Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Rombo bilionário nas Americanas poderia ter sido evitado com inteligência artificial

Rombo bilionário nas Americanas poderia ter sido evitado com inteligência artificial

13/04/2023 Lucas Ribeiro

Tecnologia, além de não permitir a falta de lisura nas classificações contábeis, age em consonância com as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS).

Rombo bilionário nas Americanas poderia ter sido evitado com inteligência artificial

O valor da Inteligência Artificial (IA) para a vida das empresas é ainda um pouco ofuscado pelo crescimento excessivo dessa tecnologia. Então, um grande mal-entendido é que as pessoas pensam que se trata de um programa ou software intangível, difícil de entender, quando, na verdade, a própria IA é uma ferramenta voltada para compreensão e compliance.

Levando em conta que, independentemente do porte ou do segmento, as empresas hoje, se quiserem se manter ativas no mercado, devem peneirar continuamente grandes quantidades de dados para decodificar insights para a tomada de decisões estratégicas, a IA maximiza o tempo e o dinheiro investidos — impulsionando, assim, a eficiência dos negócios e os resultados positivos. Se as Lojas Americanas tivessem pensado assim, não deixariam a bola de neve chegar ao rombo de R$ 42,5 bilhões em dívidas não registradas em seus balanços — com direito a 9.713 credores, entre bancos, funcionários, prestadores de serviços e fornecedores —, as quais foram tratadas como “inconsistências contábeis” e foram expostas ao mercado no dia 11 de janeiro, resultando em um verdadeiro frenesi entre os clientes, as instituições financeiras e os agentes do mercado financeiro. Para efeito de comparação, naquela mesma data, a famosa empresa do Grupo 3G tinha valor de mercado de R$ 14 bilhões.

Quem explica melhor essa situação é Lucas Ribeiro, CEO da ROIT, empresa de alta tecnologia com soluções revolucionárias de gestão contábil, fiscal e financeira e de consultoria tributária: “O que aconteceu nas Lojas Americanas foi excesso de ‘criatividade contábil’, ou seja: optaram por contabilizar operações de maneira não ortodoxa ou até mesmo criminosa. Para se ter uma ideia, até agora ninguém soube explicar a origem do rombo e como o adiantamento com os fornecedores entrou no balanço de forma inadequada, ou se esses valores deixaram de entrar.”

A estrutura contábil em que está inserido o rombo da Americanas é o “risco sacado”, também conhecido como “forfait”, que corresponde ao fato de que, quando um fornecedor precisa antecipar o recebimento, quem paga esse fornecedor é a instituição financeira. No caso da varejista, na forma como ocorria, a operação configurava-se como um empréstimo e, portanto, uma dívida bancária da empresa com o banco. O problema, então, não está no tipo de operação, pelo contrário: existe certa relevância em praticar o risco sacado, considerando que a obtenção de crédito costuma ser um grande entrave no Brasil, e a modalidade, na opinião de Lucas, é extraordinária para um negócio melhorar seu fluxo de caixa. “O problema está na falta de lisura das classificações contábeis”, classificou ele, explicando que, com a IA da ROIT, por exemplo, toda a contabilização acontece automaticamente nos padrões internacionais e, por ser registrada em blockchain, torna números e classificações muito mais confiáveis e sem intervenções (ou manipulações) humanas.”

Hoje, entre os processos que podem ser automatizados com eficácia, estão: correção de inconsistências com antecedência, recebimento e lançamento automático de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), Notas Fiscais de Serviços Tomados (NFS-e), faturas e diversos outros tipos de documentos de entrada, que geram pagamentos, apuração e recolhimento de tributos, checagem do CNPJ do cliente/fornecedor, entre outros. Os frutos colhidos para quem adota a inteligência artificial são a total eficiência e a compliance nas operações de finanças e contabilidade, áreas que, até mesmo, são consideradas os órgãos vitais de um negócio, produzindo efeitos positivos para todos os departamentos. Ademais, a IA reduz os custos operacionais e garante o chamado “document touchless”, ou seja, documentos que não sofrem atuação humana.

A falta de um processo contábil totalmente baseado em IA poderá provocar a extinção das Lojas Americanas, com dívidas em montante aproximado de cerca de R$ 42 bilhões, número que corresponde à soma do rombo mais a dívida bruta da companhia.

* Lucas Ribeiro, CEO da ROIT, empresa de alta tecnologia com soluções revolucionárias de gestão contábil, fiscal e financeira e de consultoria tributária.

Para mais informações sobre inteligência artificial clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Engenharia de Comunicação



Ferramenta gratuita vai revolucionar o ensino da ciência geológica

Seequent lança um aplicativo na web para ajudar a combater a escassez global de geocientistas.

Autor: Divulgação

Ferramenta gratuita vai revolucionar o ensino da ciência geológica

Por que a integração do OCR é essencial para locais de trabalho modernos?

O local de trabalho moderno prospera com eficiência e acessibilidade.

Autor: Divulgação

Por que a integração do OCR é essencial para locais de trabalho modernos?

Brasil registra R$ 3,5 bilhões em tentativas de fraude em 2023

No período, ocorreram 3,7 milhões de tentativas de fraudes, redução de 28,3% em relação ao ano anterior.

Autor: Divulgação

Brasil registra R$ 3,5 bilhões em tentativas de fraude em 2023

Desafios da proteção de dados e a fraude na saúde

Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) R$34 bilhões dos gastos das operadoras médico-hospitalares com contas e exames, em 2022, foram consumidos indevidamente por fraudes,.

Autor: Claudia Machado


Como são as fraudes no Pix e o que os bancos precisam assegurar

Um dos métodos comuns envolve a criação de perfis falsos em aplicativos de mensagens ou redes sociais, além de outros.

Autor: Denis Furtado

Como são as fraudes no Pix e o que os bancos precisam assegurar

A importância da segurança cibernética na manufatura

Estimativas indicam que mais de 60% das empresas de manufatura esperam sofrer tentativas de ataques este ano.

Autor: Ricardo Macchiavelli

A importância da segurança cibernética na manufatura

Como evitar fraudes e vazamentos no WhatsApp

De acordo com dados do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente 2023, mais de 1 bilhão de interações pelo chat foram registradas no país.

Autor: Divulgação

Como evitar fraudes e vazamentos no WhatsApp

Como prevenir, detectar e combater eventuais ataques cibernéticos

O armazenamento de dados e informações em nuvem é uma solução rápida e eficaz para organizações de diferentes portes e ramos de atividade.

Autor: Wellington Monaco

Como prevenir, detectar e combater eventuais ataques cibernéticos

5 passos simples para se proteger na web em 2024

Em um relatório divulgado pela Kaspersky, o Brasil é o país mais afetado por golpes financeiros.

Autor: Paula Renata Nogueira de Souza,

5 passos simples para se proteger na web em 2024

Segurança digital e o tempo de reação

A crescente interconexão e dependência de tecnologia no mundo corporativo tornam organizações de todos os tamanhos suscetíveis a ataques cibernéticos.

Autor: Denis Furtado

Segurança digital e o tempo de reação

Inteligência em gestão de redes e segurança de dados

Abrimos o ano de 2024 com cenários mais complexos e desafiadores para segurança de dados, iniciando um novo capítulo na corrida contra a indústria do cibercrime.

Autor: Alexandre Armellini

Inteligência em gestão de redes e segurança de dados

Golpes virtuais: como as empresas podem se proteger?

Especialista oferece dicas de boas práticas para organizações se protegerem contra golpes e invasões virtuais.

Autor: Divulgação

Golpes virtuais: como as empresas podem se proteger?