Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Os perigos da mineração ilegal

Os perigos da mineração ilegal

14/01/2021 Divulgação

72% de todo garimpo realizado na Amazônia entre janeiro e abril de 2020 ocorreu dentro de unidades de conservação e terras indígenas.

Os perigos da mineração ilegal

As técnicas utilizadas no garimpo podem ser predatórias ao meio ambiente, bem como às comunidades indígenas, principalmente, quando são praticadas sem planejamento e de forma ilegal.

Mas extrair minerais valiosos do solo brasileiro não é uma prática ilegal - desde que a extração siga as leis de registro, em áreas aprovadas pelo governo. É possível encontrar ouro, por exemplo, e ganhar dinheiro com isso, sem estar cometendo um crime. Mas as consequências podem ser destrutivas e nocivas se não houver cuidado e conhecimento técnico sobre o manuseio adequado do solo.

Segundo o relatório Amazônia Saqueada, da Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada, na região Amazônica - que envolve Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela - existem 2.557 garimpos ilegais demarcados atualmente.

Ainda conforme o documento, a maioria encontra-se na Venezuela: 1899, com 453 no Brasil, 134 no Peru e 68 no Equador. Mas é importante lembrar que há muitas áreas de garimpos ilegais ainda não confirmadas, o que torna o cenário ainda mais preocupante. Dados do Greenpeace, revelam que 72% de todo garimpo realizado na Amazônia entre janeiro e abril de 2020 ocorreu dentro de unidades de conservação e terras indígenas. O ano de 2019 bateu o recorde de invasões, com um total de 160 ocorrências de invasões e exploração ilegal de terras indígenas.

Na natureza, os efeitos dessa exploração são devastadores. Afinal, as mangueiras que usam água pressurizada para desmontar barrancos naturais à procura de ouro, deixam imensas crateras, destroem a vegetação e interferem na dinâmica da floresta. Outro risco ocasionado pela atividade é o uso do mercúrio para purificar o ouro - o que contamina a água, o ar e os animais, até chegar aos seres humanos.

O garimpo ilegal também pode impactar o cotidiano das populações estabelecidas na área. Para a comunidade indígena, o garimpo ilegal acompanha a violência. Notícias sobre o avanço de desmatamentos e garimpos ilegais em terras indígenas têm crescido no Brasil recentemente, bem como os assassinatos de indígenas pelos garimpeiros ilegais. É uma situação muito séria e que precisa da atenção da sociedade e do governo.

TExto: Jerri Alves, superintendente do Grupo MBL



Rio Grande do Sul: a reconstrução passa pela recuperação de vegetação nativa

A nova realidade criada pela tragédia exige igualmente novas respostas da gestão pública, incluindo um olhar prioritário para a questão ambiental.

Autor: Divulgação

Rio Grande do Sul: a reconstrução passa pela recuperação de vegetação nativa

Investir em saneamento traz retorno para a saúde

A aprovação do Novo Marco Legal do Saneamento, em julho de 2020, trouxe novas e importantes perspectivas para o avanço da infraestrutura do setor.

Autor: Elzio Mistrelo

Investir em saneamento traz retorno para a saúde

Descoberta de Luzia, um dos esqueletos mais antigos das Américas, completa 50 anos

Arqueólogos encontraram os primeiros ossos em 1974, na área do Monumento Estadual Lapa Vermelha, em Pedro Leopoldo

Autor: Divulgação

Descoberta de Luzia, um dos esqueletos mais antigos das Américas, completa 50 anos

Governo de Minas e Ibama reabilitam onça parda atropelada e a devolvem à natureza

Animal havia sido atingido em rodovia, próximo a Campos Altos, e foi submetido a cirurgia; espécie é a segunda maior espécie de felino das Américas e está ameaçada de extinção.

Autor: Divulgação

Governo de Minas e Ibama reabilitam onça parda atropelada e a devolvem à natureza

Qual produto é mais recomendado para manutenção de fossa séptica?

A manutenção ideal de uma fossa séptica é crucial para manter um sistema de saneamento confiável e saudável.

Autor: Divulgação


A revolução das soluções baseadas na natureza

De acordo com um estudo liderado pela UFRJ, 48 mil pessoas morreram por ondas de calor entre 2000 e 2018 no Brasil.

Autor: Danilo Roberti Alves de Almeida

A revolução das soluções baseadas na natureza

Municípios têm oportunidades com o saneamento

O saneamento básico galgou um novo patamar no interesse de investidores e especialistas.

Autor: Maurício Vizeu de Castro

Municípios têm oportunidades com o saneamento

As bactérias do bem que salvam as águas

Pode soar surpreendente, mas são os microrganismos os agentes mais capacitados para tratar da água de forma natural.

Autor: Monique Zorzim

As bactérias do bem que salvam as águas

Cuidar da água para não faltar

“O Brasil, que se ergueu à beira do mar e em volta dos rios, também escreveu histórias de sede, de muita sede”, já apontava Graciliano Ramos, em 1938, na sua obra “Vidas Secas”.

Autor: Luiz Pladevall

Cuidar da água para não faltar

Dia das Florestas: vale a pena derrubar árvores?

Era de amor a relação dos indígenas com a mata, principalmente antes da invasão portuguesa.

Autor: Víktor Waewell

Dia das Florestas: vale a pena derrubar árvores?

Shopping distribui adubo oriundo da compostagem dos resíduos orgânicos

O adubo é utilizado no paisagismo do próprio shopping, doado para os colaboradores e agora está indo para a casa dos frequentadores.

Autor: Divulgação

Shopping distribui adubo oriundo da compostagem dos resíduos orgânicos

Cada passo importa para um futuro sustentável

O ano de 2023 foi confirmado como o mais quente da história, de acordo com o observatório Copernicus Climate Change Service, da União Europeia.

Autor: Artur Grynbaum

Cada passo importa para um futuro sustentável