Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Saiba os cuidados a se tomar ao largar um emprego estável para empreender

Saiba os cuidados a se tomar ao largar um emprego estável para empreender

12/02/2022 Divulgação

Em dado momento de suas vidas, algumas pessoas tomam a decisão de sair de seus empregos para se arriscar abrindo seus próprios negócios.

Saiba os cuidados a se tomar ao largar um emprego estável para empreender

Mas é necessário ter cautela antes de agir de forma impulsiva.

Para Alexandre Slivnik, vice-presidente da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), que realiza cursos e palestras há vinte anos, muitas vezes esse desejo de empreender está associado à insatisfação no trabalho atual. Antes de qualquer atitude drástica é necessário tentar, primeiramente, mudar o pensamento da empresa em que você trabalha. É claro que é difícil, mas a adaptação pode ser mais fácil do que você imagina. “Temos responsabilidades financeiras, então você precisa ter cuidado. Se você está infeliz, provavelmente é porque o seu ambiente de trabalho não é dos melhores. Nesse caso, primeiramente, tente mudar a filosofia do local em que você trabalha e, caso não consiga, aí sim mude de lugar ou abra o seu próprio negócio”, pondera.

De acordo com o especialista em gestão de pessoas, 82% dos colaboradores que pedem demissão não se demitem da empresa, mas sim da liderança. “Isso é muito perigoso, porque a pessoa até gosta da empresa, tem bons salários, mas não tem mais uma boa relação com seu chefe. Esse é o principal gatilho para começar a empreender e trabalhar por conta própria”, relata.

Muitas vezes, as pessoas têm a ilusão de que ao realizar esse ato irão trabalhar menos e ganhar mais dinheiro, mas Slivnik deixa claro que não é bem assim. “Essa é uma realidade muito distante. Inclusive, em geral é justamente o contrário disso, principalmente em um primeiro momento. Provavelmente você irá trabalhar mais e ganhar menos, pelo menos até receber a atenção do público e alavancar suas vendas ou serviços”, pontua.

Para quem realmente acha que empreender é a melhor saída, o especialista revela que é preciso ter paciência e perseverança. “O Walt Disney foi demitido, acredite ou não, por falta de criatividade, além de levar três empresas à falência. Aos 22 anos de idade ele pediu 500 dólares ao seu tio Bob e junto com seu irmão Roy, abriram a Disney. Hoje a empresa é quase centenária, sendo provavelmente a companhia mais amada do mundo”, explica.

Segundo Slivnik, os erros podem trazer a experiência necessária para alcançar o sucesso. “Muitas vezes você vai falhar ao empreender, mas com certeza irá tirar algum aprendizado disso. Esses erros costumam ser dolorosos, porém é preciso estar preparado para enfrentar as adversidades que o empreendedorismo traz”, relata.

O especialista em gestão de pessoas conta que, ao abrir o próprio negócio, o primeiro passo é se preparar antes de tomar qualquer decisão, sabendo o propósito da sua empresa com clareza. “A primeira pergunta que você precisa responder para você é: Qual é o problema que você quer resolver no mundo? Quando você tem clareza do problema que você quer resolver, você estuda o mercado, vê quais são os seus concorrentes, conversa com pessoas que já percorreram esse caminho que você deseja trilhar. Assim, a jornada para ter sucesso nesse empreendimento será mais curta”, finaliza.

Para mais informações sobre Empreendedorismo clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Fonte: Alexandre Slivnik, especialista em gestão de pessoas e carreiras



Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Como trazer soluções efetivas em condições de fluxo de atividade em escala?

Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Dados divulgados pela ANBC demonstram contingente da população mineira que se beneficiou da primeira consulta de crédito após a implantação do Cadastro Positivo com adesão automática.

Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Mais de um terço dos empresários do segmento planeja expandir ou melhorar as atividades entre abril e junho.

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador.

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Índice que mais tem concentrado a queda da confiança, Condições Atuais do Empresário do Comércio, surpreende, apresentando maior crescimento mensal.

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Pesquisa mostra que cada brasileiro gastou em média R$ 16,21 por refeição, significando uma alta de 12% em relação a 2020.

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Não basta ser bom na área de atuação, é preciso mais que isso.

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Vendas do varejo crescem 1,1% de janeiro para fevereiro, diz IBGE

Pequenas empresas geram 220 mil empregos em fevereiro, aponta Sebrae

Setor de serviços foi o que mais contratou, abrindo 134.024 empregos.

Pequenas empresas geram 220 mil empregos em fevereiro, aponta Sebrae