Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Época de quarentena pode ajudar a população a separar o lixo corretamente

Época de quarentena pode ajudar a população a separar o lixo corretamente

20/04/2020 Divulgação

Separação por tipo de embalagem facilita o trabalho de catadores, cooperativas e empresas que lidam com os recicláveis.

Época de quarentena pode ajudar a população a separar o lixo corretamente

Implantar a coleta seletiva na rotina dos brasileiros sempre foi um desafio muito grande. Porém, com a chegada do novo coronavírus, o período de quarentena e distanciamento social, o problema pode se agravar com o aumento na geração do resíduo doméstico. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), estima-se um crescimento de 15% a 25% na quantidade resíduos sólidos domiciliares durante este período.

Mesmo sendo natural que o descarte de resíduos seja elevado nesses dias, está mais do que na hora de utilizar o tempo dentro de casa para implantar a coleta seletiva na rotina familiar, separando os recicláveis corretamente. Afinal, este é o primeiro e o mais importante passo para que seja possível reintroduzir embalagens pós-consumo na cadeia produtiva, evitando a exploração de recursos naturais e emissões de CO2 deste processo.

Quando o material é separado corretamente por tipo (vidro com vidro, lata com lata, PET com PET), as pessoas envolvidas na logística do material não precisam entrar em contato direto com a embalagem. Os sacos são coletados e levados até centrais de armazenamento onde as embalagens podem ser transportadas, diretamente, para containers exclusivos para cada tipo de material. O prazo para encher estes containers e enviá-los para usinas de reciclagem é maior que os cinco dias que material precisa para estar isolado e, assim, livre do risco de contaminação.

A "segregação na fonte de geração", ou seja, a separação por tipo de embalagem realizada na casa de cada um facilitará o trabalho de catadores, cooperativas e empresas que lidam com os recicláveis, evitando que rejeitos jogados, de maneira equivocada, contaminem os recicláveis. Além disso, reduzirá em até 95% a necessidade de triagem.

E mesmo que o serviço de coleta seletiva tenha sido suspenso, temporariamente, por causa da pandemia, em alguns bairros de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, é possível contar com empresas privadas, como a Green Mining, que neste período de quarentena tem realizado a coleta dos recicláveis que são separados por tipo em condomínios, mercados e estabelecimentos que estão trabalhando com delivery.

É importante ressaltar que a Abrelpe orienta o descarte de luvas e máscaras no lixo comum e com um revestimento extra - elas podem ser colocadas em mais um saco plástico - e pessoas com Covid-19 ou suspeitas de estarem com o vírus não devem realizar a separação do lixo para evitar contaminação. Vale lembrar que o descarte desses itens de proteção junto aos materiais recicláveis coloca em risco os coletores e outros profissionais que trabalham nessa atividade.

Vivemos um período de incertezas. Faça por você, por quem está do seu lado, pelo meio ambiente e empatia pelo próximo. Chegou a hora de mudarmos a maneira como enxergamos, cuidamos e vivemos no planeta.

Texto: Rodrigo Oliveira - presidente da Green Mining, startup brasileira acelerada pela Cervejaria Ambev e que atua na coleta seletiva e logística reversa de forma inteligente e eficiente.

Fonte: ML&A Comunicações



2020 – Seis meses de conquistas e desafios para setor orgânico

A primeira metade de 2020 foi atípica e, em muitos aspectos, assustadora para a maior parte do mercado, mas serviu como um bom teste de resistência para os orgânicos brasileiros e, consequentemente, para a Organis.


Você sabe como as tartarugas se comunicam? Ouça o som

Projeto divulga as primeiras gravações dos sons emitidos pelas tartarugas-da-amazônia – uma das espécies ameaçadas do Brasil.

Você sabe como as tartarugas se comunicam? Ouça o som

E a ciência?

Para falarmos do papel da OMS neste momento, precisamos entender qual é o papel da ciência.

E a ciência?

Empresas se unem para ampliar apoio aos catadores de materiais recicláveis

Tetra Pak e Klabin formam uma Corrente do Bem para manter auxílio por meio de causa disponível no aplicativo de impacto social Ribon.

Empresas se unem para ampliar apoio aos catadores de materiais recicláveis

Monitoramento indica que nuvem de gafanhotos não entrou no Brasil

Mapa continua em alerta e divulga manual com orientações para eventual controle da praga.

Monitoramento indica que nuvem de gafanhotos não entrou no Brasil

Minas passa a ser o terceiro estado a fazer reuso de água não potável no Brasil

Medida proporciona redução do aporte de poluentes nas bacias hidrográficas mineiras.

Minas passa a ser o terceiro estado a fazer reuso de água não potável no Brasil

Saiba mais sobre o contexto das questões ambientais no Brasil

O período de isolamento social, medida adotada para combate da COVID-19, trouxe à tona um tema frequentemente presente na agenda global: a preservação ambiental.


Compra e venda de usados evitou emissão de gases de efeito estufa em 2019

Impacto representa parar o trânsito de veículos na capital do Rio de Janeiro por 14 meses, aponta estudo.

Compra e venda de usados evitou emissão de gases de efeito estufa em 2019

Conheça as aves “românticas” do Brasil

Rico em biodiversidade, país abriga exemplos de demonstração afetiva em espécies-símbolo.

Conheça as aves “românticas” do Brasil

Saiba mais sobre o contexto das questões ambientais no Brasil

Cuidar do meio ambiente pode refletir diretamente na bolsa de valores.

Saiba mais sobre o contexto das questões ambientais no Brasil

Cinco ações que você pode fazer pelo bem do planeta em casa

No mês de junho se comemora o mês do Meio Ambiente.

Cinco ações que você pode fazer pelo bem do planeta em casa

Geração distribuída solar deverá acessar debêntures verdes com novo decreto federal

A medida poderá diminuir prazos, reduzir burocracia e proporcionar menores custos ao financiamento de projetos sustentáveis.

Geração distribuída solar deverá acessar debêntures verdes com novo decreto federal