Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Mineração apresenta um avanço no faturamento

Mineração apresenta um avanço no faturamento

15/12/2020 Jerri Alves

Mineração apresenta um avanço de quase 30% nos faturamentos do terceiro trimestre deste ano.

Impulsionado pela alta nos preços de produtos minerais, como o minério de ferro e o ouro no mercado internacional, o setor de mineração apresentou um faturamento de R$ 50,7 bilhões no terceiro trimestre deste ano, o que equivale a um crescimento de 29,3%, em comparação com o segundo trimestre.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), a receita do segmento chegou a 125 bilhões no período de janeiro a setembro e deve crescer ainda mais.

A previsão é a de que o faturamento deste ano do setor, ultrapasse o montante registrado em 2019. Isso se deve, principalmente, a exportação intensa para países asiáticos, como a China, que é um dos maiores consumidores de nossos produtos minerários no mundo.

Neste ano, o minério de ferro permanece como o produto mineral mais importante do Brasil e a matéria-prima de maior relevância de nossa exportação.

Ele é responsável por cerca de 63% dos rendimentos do setor neste terceiro trimestre, o que corresponde a uma quantia de 32 bilhões de reais.

A soma da produção da commodity atingiu os R$ 31,8 bilhões, ou seja, uma elevação de 37%, se compararmos com o segundo trimestre.

O ouro é o segundo produto de maior destaque em 2020, contribuindo com 13% do faturamento do setor entre julho e setembro.

Este mineral gerou 6,6 bilhões de reais, mostrando um crescimento de 22%, em confronto ao período compreendido entre os meses de abril e junho. Depois do ouro, vêm o cobre (6% - 3,2 bilhões de reais), o calcário dolomítico (3% - 1,4 bilhão de reais), a bauxita (2% - 1,1 bilhão de reais) e diversos outros.

O cobre teve um aumento 6%, o calcário apresentou uma elevação de 54% e a bauxita expôs uma queda de 17% em seus faturamentos, todos foram comparados com os resultados obtidos no segundo trimestre deste ano.

O Pará e Minas Gerais são responsáveis por 81% do faturamento apontado no terceiro trimestre. Os outros principais estados produtores são Goiás, Bahia, Mato Grosso e São Paulo. A junção dos rendimentos de todos eles, corresponde a 92% da receita registrada em setembro.

A perspectiva de investimentos das mineradoras até 2024 é de 37 bilhões de dólares. Entre abril e junho, essas contribuições estavam estimadas em 34 bilhões. O nosso estado deve receber 12,5 bilhões. Já a Bahia, 10,5 bilhões de dólares.

* Jerri Alves é superintendente do Grupo MBL.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.


O gênero “neutro” ou a “neutralização” de gênero

Tenho visto algumas matérias sobre a “neutralização” do gênero na língua portuguesa, no Brasil, algumas contra e algumas a favor. Digo no Brasil, porque em Portugal não vejo isto.


O poder da gentileza

O mês de novembro traz uma comemoração muito especial e essencial para estes tempos pandêmicos e de tanta polarização política: o Dia da Gentileza.


Branco no preto

As pessoas pretas no Brasil vivem pior do que as pessoas brancas, independentemente de qualquer situação.


Politicamente Correto, Liberdade de Expressão e Dignidade Humana

Estamos vivenciando, há tempos, a dicotomia de opiniões, a divisão clássica na qual a forma de expressar, de pensar, contém apenas lados antagônicos, separados que não podem convergir ou, ao menos, serem respeitados.


Prévia tucana, um tiro no escuro

Diferente das eleições primárias norte-americanas, onde os partidos Democrata e Republicano escolhem seus candidatos e definem a plataforma eleitoral, a prévia que o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) realizará neste domingo (21/11) está cercada de interrogações.


A imagem do Senhor Jesus de Santa Marinha de Vila Nova de Gaia

Nesta época pandémica, que parece não deixar de nos dizimar – dizem: por causa de novas variantes e à facilidade de movimentação, – é oportuno recordar como o povo de Deus se libertou de funestas calamidades, recorrendo à oração e à penitência.


Algoritmos e automação: a combinação certa para potencializar a vida na era digital

Há quinze anos, quem poderia imaginar que seria possível trabalhar, fazer compras, ter planos personalizados para treinos da academia e conseguir organizar investimentos em bolsas globais sem sair de casa?


Transformação digital: os desafios de um novo modelo

Com a chegada da Quarta Revolução Industrial, organizações dos mais diferentes portes e setores estão encarando obstáculos de toda ordem para lidar com as novas demandas do consumidor.