Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Conflitos pela água

Conflitos pela água

20/03/2020 Luiz Pladevall

As paisagens inóspitas do sertão nordestino representaram por décadas o flagelo de uma população obrigada a enfrentar uma aridez cortante.

No nosso imaginário, uma boa parte do Nordeste sempre foi marcada pela escassez hídrica, conflitos pela água e fuga da população, mas esse cenário já não é mais exclusividade daquela região.

A seca inclemente tem atingido outras localidades do país, aumentando os conflitos pela água em vários estados brasileiros.

Vivemos a contradição de contar com mais de 10% de toda a água doce do mundo, mas 80% desse volume está na bacia do rio Amazonas, região habitada por menos de 10% da população brasileira.

O cenário de distúrbios está refletido nos dados da ANA (Agência Nacional de Águas), que revela 223 “zonas de tensão” permanentes de disputa por recursos hídricos em todo o país. Em 2010, eram apenas 30 localidades com registro semelhante.

Um outro levantamento, produzido pelo jornal O Estado de S. Paulo, publicado em fevereiro de 2020, revela que há 63 mil Boletins de Ocorrência (BOs) abertos em delegacias nos últimos cinco anos, relacionados diretamente por conflitos pela água.

As desavenças se multiplicam e estão presentes em áreas no Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Pará, Paraíba, Pernambuco, Tocantins e Distrito Federal.

Um alerta da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aponta aumento de 55% da demanda mundial por água até 2050 diante de mais de 9,1 bilhões de habitantes no planeta, sendo que 40% dessas pessoas viverão em regiões com situação de estresse hídrico.

Por isso, a gestão dos recursos hídricos e a implementação do saneamento precisam ganhar impulso e se tornar uma política de Estado permanente, independentemente dos administradores de plantão.

A falta de água não afeta apenas as populações mais pobres. A água é um recurso essencial para o desenvolvimento econômico e social de uma nação.

Hoje, a água se transforma em energia elétrica, abastece milhões de pessoas, é responsável pela criação de peixes e um insumo fundamental para a maioria das indústrias. Já a ausência de saneamento reponde ainda por muitas doenças.

Os recursos hídricos podem se tornar tão valiosos, que o custo de produzir água potável pode encarecer muito esse bem no futuro.

Os impactos dessa nova realidade ainda não foram mensurados, mas, com certeza, a conta terá que ser paga por toda a sociedade.

* Luiz Pladevall é engenheiro, presidente da Apecs (Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente) e vice-presidente da ABES-SP (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental).

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



Réptil de 225 milhões de anos não é pterossauro, mostra estudo

Conclusão é de pesquisadores brasileiros em artigo na revista PeerJ.

Réptil de 225 milhões de anos não é pterossauro, mostra estudo

Desafios e oportunidades para o saneamento

Considerado um dos menos atrativos na infraestrutura, o setor de saneamento passa por uma profunda mudança de paradigma com a aprovação da Lei 14.026/2020.

Desafios e oportunidades para o saneamento

Projeto incentiva o plantio de 1 bilhão de árvores em Minas Gerais

Conspiração Mineira pelo Plantio de Árvores é apresentada pela ACMinas.

Projeto incentiva o plantio de 1 bilhão de árvores em Minas Gerais

Estudo avalia a situação hídrica da Bacia do Rio da Prata, em Presidente Olegário

Diagnóstico de Zoneamento Ambiental Produtivo (ZAP) faz parte das ações do Programa Restaurar, estruturado pelo Sebrae Minas, no noroeste do estado.

Estudo avalia a situação hídrica da Bacia do Rio da Prata, em Presidente Olegário

Brasil registra reciclagem de 98,7% de latas de alumínio em 2021

Índice é o maior já alcançado pelo setor.

Brasil registra reciclagem de 98,7% de latas de alumínio em 2021

Onça-parda é vista em área onde era considerada extinta no Rio de Janeiro

Reserva ambiental fica em Maricá, na região metropolitana.

Onça-parda é vista em área onde era considerada extinta no Rio de Janeiro

Livro mostra biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu

Publicação tem imagens e infográficos para explicar como é o trabalho de conservação na região e curiosidades sobre espécies.

Livro mostra biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu

Acordo prevê remuneração para conservação de florestas

Estudo de viabilidade será feito em duas etapas.

Acordo prevê remuneração para conservação de florestas

Copasa prevê investir R$ 34 milhões na recuperação de nascentes em 2022

Investimento no programa Pró-Mananciais é recorde; nos últimos cinco anos, companhia empregou R$ 62 mi na revitalização de minas, córregos e rios.

Copasa prevê investir R$ 34 milhões na recuperação de nascentes em 2022

Inmet lança documento com informações meteorológicas de 30 anos

Dados do Inmet mostram elevação das temperaturas e maior frequência de chuvas intensas no Brasil.

Inmet lança documento com informações meteorológicas de 30 anos

Apenas 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

Dados são divulgados no Dia Mundial da Água, comemorado neste 22 de março.

Apenas 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

São Paulo inaugura programa que plantará um milhão de árvores pelo Brasil

União Química, em parceria com a ONG Ipê e o Centro de Educação Ambiental de Guarulhos, já começa a plantar 100 mil mudas de árvores nativas no estado.

São Paulo inaugura programa que plantará um milhão de árvores pelo Brasil