Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como a queda da taxa de juros Selic impacta nossas vidas?

Como a queda da taxa de juros Selic impacta nossas vidas?

10/08/2020 Pollyanna Rodrigues Gondin

Com a Selic em queda, estimula-se também o consumo das famílias.

Como a queda da taxa de juros Selic impacta nossas vidas?

No dia 05 de agosto foi anunciado pelo Copom (Comitê de Política Monetária) mais um corte na Taxa de Juros Selic. A taxa que, antes da reunião, era de 2,25% passou para o patamar de 2%. Mas o que isso significa? Qual o impacto para nossas vidas?

Primeiramente, é importante falar o que é a Selic. Sabemos que taxa de juros é o “o valor que se deve desembolsar para conseguir um empréstimo/financiamento, por exemplo”. De outra perspectiva, taxa de juros é o valor que alguém ou uma instituição ganha ao conceder um empréstimo a alguém, por um determinado período de tempo. Mas, e a taxa de juros Selic? De modo geral, podemos considerar que é a taxa de juros básica da nossa economia, e assim, serve como parâmetro para as demais taxas de juros.

Quando a Selic está alta, estimula-se o investimento especulativo, isto é, aquele investimento que vem atrás de rendimentos rápidos e financeiros. Por outro lado, uma queda pode estimular o investimento produtivo e o consumo da população.

Mas o que isso significa? Significa que, as empresas serão incentivadas a, por exemplo, adquirir um maquinário novo, comprar uma nova planta produtiva, pois, os juros estão baixos, e assim, o crédito, ao menos em tese está mais barato. Com a Selic em queda, estimula-se também o consumo das famílias.

Podemos afirmar que a queda dessa taxa é um bom sinal para nossa economia? Não necessariamente, pois neste momento, a economia brasileira está em retração devido à crise da Covid-19. A taxa de juros é utilizada para controle da inflação, e com o consumo em queda, a inflação está abaixo do piso da meta, o que significa que, a população está consumindo menos. Esses são alguns dos reflexos da crise que estamos vivenciando. Assim, mesmo com juros mais baixos, tende-se a não estimular o aumento do consumo, sendo necessárias mais ações por parte do Estado brasileiro para que, além de sobreviver à pandemia, seja possível vislumbrar um futuro com crescimento e desenvolvimento econômico.

Texto: Pollyanna Rodrigues Gondin - tutora do curso superior de Blockchain, Criptomoedas e Finanças na Era Digital do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Página 1



WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado pequenos negócios mineiros na pandemia

Pesquisa do Sebrae mostra que 88% dos estabelecimentos, que vendem on-line, fazem uso do aplicativo de mensagem.

WhatsApp continua sendo o canal de venda mais usado pequenos negócios mineiros na pandemia

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Construção Civil puxa resultado do Iscon, índice que mede o ânimo dos empresários em relação ao desempenho das suas atividades.

Confiança dos pequenos negócios mineiros cresce em dezembro

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

É preciso deixar de lado todo discurso derrotista e voltado apenas para desafios e privilegiar a obtenção de resultados.

Perspectivas positivas para a indústria em 2022

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) foi divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Nível de endividamento das famílias brasileiras em 2021 foi o maior em 11 anos

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Pesquisa revela dificuldades na retomada dos negócios.

Sebrae mostra impacto da pandemia sobre empreendedores negros

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

No ano passado, volume de compensações caiu 23%.

Uso de cheques no Brasil cai 93% desde 1995

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Para 64% dos jovens entre 16 e 24 anos, a publicidade tradicional não impacta mais.

6 tendências de comunicação e marketing para 2022

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Com o aumento do salário-mínimo, Documento de Arrecadação Simplificada de MEI (DAS) passa a ter novos valores.

Contribuição mensal de microempreendedores individuais será reajustada

Inflação oficial fecha 2021 com alta de 10,06%, diz IBGE

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Retirada líquida no ano passado foi de R$ 35,5 bilhões.

Poupança tem terceira maior retirada líquida da história em 2021

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021

De acordo com Sondagem Trimestral, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, a Indústria é a que mais investiu.

Cerca de 40% dos pequenos negócios realizaram investimentos em 2021

Mercado financeiro prevê que economia vai crescer 0,36% em 2022

Estimativa anterior de crescimento do PIB era de 0.42%.