Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Ministério da Economia estuda o fim da meia-entrada

Ministério da Economia estuda o fim da meia-entrada

10/08/2020 Divulgação

Com a consulta pública sobre a obrigatoriedade do privilégio da meia-entrada nos cinemas brasileiros, o segmento de eventos acredita na possibilidade de acabar com essa 'injustiça histórica'.

Ministério da Economia estuda o fim da meia-entrada

A polêmica da meia-entrada volta a tomar conta das discussões. O Ministério da Economia defendeu publicamente a extinção de todas as regras que garantem o benefício e a Agência Nacional de Cinema (Ancine) realiza uma consulta pública sobre a obrigatoriedade legal da cobrança e seus impactos. Com isso, produtores de eventos de todo o país enxergam a possibilidade de ter as suas reinvindicações atendidas.

De acordo com nota da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos – ABRAPE, entidade que representa 300 associados do segmento da cultura e entretenimento de 23 Estados brasileiros, a extinção do privilégio da meia-entrada em eventos culturais no Brasil corrigiria uma injustiça histórica. “É uma intervenção estatal na economia que toma 50% da receita de alguns setores sem compensação, ao contrário do que ocorre em outros segmentos”, ressalta Doreni Caramori Júnior, empresário e presidente da ABRAPE.

A luta pelo fim da meia-entrada é antiga em Minas Gerais. Para Tiago de Brito, diretor regional da ABRAPE-MINAS, é necessário analisar racionalmente a questão. “O produtor de eventos é obrigado a oferecer a meia-entrada, mas não existe nenhum tipo de subsídio ou compensação por parte do poder público, por ser obrigado a dar esse desconto. O resultado disso, é que a maioria da população brasileira é penalizada, pagando dobrado,  para que uma minoria possa pagar a metade. Essa é uma equação onde todos perdem, produtores de eventos e principalmente o público com menor poder aquisitivo, ou seja, alguns pagam muito mais para ter acesso ao mesmo evento no mesmo lugar”, finaliza.

Fonte: ABRAPE-Minas



INSS vai aumentar capacidade de atendimento da Central 135

O instituto ligará para todos os segurados que tenham o cadastro correto.

INSS vai aumentar capacidade de atendimento da Central 135

Estação das flores chega no Hemisfério Sul

Há probabilidade acima de 70% de que as condições do La Niña se iniciem durante a primavera de 2020.

Estação das flores chega no Hemisfério Sul

A espera da famosa reforma tributária

Não existe sistema tributário no mundo que seja perfeito, mas o nosso está muito longe de ser, no mínimo, bom.

A espera da famosa reforma tributária

Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro

Expansão é de 14,4% na comparação com agosto.

Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro

Incêndio em ambientes hospitalares: o que pode ser feito para minimizar riscos

Motivos ligados à rede elétrica é uma das causas mais comuns nas ocorrências.

Incêndio em ambientes hospitalares: o que pode ser feito para minimizar riscos

PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV

Na comparação com junho, PIB cresceu 2,4% no mês.


Cartilha destaca os 30 anos do Código de Defesa do Consumidor

Material lançado pela Polícia Civil de Minas Gerais divulga os principais direitos na relação de consumo.


Exportações do agronegócio somam quase US$ 9 bilhões no mês de agosto

As vendas foram puxadas pela soja em grão e o açúcar de cana.

Exportações do agronegócio somam quase US$ 9 bilhões no mês de agosto

Valores de imóveis sobem e superam a inflação

A crise atual provocada pela pandemia do novo coronavírus tem afetado diversos setores da sociedade.

Valores de imóveis sobem e superam a inflação

Pandemia, economia brasileira e o Auxílio Emergencial

O Auxílio Emergencial, comumente conhecido como “coronavoucher”, teve seus valores atualizados.

Pandemia, economia brasileira e o Auxílio Emergencial

Queixas por compras online aumentam durante a pandemia, diz Procon

Número é quatro vezes maior do que em todo o ano passado.

Queixas por compras online aumentam durante a pandemia, diz Procon

Agronegócio mineiro mantém boa performance de exportação de alimentos

Embarque de produtos gerou cerca de US$ 5,7 bilhões de janeiro a agosto. China é o principal importador.

Agronegócio mineiro mantém boa performance de exportação de alimentos