Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Poupança tem maior retirada líquida da história em janeiro

Poupança tem maior retirada líquida da história em janeiro

07/02/2020 Divulgação

Saques superaram depósitos em R$ 12,36 bilhões.

Poupança tem maior retirada líquida da história em janeiro

Com os rendimentos comprometidos por causa da queda dos juros, o interesse na caderneta de poupança começou 2020 em baixa. Em janeiro, os investidores retiraram R$ 12,36 bilhões a mais do que depositaram na aplicação, informou nesta quinta-feira (06/02) o Banco Central. Essa foi a maior retirada mensal líquida da história desde o início da série, em 1995.

O recorde anterior tinha sido registrado em janeiro de 2016, quando a retirada líquida somou R$ 12,03 bilhões. Tradicionalmente, o primeiro mês do ano apresenta forte retirada de recursos da poupança. Isso porque a população usa parte das reservas financeiras para cobrir gastos de início de ano, como impostos, material escolar e quitar as compras de Natal.

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões. Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrir dívidas, em um cenário de queda da renda e de aumento de desemprego.

Rendimento
Com rendimento de 70% da Taxa Selic (juros básicos da economia), a poupança está atraindo menos recursos porque os juros básicos estão no menor nível da história. Com a Selic em 4,25% ao ano, o investimento está cada vez rendendo menos.

Em 2019, a aplicação rendeu 4,26%, segundo o Banco Central, contra inflação oficial de 4,31% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Para 2020, o Boletim Focus, pesquisa com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, prevê inflação oficial de 3,4% pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Com a atual fórmula de rendimento, a poupança renderá 2,975% em 2020, caso a Selic permaneça em 4,25% ao longo de todo este ano.

Fonte: Agência Brasil



Fusões e aquisições: o ano de 2020 promete!

O ano de 2020 promete ser bem movimentado para operações de fusões e aquisições no Brasil.


Mais da metade dos pequenos negócios mineiros já preveem pegar empréstimos para se manterem no mercado

Pesquisa do Sebrae mostra que as empresas já sentem redução expressiva no faturamento e no volume de vendas.

Mais da metade dos pequenos negócios mineiros já preveem pegar empréstimos para se manterem no mercado

A empresa pode obrigar o funcionário a trabalhar na quarentena?

A situação não é boa para economia, mas é importante para saúde da população.

A empresa pode obrigar o funcionário a trabalhar na quarentena?

Agricultura e pandemia

Agricultura garante soberania alimentar e contribui para atender demanda global durante pandemia do coronavírus.


Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses

Data final para entrega do Imposto de Renda foi estendida para 30 de junho.

Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses

Pequenas e médias empresas e o financiamento durante a crise do coronavírus

Devem ser atingidos cerca de 1,4 milhões de empresas e 12,2 milhões de trabalhadores.


Novo processo vai desburocratizar importação em portos, aeroportos e fronteiras

A partir de agora, toda a informação sobre importações de produtos vegetais e de seus subprodutos será processada no Portal Único de Comércio Exterior

Novo processo vai desburocratizar importação em portos, aeroportos e fronteiras

O cenário do trabalho do servidor nos pontos de fronteira

Aduana brasileira mantém a rotina de apreensões nos portos, aeroportos e postos de fronteira em meio à pandemia do Coronavírus.


O impacto do COVID-19 na alta do dólar e na variação do valor do barril de petróleo

Os recentes acontecimentos relacionados à pandemia do COVID-19, Coronavírus, têm impactado diretamente na grande oscilação com relação ao valor do barril de petróleo e, como consequência, na economia mundial.


Hotéis de BH doam 3 mil itens de higiene aos moradores de rua

O que para muitas pessoas pode não ser considerado um luxo, para aqueles que vivem nas ruas de Belo Horizonte pode trazer mais dignidade e conforto.


Março registra endividamento recorde dos brasileiros

Inadimplência deverá aumentar por causa do coronavírus, diz CNC.

Março registra endividamento recorde dos brasileiros

Coronavírus: o que sua empresa pode fazer agora

Altamente contagioso, o novo coronavírus (Covid-19) se espalhou pelo mundo, gerando a necessidade de medidas duras, como fechamento de fronteiras e a redução no número de pessoas em circulação pelas cidades.