Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O impacto das aplicações do aço para o desenvolvimento da economia brasileira

O impacto das aplicações do aço para o desenvolvimento da economia brasileira

04/06/2022 Christian Speyer

Quando se fala em aço, é comum pensar em grandes obras, como a construção de navios, sistemas ferroviários, infraestruturas em rodovias, aeroportos e hospitais.

O impacto das aplicações do aço para o desenvolvimento da economia brasileira

Entretanto, a realidade é que as aplicações do aço estão muito mais presentes na rotina das pessoas do que imaginamos. Diante disto, o metal desempenha um papel fundamental ao fornecer soluções para praticamente todos os setores da economia brasileira.

Como consequência da relevância do material para os diversos setores econômicos e industriais, a produção brasileira de aço tem demonstrado importante crescimento. Segundo o Instituto Aço Brasil, a produção do aço, em março, registrou um aumento bruto de 2,9 Mt, o que representa 10,1% de crescimento em relação ao mês anterior. Já as vendas internas do material aumentaram em 20,2% se comparadas a fevereiro, chegando a 1,8 Mt.

Estes dados demonstram que, mesmo que haja mudanças nos processos produtivos e outros materiais entrem em cena ao longo dos anos, o aço apresenta vantagens que o tornam um produto robusto para o mercado de metais. Para que se entenda, o material em si é dúctil, com sustentação mecânica, moldável e detém uma flexibilidade que não inviabiliza a sua resistência. Desta forma, torna-se um produto difícil de ser batido em termos de processos produtivos.

Aplicações do aço em utensílios utilizados no dia a dia

Diante da versatilidade apresentada pelo aço, algumas aplicações do metal passam despercebidas nas atividades diárias, mas estão presentes em diversos lugares como em colchões fabricados com molas de arame, cintos, relógios, bijuterias feitas com fivelas de arames. Além de grande parte dos utensílios domésticos, como geladeiras, fogões, maquinas de lavar e secadoras de louças.

Vale destacar que é possível identificar setores específicos que se diferenciam pelo alto consumo do metal, como o da construção civil. No Brasil, a técnica mais utilizada é a de concreto armado, em que o vergalhão é utilizado como um dos principais materiais para o processo de construção.

Nesse sentido, outro segmento de destaque no consumo do metal é o de logística, uma vez que os principais meios de transporte, como navios, trens e caminhões, são todos feitos de aço, o que contribui para o desenvolvimento dos setores, não apenas logístico, mas também em toda cadeia industrial.

O impacto da guerra na indústria do aço

Devido ao cenário de incertezas ocasionado pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia, o setor do aço registrou forte aumento no preço do material, principalmente, no mercado internacional. Estes aumentos foram ocasionados, especialmente, pelo fechamento de siderúrgicas e minas de minério de ferro na Ucrânia, pela redução da disponibilidade de energia elétrica destinada à fabricação do metal em países europeus, bem como pela insegurança por parte dos armadores em enviar navios para portos próximos às regiões de conflito.

Diante disso, nota-se que com a redução da oferta do aço, principalmente os semiacabados, para os países ocidentais, abriu-se uma oportunidade para o aumento do mercado brasileiro. Consequentemente, muitas siderúrgicas do país aumentaram seus preços com base na demanda do mercado externo.

Desta forma, fica nítido que o setor, assim como outros, enfrenta desafios no atual contexto de mercado. No entanto, a relevância do metal perante a indústria, como um dos principais componentes do processo produtivo de diversos segmentos, o torna indispensável para determinados setores e fundamental para o desenvolvimento econômico do país.

Christian Speyer, é gerente de marketing da Morlan, metalúrgica brasileira com forte atuação nos mercados de agropecuária, construção civil e industrial.

Para mais informações sobre Economia clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: EPR



Como lidar com a “Geração Z” no mercado de trabalho

“Ninguém é produtivo o tempo inteiro, ninguém é feliz o tempo inteiro, mas é possível ser mais feliz e produtivo. E isso sem acabar com a saúde mental.”

Autor: Divulgação


A arte de não fazer nada: o ócio e o estímulo à criatividade

Você já se sentiu culpado por não fazer nada?

Autor: Thaísa Passos


Governo do Japão e Instituto Ramacrisna celebram parceria

As aulas devem começar ainda em 2024, após a finalização das obras de construção do novo prédio.

Autor: Divulgação

Governo do Japão e Instituto Ramacrisna celebram parceria

Paciente faz 100 anos e pede namorada em casamento

Casal ficou noivo após convivência de quase duas décadas na unidade da Fundação Hospitalar de Minas Gerais.

Autor: Divulgação


Protegendo crianças e idosos no ambiente online

Preservar crianças e idosos em um mundo que se torna mais tecnológico a cada dia que passa é dever de todos.

Autor: Ricardo Rios

Protegendo crianças e idosos no ambiente online

Nomofobia e os impactos do uso de smartphones no ambiente de trabalho

“Você é um nomofóbico?”. Essa foi a pergunta de partida de minha fala no Congresso da Academia Brasileira de Direito do Trabalho, em outubro de 2023, na cidade de São Paulo.

Autor: Eduardo Pragmácio Filho

Nomofobia e os impactos do uso de smartphones no ambiente de trabalho

O envelhecer e seus impactos na sociedade

Quando jovens, muito comumente pensamos e sentimos que somos imortais; e não pensamos na velhice, na morte; que é bom e ruim.

Autor: Viviane Gago

O envelhecer e seus impactos na sociedade

Poupança X Investimento: economista explica a diferença

De forma bem-humorada e sem enrolação, o influenciador explica os princípios que o regem por trás das cifras milionárias.

Autor: Divulgação

Poupança X Investimento: economista explica a diferença

Menos procrastinação, mais sucesso

Você sabe o que é procrastinação? É aquela mania de deixar tudo para depois.

Autor: Juliana Brito

Menos procrastinação, mais sucesso

História do comércio e a fidelização de clientes

"Só existe uma definição válida para a finalidade de uma empresa: criar um consumidor”.

Autor: Luiz Fernando Dias Guedes

História do comércio e a fidelização de clientes

Escorpiões: quem são esses animais temidos pela população?

Veneno produzido pelo animal é usado para o desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para doenças crônicas.

Autor: Divulgação

Escorpiões: quem são esses animais temidos pela população?

Boletos se popularizam frente às taxas astronômicas dos cartões de crédito

No atual cenário financeiro, uma disparidade significativa se faz presente entre os boletos e os cartões de crédito no Brasil, especialmente no que se refere às taxas de juros aplicadas.

Autor: Divulgação

Boletos se popularizam frente às taxas astronômicas dos cartões de crédito