimentação no domicílio e também dos insumos, aponta IPCA.

Autor: Divulgação

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Nilza e Paraná convivem há quase 18 anos na unidade da Fhemig em Betim (MG).

Autor: Divulgação

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Talvez você não saiba, mas já houve um tempo em que ser calvo não apenas era algo dissociado de uma doença capilar como ainda era sinônimo de status.

Autor: ‌Melina Oliveira

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Aloísio Teixeira Garcia, ex-deputado estadual, morre aos 80 anos

Cultura, política e educação perderam com o falecimento no domingo passado do ex-deputado estadual e ex-membro da Academia Mineira de Letras, Aloísio Teixeira Garcia.

Autor: Divulgação


O que a pandemia nos ensinou que podemos usar no enfrentamento à dengue?

A palavra pandemia sempre nos transporta a lembranças de dias difíceis.

Autor: Jarbas da Silva Motta Junior


Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

A catástrofe do Rio Grande Sul tem comovido o país inteiro.

Autor: Bady Curi Neto

Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

O poder sedutor do dinheiro

Dinheiro e Poder, que dupla!

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

O poder sedutor do dinheiro

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

Interessante observar que o casamento, por exemplo, não cai de moda, todas as gerações ainda migram para esse modelo.

Autor: Viviane Gago

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?