Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Manifestações – A Voz e a força do Povo

Manifestações – A Voz e a força do Povo

05/07/2019 Bady Curi Neto

As manifestações populares são legítimas, republicanas, sejam elas a favor ou contra o governo.

Manifestações – A Voz e a força do Povo

Pela segunda vez nesse ano, pessoas saíram às ruas para manifestarem apoio ao ex-Juiz e atual Ministro da Justiça Sérgio Moro, ao governo Bolsonaro e a reforma da previdência.

As manifestações populares são legítimas, republicanas, sejam elas a favor ou contra o governo. Por óbvio, aquelas nas quais não haja violência e não impeçam o direito de ir e vir dos cidadãos. Não se pode admitir é que, com a escusa da manifestação, façam barricadas, bombas e destruição de patrimônio público ou privado, sob pena de estarmos diante de vandalismo provocado por um grupo de pessoas.

A manifestação popular é a segunda maior arma de apoio ou crítica aos nossos representantes eleitos, perdendo, por evidente, apenas para o voto popular, no qual por um simples apertar de algumas teclas na urna eletrônica o indivíduo tem o poder de defenestrar um mau candidato da vida pública.

Os cidadãos despertaram para esta forma de pressão popular, desde a época do impeachment da ex-presidente Dilma Rousself, onde milhares de pessoas foram às ruas, em diversos Estados do país, em protestação contra a corrupção e pro impedimento.

O amadurecimento da Democracia exige de todos uma maior consciência política e o respeito por opiniões contrárias. A convergência única de pensamentos é apenas unanimidade e nada tem a ver com a liberdade de pensar.

Nas palavras de Nelson Rodrigues, maior dramaturgo brasileiro, toda unanimidade é burra. Isto porque, somente se alcança a unanimidade pela força, pela imposição ou por dominação de ideias.

Uma nação não pode ser refém da submissão do pensar, da imposição ideológica ou qualquer outra forma ditatorial de reflexões.

Não é por acaso que o direito de se manifestar é agasalhado pela Constituição Federal de 1988, em seu artigo V, inciso XVI, que dispõe sobre a liberdade de reunião, dizendo respeito a uma variedade de enfoques, seja de pensamentos políticos, social, filosófico e científico.

É de se notar que o direito de manifestar e reunir, por seu um dos pilares da democracia não exige, a teor do artigo supracitado, sequer autorização prévia das autoridades competentes, apenas a prévia comunicação.

De outra monta, como não se admite direito absoluto, há de ser uma reunião ou manifestação pacífica, sem armas e que não impeça o direito de ir e vir de outras pessoas e que, por serem em locais públicos, não venham a frustrar outra manifestação marcada anteriormente.

E não se diga que estar-se a defender esta ou aquela manifestação por comungar com os pensamentos dos manifestantes, sob pena de tornar-se rasa a importância do livre pensamento e o direito de reunir-se para evolução cultural da democracia.

Seja uma reunião pública “Lula Livre” ou pró-Bolsonaro, a liberdade que se impõe é a mesma. Vale-se da lição de Voltaire, filosofo e pensador Francês, nascido em 1694: “Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-las.”

O Brasil está despertando para a força e a voz das ruas, que através de manifestações ordeiras, começam a ecoar nos ouvidos de nossos Governantes.

* Bady Curi Neto é advogado fundador do Escritório Bady Curi Advocacia Empresarial, ex-juiz do Tribunal Regional 

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Prefeitura de BH e UFMG formalizam parceria na área de cultura

Parceria tem foco especial na juventude e na formação.

Prefeitura de BH e UFMG formalizam parceria na área de cultura

Movimento quer reconhecer que o Copo Americano é na verdade Copo Lagoinha

A comemoração dos 20 anos da Cervejaria Wäls, festejados neste ano, relembra de seus primórdios e faz uma homenagem aos mineiros.

Movimento quer reconhecer que o Copo Americano é na verdade Copo Lagoinha

Três meses de atraso é sinônimo de perda do imóvel?

Quando o pagamento das parcelas não ocorre e ultrapassa o prazo estipulado, pode significar prejuízo.

Três meses de atraso é sinônimo de perda do imóvel?

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Crédito bancário será feito no dia 15 deste mês.

Receita abre consulta a terceiro lote de restituição do IR

Trabalhador já pode cancelar crédito automático do FGTS na Caixa

Prazo para pedir cancelamento vai até 30 de abril de 2020.

Trabalhador já pode cancelar crédito automático do FGTS na Caixa

Disque Denúncia lança campanha contra produtos contrabandeados

Ideia é alertar para a relação entre contrabando e crime organizado no Rio de Janeiro.

Disque Denúncia lança campanha contra produtos contrabandeados

Viaduto Santa Tereza recebe postes restaurados

Essa é uma ação que visa valorizar o Viaduto Santa Tereza.

Viaduto Santa Tereza recebe postes restaurados

Saques nas contas do FGTS começam em setembro

Poderão retirar até R$ 500 trabalhadores com contas ativas e inativas.

Saques nas contas do FGTS começam em setembro

BIM amplia a transparência nas contratações públicas

Assim, a construção diminui os desperdícios e resíduos, ampliando a transparência para as contratações das obras.


Petrobras tem lucro líquido recorde de R$ 18,9 bilhões no 2º trimestre

Resultado se deve, principalmente, à venda de 90% da participação da Petrobras na Transportadora Associada de Gás S.A.(TAG).

Petrobras tem lucro líquido recorde de R$ 18,9 bilhões no 2º trimestre

Dia dos Pais deve movimentar de cerca de 20 bilhões de reais

Aproximadamente 105 milhões de brasileiros devem ir às compras para o Dia dos Pais, indica pesquisa CNDL/SPC Brasil.

Dia dos Pais deve movimentar de cerca de 20 bilhões de reais

Selic em 6%: o que muda para o consumidor?

A mudança gera impactos positivos e negativos, como o incentivo ao consumo e a queda da rentabilidade de grande parte dos investimentos.