Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Na Copa do Mundo 2022, a disputa é entre jogador e influenciador?

Na Copa do Mundo 2022, a disputa é entre jogador e influenciador?

17/10/2022 Rafael Coca

Veremos mais um 7x1? Calma, não estou gorando o jogo do Brasil. Estou falando das campanhas publicitárias.

Na Copa do Mundo 2022, a disputa é entre jogador e influenciador?

No evento esportivo mais aguardado do ano, a Copa do Mundo do Catar, que tem seu início no dia 20 de novembro, já começamos a observar que muitas estrelas das marcas já nem são tanto os jogadores escalados, mas os criadores de conteúdo.  

A FIFA, federação organizadora da Copa do Mundo, projeta uma audiência mundial de 5 bilhões de pessoas que acompanhará ao menos parte do evento, ou seja, 40% da população da Terra estará assistindo. E eu vou além: afirmo que essa audiência não é exclusiva das mídias convencionais de comunicação, como rádio e TV. Boa parte desse número também será distribuído entre criadores de conteúdo que irão comentar e repercutir  os jogos. Segundo relatório recente da Nielsen, foi constatado que cerca de 80% dos fãs de futebol acompanham os jogos utilizando uma segunda tela, seja acompanhando as mídias sociais ou sintonizadas em algum aplicativo e é neste cenário que o marketing de influência cresce e gera engajamento com os torcedores. 

O marketing esportivo é uma potência, movimentando 1% do PIB mundial. Em 2021, segundo um estudo da CBF em parceria com a consultoria EY, as marcas gastaram no Brasil mais de R$ 52 bilhões em campanhas, ações, ativações, patrocínios, produtos, artigos esportivos e até em NFTs. A projeção em um ano de Copa do Mundo é que esses números aumentem significativamente. 

Desta forma, os novos canais passaram a ser multimídia e os tempos modernos revolucionaram a forma de consumir. E essa transformação está passando pelo esporte, principalmente após a pandemia. Vimos competições inteiras serem transmitidas por um único influenciador, em plataformas anteriormente desconsideradas como meios de comunicação com essa finalidade. Essa migração para o digital deve ganhar ainda mais força em um ano de Copa do Mundo no Qatar. 

Conforme a minha provocação no começo do texto, uma mudança que deve ser percebida neste ano é a dos garotos-propaganda. No torneio feito na Rússia, em 2018, o técnico Tite e o atacante Neymar apareceram como os dois principais nomes em ações de marketing de diferentes empresas. Neste ano, os astros devem concorrer com criadores de conteúdo, como Casimiro, Fred e Igor Cavalari.   

Podemos utilizar de exemplo o case recente de Casimiro, que será embaixador da Coca-Cola durante a competição mundial deste ano. A marca desenvolveu a estratégia de amplificação e engajamento com influenciadores de diversos segmentos no Brasil e na América Latina. Os nomes escolhidos foram Fut Black, Luana Maluf, Machadinho, Ruivinha de Marte, Negrete, Natalia Guitler, Emile Brito, Gina Indelicada, Trairagem FC e Esse Dia Foi Louco.  

Mais adiante, entendo que, após 2 Copas com a participação crescente das redes sociais cada vez mais maduras e democratizadas, esta será, definitivamente, a Copa “dos vídeos”.  

Ficaremos na expectativa para que a nossa seleção consiga se consagrar campeã na Copa com o maior alcance e visibilidade da história do futebol. Pois, ao falarmos em impacto do marketing de influência, o Brasil supera até da China e é o maior mercado do mundo no segmento. Não sou eu que estou falando, é a pesquisa Global Consumer Survey deste ano. Juntando com a potência mundial que é o futebol que, segundo dados recentes da Nielsen, 10 das 13 regiões pesquisadas incluem o esporte dentre os três mais populares, não tem nem como negar que a modalidade atrai a atenção de um público gigantesco sedento para consumir conteúdos de qualidade voltados ao evento. Ou seja, quer queira, quer não, serão os influenciadores que entrarão em campo em 2022. O 7x1 só será realidade para as marcas que não apostarem no marketing de influência.   

* Rafael Coca é fundador e CSO da Spark e sócio do Resenha Digital Clube. 

Para mais informações sobre futebol clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Seven NPR



Nomofobia e os impactos do uso de smartphones no ambiente de trabalho

“Você é um nomofóbico?”. Essa foi a pergunta de partida de minha fala no Congresso da Academia Brasileira de Direito do Trabalho, em outubro de 2023, na cidade de São Paulo.

Autor: Eduardo Pragmácio Filho

Nomofobia e os impactos do uso de smartphones no ambiente de trabalho

O envelhecer e seus impactos na sociedade

Quando jovens, muito comumente pensamos e sentimos que somos imortais; e não pensamos na velhice, na morte; que é bom e ruim.

Autor: Viviane Gago

O envelhecer e seus impactos na sociedade

Poupança X Investimento: economista explica a diferença

De forma bem-humorada e sem enrolação, o influenciador explica os princípios que o regem por trás das cifras milionárias.

Autor: Divulgação

Poupança X Investimento: economista explica a diferença

Menos procrastinação, mais sucesso

Você sabe o que é procrastinação? É aquela mania de deixar tudo para depois.

Autor: Juliana Brito

Menos procrastinação, mais sucesso

História do comércio e a fidelização de clientes

"Só existe uma definição válida para a finalidade de uma empresa: criar um consumidor”.

Autor: Luiz Fernando Dias Guedes

História do comércio e a fidelização de clientes

Escorpiões: quem são esses animais temidos pela população?

Veneno produzido pelo animal é usado para o desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para doenças crônicas.

Autor: Divulgação

Escorpiões: quem são esses animais temidos pela população?

Boletos se popularizam frente às taxas astronômicas dos cartões de crédito

No atual cenário financeiro, uma disparidade significativa se faz presente entre os boletos e os cartões de crédito no Brasil, especialmente no que se refere às taxas de juros aplicadas.

Autor: Divulgação

Boletos se popularizam frente às taxas astronômicas dos cartões de crédito

Imposto de Renda: veja que documentos são necessários e separe-os antes do prazo

Neste ano, a data de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física deverá ser entre 15 de março e 31 de maio.

Autor: Divulgação

Imposto de Renda: veja que documentos são necessários e separe-os antes do prazo

Carnaval é feriado? Advogado orienta funcionários e empresas

Uma das épocas mais aguardadas, o Carnaval é uma festa tradicional, embora não seja considerada feriado nacional.

Autor: Divulgação

Carnaval é feriado? Advogado orienta funcionários e empresas

Taxação do Pix é uma loucura

A “iluminada economista” e ex-presidente, Dilma Rousseff, conseguiu a proeza de decepcionar e prejudicar os poupadores de menor renda.

Autor: Julio César Cardoso

Taxação do Pix é uma loucura

Crianças: curiosidade coloca mãozinhas em risco

As mãos da criançada, que tudo querem tocar, estão expostas a sérios acidentes; SBCM ressalta cuidado redobrado no período de férias escolares.

Autor: Antônio Carlos Costa

Crianças: curiosidade coloca mãozinhas em risco

Você está pronto para o futuro?

Existem basicamente três tipos de indivíduos no mundo: os ignorantes, os desesperados e os preparados.

Autor: Martha Gabriel

Você está pronto para o futuro?