Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Água para o desenvolvimento sustentável

Água para o desenvolvimento sustentável

26/03/2019 Cleverson V. Andreoli

A gestão preventiva dos problemas ambientais é muito mais adequada, além de ser mais barata.

Água para o desenvolvimento sustentável

Um recente relatório publicado pela Organização das Nações Unidas (ONU), denominado “Perspectivas do Meio Ambiente Mundial”, apresenta um quadro sombrio sobre as consequências para a sociedade, da degradação da qualidade ambiental planetária. Com relação a água, o relatório mostra que uma em cada três pessoas no mundo, cerca de 2,3 bilhões de habitantes, não tem acesso ao saneamento. Além disso, aponta que, desde o ano de 1990, está sendo observada uma significativa piora da qualidade da água em todo o planeta.

Para facilitar a compreensão da sociedade, geralmente os problemas ambientais têm uma abordagem setorial, contudo há uma relação indissociável entre eles. As alterações na atmosfera, por exemplo, têm uma relação direta com os problemas hídricos, pois ampliam os extremos climáticos. Chuvas mais intensas amplificam os problemas de erosão e ao mesmo tempo geram inundações catastróficas. A proteção de matas ciliares integra a preservação da biodiversidade com a manutenção da qualidade de água.

A qualidade da água depende de como os demais compartimentos ambientais de uma bacia hidrográfica são manejados. Os problemas de segurança hídrica, relacionados com a disponibilidade de água e das cheias, têm causas globais, como as alterações climáticas, e causas locais, como a urbanização em áreas inundáveis e impermeabilização do solo. Consequentemente, o seu gerenciamento necessita ser integrado considerando os diversos fatores para que os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (OSDs) sejam efetivamente alcançados.

A gestão de recursos hídricos exige uma nova governança que garanta a eficácia da aplicação de políticas que orientem a sustentabilidade dos processos. A gestão preventiva dos problemas ambientais é muito mais adequada, além de ser mais barata. As medidas mais importantes são aquelas que incorporam a consideração dos impactos ambientais nas decisões econômicas, em direção a uma economia circular, que maximize a otimização dos usos dos recursos e a reciclagem, equilibrando as dimensões ambientais, sociais e econômicas de novos projetos. Esses mecanismos devem ser capazes de inserir nos processos de tomada de decisão o conceito de que o meio ambiente saudável é a base principal da prosperidade econômica e do bem-estar social.

Independentemente de políticas globais, as empresas e as pessoas devem adotar medidas para aumentar a eficiência do uso dos recursos hídricos, para a reciclagem da água (aproveitamento do esgoto tratado), para a utilização de águas pluviais e para a adoção de tecnologias mais avançadas para a melhoria desse bem planetário tão importante. Além disso, os grandes empresários não podem esquecer que o aumento da eficiência no uso da água aumenta a competitividade das empresas e, principalmente, traz muitos benefícios para a sociedade.

* Cleverson V. Andreoli é professor do Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade do ISAE Escola de Negócios (www.isaebrasil.com.br)

Fonte: P+G Comunicação Integrada



Petrobras recolhe 200 toneladas de resíduos de óleo nas praias do Nordeste

Cerca de 1700 agentes ambientais contratados pela companhia atuaram na limpeza das áreas impactadas.

Petrobras recolhe 200 toneladas de resíduos de óleo nas praias do Nordeste

Minas consolida planos diretores em 90% das bacias hidrográficas

Até 2020, todas as 36 bacias presentes no estado serão contempladas.

Minas consolida planos diretores em 90% das bacias hidrográficas

A Gestão da Educação Ambiental

A gestão pública por meio da Educação Ambiental necessita difundir o conceito de futuras gerações.

A Gestão da Educação Ambiental

Processos de outorga de uso da água passa a ser 100% digital em Minas

Portaria do Igam também consolida normas em um só instrumento e padroniza prazo para apresentação de informações complementares.

Processos de outorga de uso da água passa a ser 100% digital em Minas

Projeto coleta mais de oito toneladas de vidro em bares do Rio

Parceria da cervejaria Kona com a startup Green Mining realiza programa de logística reversa inteligente no bairro da Lapa.

Projeto coleta mais de oito toneladas de vidro em bares do Rio

1 em cada 5 brasileiros é consumidor de produtos orgânicos

Os números apurados estão longe do maior mercado mundial dos orgânicos.

1 em cada 5 brasileiros é consumidor de produtos orgânicos

Valores dos ingressos nos parques nacionais terão reajustes

O acréscimo nas entradas dos parques, a partir de novembro, varia em média de R$ 1 a R$ 2.

Valores dos ingressos nos parques nacionais terão reajustes

Consumo consciente deve ser incentivado desde a infância

Especialistas indicam que família e escola trabalhem o tema com as crianças.

Consumo consciente deve ser incentivado desde a infância

Redução do IPTU como incentivo para a coleta seletiva

A sociedade tem aceitando, cada vez mais, medidas ambientalmente adequadas para a preservação do meio ambiente.

Redução do IPTU como incentivo para a coleta seletiva

Rock in Rio terá reciclagem de 2,5 milhões de copos plásticos

A iniciativa transformará os copos plásticos de Heineken descartados durante os sete dias do maior festival de música do mundo em embalagens de Natura Humor.

Rock in Rio terá reciclagem de 2,5 milhões de copos plásticos

32 anos do Protocolo de Montreal, avanços e desafios

A diminuição da camada de ozônio é um dos impactos antrópicos mais significativos da história da humanidade.


Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

Combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo são as principais fontes de energia da humanidade.

Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100