Portal O Debate
Grupo WhatsApp

15 startups japonesas buscam oportunidades para emplacar negócios e parceiros no Brasil

15 startups japonesas buscam oportunidades para emplacar negócios e parceiros no Brasil

01/08/2022 Henri Navesuh

Selecionadas pelo ScaleUp in Brazil, startups são das áreas de energia, tecnologia limpa, agritech, fintech, healtech.

15 startups japonesas buscam oportunidades para emplacar negócios e parceiros no Brasil

Os investimentos no mercado de startups no Japão vêm em uma linha crescente nos últimos anos. Há naquele país pouco mais de 10 mil startups. Em 2014, os aportes totalizaram US$ 10,3 bilhões, número que saltou para US$ 11,43 bilhões em 2015.  Em 2019 foram investidos US$ 25,38 bilhões, como aponta a Venture Enterprise Center, do Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão.

Agora, as startups japonesas, que já vinham até em um movimento tímido para desbravar o mercado brasileiro, especialmente com a ajuda da JETRO São Paulo, têm uma excelente oportunidade de conquistar espaço e parceiros no país por meio do ScaleUp in Brazil (SUIB), programa criado em 2019 como uma plataforma de softlanding fruto de uma parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP) e a Israel Trade and Investment.

Este ano é a primeira vez que o Japão participa do programa, a exemplo de Singapura. Nas edições anteriores, apenas companhias de Israel foram convidadas. Ao todo, 107 startups fizeram a inscrição nessa edição do programa e 35 (15 japonesas, 15 israelenses e 5 singapurenses) foram selecionadas de acordo com quatro critérios: equipe, grau de inovação, marketing fit e maturidade. Três delas receberam a nota mais alta durante o processo de avaliação: Corsight AI (Israel), Graymatics (Singapura) e Sagri Co., Ltd (Japão).

Olhares atentos às oportunidades
Com a seleção de 15 companhias, a JETRO espera que as startups japonesas possam voltar os seus olhos ao Brasil, especialmente porque por questões logísticas e culturais as atenções muitas vezes estão restritas ao Sudeste Asiático. “O Japão e o Brasil são grandes parceiros comerciais, mas as relações nessa área de inovação são tímidas. Nosso papel é diminuir essa lacuna, pois sentimos que há um grande potencial para o incremento de novos negócios”, diz Hiroshi Hara, diretor-presidente da JETRO no Brasil.

Boa parte das startups japonesas selecionadas para a primeira fase do programa, que ocorre entre 26 de julho e 9 de setembro, é da área de energia, tecnologia limpa, agritech, fintech e healtech. São setores em que o próprio Hara já havia sinalizado como sendo de grande interesse dos japoneses. “O ScaleUp in Brazil será importante para que as companhias dos dois países possam fomentar parcerias. O mercado brasileiro de startups é maduro e com muita inovação”, afirma.

Conheça as 15 startups japonesas:
AC BiodeAc-Planta Incad-dice Co., Ltd.Agri Info Design Ltd.AxelspaceBluebee Inc.Credit Engine, Inc.dreamstock inc.FutuRocketMelody International Ltd.OUI Inc.PJP Eye LtdSagri Co., LtdSTANDAGE Inc.sustainacraft, Inc.

Para mais informações sobre startup clique aqui.

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Core Group



Startup de educação cresce 157% e oferece vagas de trabalho em diversas áreas

SWA, do Paraná, desenvolve softwares acadêmicos e ampliará a equipe em 25%.

Startup de educação cresce 157% e oferece vagas de trabalho em diversas áreas

Qual o papel dos investidores na hora de avançar o negócio para outro país?

Discussões sobre a importância de internacionalizar startups têm se tornado assunto frequente nos últimos anos.

Qual o papel dos investidores na hora de avançar o negócio para outro país?

Dez startups mineiras seguem para a etapa de mentorias do Capital Empreendedor

Empresas vão receber orientações personalizadas para melhorias e adequações no modelo de negócios e outros processos.


Startups trazem inovação e transformam o setor automotivo

De acordo com o Google, mais de 90% das pessoas iniciam a sua busca pelo seu novo automóvel a partir de pesquisas na internet.

Startups trazem inovação e transformam o setor automotivo

Como a chegada do 5G deve impactar startups no Brasil

A expectativa é que a tecnologia ofereça velocidade de conexão até 10 vezes mais rápida que a 4G.

Como a chegada do 5G deve impactar startups no Brasil

Demissões em startups: vale a pena buscar um emprego nessas empresas?

Startup mineira Price Survey anuncia expansão para sete países

Especializada em pesquisa de mercado, empresa quebra fronteira e atuará no segmento de bebidas em nove cidades internacionais.

Startup mineira Price Survey anuncia expansão para sete países

Startup lança solução para criação de anúncios com filtro de realidade aumentada

Com a nova ferramenta, marcas como a Hyundai tem acesso a inteligência, design e desempenho de publicidade em AR.

Startup lança solução para criação de anúncios com filtro de realidade aumentada

Startup lança selo de impacto social que reconhece profissionais e empresas tech

Selo premiará os profissionais e empresas que mais investiram em educação e contratação de talentos de tecnologia.

Startup lança selo de impacto social que reconhece profissionais e empresas tech

App de alimentação para centros universitários é criado no CEUB

Para eliminar filas, estudantes criam sistema digital de "encomenda" de refeições para o intervalo das aulas

App de alimentação para centros universitários é criado no CEUB

30 startups de Minas Gerais participam do Programa Capital Empreendedor

Mais da metade das selecionadas têm mulheres como fundadoras.


Como atua a startup brasileira focada na logística dos setores agro e alimentício

Voltada ao comércio digital de alimentos, FreeHub permite negociações diretas de produtores, importadores e fabricantes com os varejistas de todo o país, sem intermediários.

Como atua a startup brasileira focada na logística dos setores agro e alimentício