Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Medo do desemprego é crescente entre os brasileiros, aponta CNI

Medo do desemprego é crescente entre os brasileiros, aponta CNI

07/01/2021 Divulgação

Índice ficou em 57,1 pontos, total acima da média histórica de 50,2.

Medo do desemprego é crescente entre os brasileiros, aponta CNI

O medo de perder o emprego é crescente entre os brasileiros. A preocupação é ainda mais intensa entre mulheres, jovens com idade entre 16 e 24 anos, profissionais com baixa escolaridade e moradores de periferias. É o que aponta a pesquisa Índice do Medo do Desemprego, divulgada nesta quarta-feira (6/01) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo o estudo, o índice ficou em 57,1 pontos, na medição feita em dezembro de 2020 – número que se encontra acima da média histórica de 50,2 pontos. “No trimestre, o indicador subiu 2,1 pontos na comparação com setembro do ano passado e está um ponto acima do registrado em dezembro de 2019”, disse a CNI.

Quando o recorte abrange o público feminino, o indicador (que mede o medo de perder o emprego) fica ainda maior, chegando a 64,2 pontos. Entre os homens, o índice está em 49,4 pontos. Nos dois casos a CNI identificou aumento do medo do desemprego, na comparação com setembro.

Levando em conta o grau de instrução dos entrevistados, o perfil que apresentou nível maior de medo é o de pessoas com grau de instrução inferior ao ensino médio completo, ficando em 59,1 pontos entre os que estudaram até a 4ª série da educação fundamental, e em 59,2 pontos entre os com instrução entre a 5ª e a 8ª série.



Subsídio para o Progrema Casa Verde Amarela aumentará em até 21,4%

Acréscimo varia conforme região, renda familiar e tamanho da população.

Subsídio para o Progrema Casa Verde Amarela aumentará em até 21,4%

IBGE divulga 1º levantamento sobre homossexuais e bissexuais no Brasil

Esta é a primeira vez que os dados são coletados.

IBGE divulga 1º levantamento sobre homossexuais e bissexuais no Brasil

A Zona Franca de Manaus

No início dos anos 1960, o Brasil era o País que, na economia mundial, apresentava o maior nível de desequilíbrio de desenvolvimento entre as suas regiões.

A Zona Franca de Manaus

Entrega de declarações do Imposto de Renda 2022 ultrapassa 22 milhões

Número representa 65,4% dos documentos que a Receita Federal espera receber neste ano. Prazo para a entrega da declaração vai até 31 deste mês.

Entrega de declarações do Imposto de Renda 2022 ultrapassa 22 milhões

Belo Horizonte é a única mineira entre as cidades mais desenvolvidas do país

A capital ocupa a sexta colocação no Índice Sebrae de Desenvolvimento Econômico Local (Isdel).

Belo Horizonte é a única mineira entre as cidades mais desenvolvidas do país

Consumo nos lares brasileiros cresce 2,59% no trimestre

Dados são da Associação Brasileira de Supermercados.

Consumo nos lares brasileiros cresce 2,59% no trimestre

Pagamentos com cartões de crédito crescem 42% no primeiro trimestre

Aumento está relacionado à expansão do comércio online, diz associação.

Pagamentos com cartões de crédito crescem 42% no primeiro trimestre

Indicador de turismo sobe 88% após volta de eventos em São Paulo

Polícia liberada para trabalhar como sabe

Os contumazes amantes da desordem e defensores intransigentes dos criminosos torceram o nariz quando o governador Rodrigo Garcia determinou o aumento do número de policiais nas ruas (a cidade de São Paulo aumentou de 5 mil para 9.740 o número de policiais em ação) e declarou que quem levantar arma contra a polícia vai levar bala.


Postos terão duas formas de mostrar preços de combustíveis

A medida passa a valer a partir do dia 7 de maio.

Postos terão duas formas de mostrar preços de combustíveis

Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

Trabalho conjunto das Forças de Segurança, ação terá programação durante todo o mês.

Maio Amarelo alerta população sobre impactos dos acidentes de trânsito

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Índice de endividados chegou a 77,7% em abril. O cartão de crédito é o principal motivo das dívidas.

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos