Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Senhores políticos, por que a população se interessa cada vez menos pelas eleições?

Senhores políticos, por que a população se interessa cada vez menos pelas eleições?

14/12/2020 Antonio Tuccilio

Em dois anos teremos eleições presidenciais.

Senhores políticos, por que a população se interessa cada vez menos pelas eleições?

Pode parecer muito tempo, mas em política as coisas acontecem num ritmo próprio. O fato é que começam a surgir candidatos, mesmo que ainda no campo da especulação.  

A pergunta que temos de fazer como brasileiros é: quem está realmente interessado em fazer algo pelo país e quem quer apenas ter ascensão política e criar um embate com o atual governo. É preciso pensar na população e no que é necessário para o Brasil voltar ao necessário ritmo de crescimento econômico, com renda, emprego e preocupação com as pessoas.   

Caso o cenário das especulações dos possíveis candidatos se confirme, o Brasil corre um grande risco. Afinal, não está claro que eles têm real interesse em trabalhar pelo povo e pelo país. O discurso é um, mas será que não querem apenas aparecer, confrontar o atual governo, sem se darem conta de que essa postura desgasta ainda mais o Brasil e não resolve nenhum dos muitos problemas do país? 

O fato é que diante de tantas dúvidas a população está cansada de conversa fiada. Prova disso é o alto índice de abstenção nas eleições municipais de novembro. Em boa parte das capitais, o povo preferiu simplesmente não votar a fazer parte de um processo no qual não acredita mais.  

Em São Paulo, são 12,5 milhões de pessoas, das quais 8,8 milhões de eleitores. Na eleição municipal, a abstenção chegou a 30,8%. No Rio de Janeiro, 35,4% dos eleitores não compareceram às urnas.   

Claro que a pandemia da Covid-19 também afastou as pessoas das eleições desse ano, mas  os números são alarmantes e a explicação é clara: os políticos têm desapontado cada vez mais a população. Ao invés de apresentarem soluções para os problemas, apenas mostram desrespeito pelos eleitores, fazem o jogo político e não contribuem para o país avançar.  

A classe política não aprende que tem de partir dela o processo de recuperação da confiança da população.  

Enquanto isso não acontece, a cada eleição mais brasileiros desistem da política, perdem o ânimo e a esperança. O pano de fundo é que tudo apenas atrapalha o país, afetando o necessário crescimento econômico, a diminuição do desemprego, a melhoria da renda e tantos outros indicadores sociais importantes.

* Antonio Tuccilio, presidente da Confederação Nacional dos Servidores Públicos (CNSP)

Fonte: Texto Comunicação Corporativa



Aloísio Teixeira Garcia, ex-deputado estadual, morre aos 80 anos

Cultura, política e educação perderam com o falecimento no domingo passado do ex-deputado estadual e ex-membro da Academia Mineira de Letras, Aloísio Teixeira Garcia.

Autor: Divulgação


O que a pandemia nos ensinou que podemos usar no enfrentamento à dengue?

A palavra pandemia sempre nos transporta a lembranças de dias difíceis.

Autor: Jarbas da Silva Motta Junior


Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

A catástrofe do Rio Grande Sul tem comovido o país inteiro.

Autor: Bady Curi Neto

Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

O poder sedutor do dinheiro

Dinheiro e Poder, que dupla!

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

O poder sedutor do dinheiro

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

Interessante observar que o casamento, por exemplo, não cai de moda, todas as gerações ainda migram para esse modelo.

Autor: Viviane Gago

Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

O peso dos idosos na balança eleitoral

Dados consolidados pelo Tribunal Superior Eleitoral, referentes a abril de 2024, mostram que o Brasil possui 33,7 milhões de eleitores com mais de 60 anos.

Autor: Wilson Pedroso

O peso dos idosos na balança eleitoral

Contribuintes podem ajudar vítimas no Rio Grande do Sul através do IR

O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 31 de maio, exceto para as cidades atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Autor: Divulgação


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


A tragédia se repete e a insensibilidade política permanece

É estranho que, mesmo com todos os recursos técnicos hoje disponíveis, não se tenha conseguido evitar uma enchente de proporção ainda maior que a de 1941.

Autor: Samuel Hanan

A tragédia se repete e a insensibilidade política permanece

BH Airport suspende temporariamente arrecadação de doações

Mais de 15 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul chegaram nos pontos de coleta do BH Airport nos últimos 5 dias.

Autor: Divulgação


Após 1500, como os portugueses conquistaram o Brasil?

De início, os portugueses passavam aqui para buscar produtos como o pau-brasil, a caminho da Índia, onde estavam as especiarias.

Autor: Víktor Waewell

Após 1500, como os portugueses conquistaram o Brasil?

Saber escutar nos aproxima das pessoas

Desde que desenvolvemos a linguagem, passamos a valorizar os grandes oradores.

Autor: Roberta Perdomo

Saber escutar nos aproxima das pessoas