Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Ciclone bomba – entenda como se forma

Ciclone bomba – entenda como se forma

07/07/2020 Rodrigo Berté e André M. Pelanda

É relativamente comum que ocorra na região sul brasileira nos meses de primavera e outono.

Ciclone bomba – entenda como se forma

O sul do Brasil é caracterizado por frequentes encontros de massas de ar frio oriundas da região sul da América do Sul, especialmente da Argentina, e massas de ar quente oriundas da região norte brasileira. Quando existem esses choques de massas de ar de diferentes origens, ocorre a possibilidade da geração de severos temporais, motivo pelo qual, a região sul e parte do sudeste do Brasil, bem como algumas regiões da Argentina, Uruguai e Paraguai são caracterizadas por serem o corredor dos tornados da América do Sul. A nomenclatura foi criada pela Rede de Estações Urbanas de Climatologia de São Leopoldo, já que depois do corredor dos tornados localizado na região central dos Estados Unidos, esta região específica da América do Sul é o local no mundo em que existe uma maior probabilidade da ocorrência deste fenômeno.

Além da ocorrência de tornados, estas características meteorológicas propiciam condições para a formação de outros fenômenos, como o “ciclone bomba”, que atingiu nos últimos dias, os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. É relativamente comum que ocorra na região sul brasileira nos meses de primavera e outono, no entanto, a grande surpresa foi a ocorrência dele em pleno inverno e com uma intensidade considerada elevada, com o registro de rajadas acima de 100 km/h, causando estragos em muitas residências, barracões industriais e celeiros, nas regiões mais afastadas das grandes cidades, fazendo com que muitos municípios decretassem estado de emergência em função dos danos causados.

Nos próximos dias, ainda existe a possibilidade de ventos e mar agitado na costa da região sul brasileira (especialmente Santa Catarina e Rio Grande do Sul), e também as temperaturas devem cair bastante, principalmente nas regiões serranas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

No ano de 2004, foi registrado o primeiro furacão no Atlântico Sul, batizado como Furacão Catarina, que atingiu Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A tempestade se desenvolveu no oceano a partir de um ciclone extratropical e se intensificou até ser classificado por especialistas como furacão, e gerou rajadas de até 155 km/h, deixando milhares de pessoas desabrigadas e causando grandes prejuízos na infraestrutura dos municípios mais atingidos, especialmente os localizados ao longo da costa.

É de grande importância que o poder público crie planos de contingência em casos de ocorrências destes fenômenos meteorológicos, que podem causar danos significativos ao patrimônio, sejam em regiões costeiras ou interioranas. É fundamental monitorar as condições meteorológicas destas regiões de uma maneira eficiente para que seja possível estar preparado e lidar adequadamente com este tipo de emergência.

* André Maciel Pelanda é professor do curso de Gestão Ambiental do Centro Universitário Internacional Uninter.

* Rodrigo Berté é diretor da Escola de Saúde, Biociência, Meio Ambiente e Humanidades do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Página 1 Comunicação



Amazônia: tão necessária quanto pulmões, coração e cérebro

Na medicina sabemos que é necessário respirar e o coração bater para nos mantermos vivos, além da função cerebral.

Amazônia: tão necessária quanto pulmões, coração e cérebro

Julho registra temperatura média mais alta da história

Nos últimos anos, o país tem registrado invernos mais quentes que a média histórica.

Julho registra temperatura média mais alta da história

A mente de uma abelha

As abelhas demonstraram habilidade para entender conceitos abstratos como “igual” ou “diferente”.

A mente de uma abelha

Museu Oceanográfico Univali recebe exposição Gigantes do Passado

Acervo de animais da “Era do Gelo” pode ser visitado no Balneário Piçarras, Santa Catarina.

Museu Oceanográfico Univali recebe exposição Gigantes do Passado

Nasa divulga imagem de galáxia em caos após colisão

Imagem foi obtida pelo Telescópio Espacial James Webb.

Nasa divulga imagem de galáxia em caos após colisão

Cidade de São Paulo tem mês de julho mais quente desde 1943

Temperatura mais alta tinha sido registrada em julho de 1977.

Cidade de São Paulo tem mês de julho mais quente desde 1943

Cientistas detectam buraco negro adormecido fora da Via Láctea

Fenômeno foi constatado na galáxia Grande Nuvem de Magalhães.

Cientistas detectam buraco negro adormecido fora da Via Láctea

Plantio de mudas ajuda a preservar nascentes em Sorocaba

Emrpesa realiza plantio de mudas, em parceria com prefeitura de Sorocaba e Secretaria de Meio Ambiente.

Plantio de mudas ajuda a preservar nascentes em Sorocaba

Nasa divulga fotos de Júpiter capturadas pelo telescópio James Webb

Registros feitos ainda na fase de testes mostram detalhes do Planeta, luas e asteroides com detalhamentos nunca antes vistos.

Nasa divulga fotos de Júpiter capturadas pelo telescópio James Webb

Projeto sobre plantas medicinais faz sucesso nas redes

Com conteúdos multimídia e atividades práticas sobre o mundo vegetal, iniciativa estimula a curiosidade e o conhecimento científico em jovens estudantes.

Projeto sobre plantas medicinais faz sucesso nas redes

Bioma amazônico tem 30 a 40 mil espécies só de plantas, mostra estudo

Trabalho divulgado hoje mapeia pesquisas científicas na região.

Bioma amazônico tem 30 a 40 mil espécies só de plantas, mostra estudo

Observatório em Minas Gerais capta meteoro brilhante

Evento luminoso foi registrado na cidade mineira de Brazópolis.

Observatório em Minas Gerais capta meteoro brilhante