Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que a pandemia nos ensinou que podemos usar no enfrentamento à dengue?

O que a pandemia nos ensinou que podemos usar no enfrentamento à dengue?

23/05/2024 Jarbas da Silva Motta Junior

A palavra pandemia sempre nos transporta a lembranças de dias difíceis.

A maior emergência em saúde da atualidade ainda está na memória de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e todos que integram equipes de saúde em hospitais e espaços de pronto atendimento. É, também, lembrança corriqueira para muitas pessoas, especialmente aquelas que perderam familiares e amigos próximos para o coronavírus. A palavra pandemia sempre nos transporta a lembranças de dias difíceis. Para alguns, é tocar na ferida do vazio, da perda, do luto que é revivido com sua pronúncia.

Para além das dores, a pandemia deixou aprendizados. Há quem consiga recordar de ensinamentos e lições pessoais, como a valorização da possibilidade de socializar, a necessidade de manter hábitos saudáveis e de higienização. São percepções por vezes abstratas de quem mudou de rota e passou a dar valor à normalidade da vida. Para além disso, há aprendizados concretos e importantes que são vistos dentro da rotina hospitalar.

Com a covid, aprendemos a lidar com situações extremas e desafiadoras. Entendemos o quanto a comunicação transparente e ponderada pode contribuir com a confiança nos colegas de trabalho e nos processos estabelecidos. Protocolos bem estruturados de atendimento nos mostraram o quanto o fluxo de entrada de pacientes deve ser facilitado e servem como uma ponte para melhor experiência dos que necessitam de suporte especializado. 

Quatro anos após o início da pandemia, os hospitais se deparam com mais uma situação delicada, embora em proporções mais estáveis e conhecidas. No Brasil, os casos prováveis de dengue ultrapassam a marca de 4 milhões, segundo boletim divulgado no final de abril. O Brasil registra o recorde de 1.937 óbitos em 2024. Em quatro meses, já é o maior indicador do século em um único ano. Outras 2.345 mortes estão em investigação. Dez estados brasileiros publicaram decreto de emergência: Acre, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, além do Distrito Federal.

Desde o início do ano, os hospitais estão com grande procura de pacientes com suspeita da doença ou mesmo confirmação da dengue. Logo que identificamos esse aumento de demanda, estabelecemos fluxos para toda a equipe de saúde com o objetivo de cumprir o protocolo do MInistério da Saúde, que fala sobre atendimento e acompanhamento dos pacientes. O ambiente de triagem foi estruturado para identificação precoce de pacientes com maior gravidade e que necessitam de intervenção mais imediata.

Para além das paredes dos hospitais, outro aprendizado que a covid trouxe é o melhor entendimento da população sobre a importância de estar bem informada e confiar nas equipes e autoridades de saúde. As pessoas hoje buscam estar mais atentas e estão mais conscientes do que são sintomas graves, da importância de buscar atendimento precoce, de como prevenir doenças. As gestões governamentais de saúde também estão mais presentes, com ações voltadas à boa informação e a imprensa ajuda em todo esse processo. São aprendizados vindos da maior emergência em saúde da atualidade e que devem nos auxiliar para quaisquer outros momentos delicados e de alerta na área da saúde.

*Jarbas da Silva Motta Junior é gerente médico do Hospital São Marcelino Champagnat e atuou como chefe das UTIs covid durante a pandemia.

Para mais informações sobre dengue clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Todos os nossos textos são publicados também no X

 

Fonte: Central Press



Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

Comecei a perceber que algo não estava certo na minha vida quando, mesmo sendo bem-sucedida, me sentia constantemente inferior.

Autor: Thereza Cristina Moraes

Como as comparações me fizeram prisioneira da Síndrome do Impostor

“Canal Livre” discute o uso exagerado de celular e internet por crianças e adolescentes

O programa aborda os impactos que esse hábito traz para a vida escolar, os prejuízos psicossociais e a interferência na socialização da nova geração.

Autor: Divulgação


Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Solicitante não precisa se deslocar até uma unidade presencial para pedir o documento, podendo recebê-lo em casa ou no cartório de sua escolha.

Autor: Divulgação

Cidadãos podem solicitar segunda via de certidões pelo celular

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Investir em imóveis certos é garantia de retorno rápido e seguro se feito com base na valorização, localização, demanda e segurança. Uma incorporadora de confiança te ajuda a realizar seu sonho!

Autor: 5 estrelas

Fazendo as escolhas certas: guia para selecionar imóveis para investimento em São Paulo

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Inflação em bares e restaurantes é mais baixa que os índices de alimentação no domicílio e também dos insumos, aponta IPCA.

Autor: Divulgação

Bares e restaurantes seguram preços por medo de perder clientes

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Nilza e Paraná convivem há quase 18 anos na unidade da Fhemig em Betim (MG).

Autor: Divulgação

Idoso de 100 anos ganha ensaio fotográfico de pré-casamento

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Talvez você não saiba, mas já houve um tempo em que ser calvo não apenas era algo dissociado de uma doença capilar como ainda era sinônimo de status.

Autor: ‌Melina Oliveira

Calvície já teve lá seu glamour, mas hoje só afeta a autoestima

Aloísio Teixeira Garcia, ex-deputado estadual, morre aos 80 anos

Cultura, política e educação perderam com o falecimento no domingo passado do ex-deputado estadual e ex-membro da Academia Mineira de Letras, Aloísio Teixeira Garcia.

Autor: Divulgação


Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

A catástrofe do Rio Grande Sul tem comovido o país inteiro.

Autor: Bady Curi Neto

Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

O poder sedutor do dinheiro

Dinheiro e Poder, que dupla!

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

O poder sedutor do dinheiro

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

Interessante observar que o casamento, por exemplo, não cai de moda, todas as gerações ainda migram para esse modelo.

Autor: Viviane Gago

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

O peso dos idosos na balança eleitoral

Dados consolidados pelo Tribunal Superior Eleitoral, referentes a abril de 2024, mostram que o Brasil possui 33,7 milhões de eleitores com mais de 60 anos.

Autor: Wilson Pedroso

O peso dos idosos na balança eleitoral