Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Mercado global de relações públicas deve crescer 10% neste ano

Mercado global de relações públicas deve crescer 10% neste ano

20/05/2021 Daniel Agrela

Quem trabalha com comunicação provavelmente já deve ter ouvido este comentário bastante desanimador: "Na crise, nossa área é a primeira a sofrer cortes de investimento".

Pelas empresas em que passei, volta e meia ouvia alguém soltar essa frase em um tom profético digno do Velho Testamento.

É claro que há muita verdade nessa citação, afinal de contas em um país de grandes desigualdades, instabilidades políticas e econômicas como o nosso, adversidade é o que não falta.

E, na hora do aperto, é preciso definir prioridades. No entanto, vejo que essa expressão pessimista está com os dias contados.

Além de uma percepção de quem vive nesse mercado, muitos indicadores mostram que as perspectivas para a área da comunicação são positivas.

Uma delas, divulgada recentemente pela empresa americana The Business Research Company, projeta que a indústria global de relações públicas, por exemplo, deve passar de US$ 88,13 bilhões em 2020 para US$ 97,13 bilhões em 2021 a uma taxa de crescimento anual composta de 10,2%. Para 2025, o estudo indica que o setor deve atingir US$129,35 bilhões.

O motivo principal que sustenta essa estimativa de crescimento está no fato de que as empresas precisam, e rápido, se recuperar dos impactos causados pelo tsunami da COVID-19 e veem na comunicação corporativa uma aliada fundamental nessa missão.

É claro que essa percepção é mais evidente nas companhias americanas e europeias, mas o Brasil já despertou para essa realidade, especialmente quando o assunto é relações públicas.

Com a função de construir e promover a imagem de clientes, estabelecendo conexões de negócio e comunicação, a estratégia em relações públicas é a alternativa cada vez mais buscada por empresas que querem se estabelecer como marcas fortes em seus respectivos segmentos.

Desde o início da pandemia, fechou-se a porta dos eventos, é verdade, mas abriram-se as janelas de outras ferramentas para dar visibilidade consistente às empresas.

As mídias sociais (e suas diversas plataformas), o novo modelo de assessoria de imprensa, os conteúdos customizados e audiovisuais e as campanhas com micro-influenciadores são alguns dos serviços mais contratados pelas companhias que investem em RP.

Mas isso em meio a maior crise da história recente? Sim! As marcas perceberam a importância de falar de si para reduzir as perdas econômicas ou, em alguns setores, até aumentar os resultados.

Mas, sobretudo, muitas companhias notaram que era preciso se posicionar. Nesse cenário passaram a mostrar que estavam, de fato, colocando em prática seus propósitos em um momento de enorme fragilidade da nossa sociedade.

É claro que por trás desse contexto existe uma estratégia que também, quase sempre, passa pelas mãos da agência de comunicação.

Como acontece há décadas nos Estados Unidos, o PR (public relations) é parte integrante da organização e não apenas um fornecedor que veio a passeio.

Vejo que essa mudança de percepção tem sido fundamental no modo de pensar e construir ações assertivas, gerando valor às marcas e impactando positivamente o público consumidor.

Esse é um caminho sem volta. Mesmo porque, no mundo pós-pandemia, a relação cliente-empresa estará em outro patamar e para desenvolvê-la continuamente será imprescindível contar com uma estratégia de comunicação.

* Daniel Agrela é jornalista, escritor, e sócio-fundador da Digital Trix, agência de relações públicas com atuação no Brasil e no exterior.

Para mais informações sobre relações públicas clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Digital Trix



Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos: