Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Intraempreendedorismo é um caminho para empresas sobreviverem às crises

Intraempreendedorismo é um caminho para empresas sobreviverem às crises

24/08/2020 Melina Alves

Muitas pequenas e médias empresas esbarram no aspecto de aculturamento.

Intraempreendedorismo é um caminho para empresas sobreviverem às crises

Apesar de não ser uma cultura tão desconhecida ou totalmente nova no meio corporativo, o intraempreendedorismo, aquele empreendedorismo realizado por uma pessoa dentro da empresa em que trabalha, é mais popular no ambiente de startups, onde o coworking é bastante comum, além de ter, geralmente, mais afeição por culturas inovadoras e ecossistemas com viés mais revolucionários. Mas longe de ser uma característica exclusiva de startups, a cultura intraempreendedora também é incentivada e geradora de excelentes resultados em gigantes multinacionais como Microsoft, Havaianas e companhias da indústria aeroespacial.

O que leva estas gigantes ou as novatas a investir nessa cultura é buscar manter as pessoas motivadas e engajadas, retendo assim seus talentos e atraindo tantos outros. E se é bom para a empresa, é também para o colaborador, que vê a oportunidade de vivenciar o empreendedorismo, aprender com erros e acertos assim como desenvolver vários pontos importantes para aprimorar aprendizados e se fortalecer em conhecimento e relacionamentos. Satya Nadella, atual CEO da Microsoft, por exemplo, é um deles. Contratado como gerente de programa do grupo de Relações com Desenvolvedores do Windows, chegou onde chegou por sua postura criativa e intraempreendedora na empresa de Bill Gates.

E o mesmo que acontece, por exemplo, com a Lockheed Martin, uma indústria aeroespacial norte-americana que fechou, recentemente, um contrato com a NASA para construir cápsulas que levarão novamente o homem à Lua. E não para por aí. Após essa missão, que pode acontecer ainda nesta década, a companhia planeja desenvolver a nave que levará humanos à Marte.

Além dela, e falando de uma companhia brasileira, o intraempreendedorismo foi um dos fatores que levou a Havaianas, empresa líder no mercado de sandálias aqui no Brasil, ao sucesso que é hoje, com presença massiva na casa das famílias brasileiras e estrangeiras. O que ela fez foi mudar a forma de vender seus produtos a partir de ideias em que deixou de focar exclusivamente no público de baixa renda e levou as ''sandálias que não soltam as tiras' para a alta classe, criando um vínculo entre seu produto e o estilo de ser do brasileiro. Essas inovações foram respaldadas com apoio de consultorias, pesquisas e empresas parceiras que apoiaram o processo de inovação e aculturamento para fortalecer argumentos e reduzir riscos.

É justamente este aspecto, de aculturamento, que muitas pequenas e médias empresas esbarram. Ainda há resistência por parte de companhias com culturas de gestão mais 'verticais' e o intraempreendedorismo não flui por questões burocráticas internas e decisões hierárquicas, principalmente naquelas mais familiares. Em um momento em que o mercado e as pessoas pedem por inovação colaborativa é extremamente importante repensar a cultura empresarial e buscar harmonizar a gestão horizontal com a gestão vertical. Do ponto de vista das mudanças, é preciso incentivar a transformação de baixo para cima, ou seja, da maioria versus minoria, tendo alguns ‘advogados’ dessa minoria para provocar transformação.

Estar disposto a ser um intraempreendedor ou, sobretudo, reconhecer a necessidade de incentivar que novas ideias mudem o rumo da empresa, sem receio de uma competição interna, é o que vai definir a sobrevivência das companhias em tempos de crise. A percepção, na maioria das vezes, mais jovem que dará um novo ar e a injeção de ânimo que apontará o caminho do sucesso no mundo corporativo. É por isso que a gestão de produtividade compartilhada com a gestão do tempo são fundamentais para não se perder o foco, assim como uma cultura estabelecida e consistente são fundamentais. Exemplos bem sucedidos de profissionais assim que levaram culturas inovadoras às empresas onde puderam empreender é o que não falta. 

* Melina Alves é CEO e fundadora da DUXcoworkers e uma das idealizadoras do Impacta Open Startups, pós-graduada em Tecnologia da Informação pela Faculdade Impacta de Tecnologia e em Administração Empreendedora pela FGV. 

Fonte: Markable Comunicação



Sebrae aproxima startups e empresas inovadoras de investidores

Programa Capital Empreendedor 2022 está com inscrições abertas até o dia 15 de maio


Fintech especializada em cashback agora passa oferecer conta digital

Startup que atuava apenas como aplicativo de recompensas em cashback investe no desenvolvimento de novos recursos para realizar transações financeiras na plataforma.

Fintech especializada em cashback agora passa oferecer conta digital

Startup mineira discute tendências tecnológicas do mercado de comércio conversacional

Evento de Take Blip acontece no dia 18 de maio, em São Paulo, e contará com painéis da META, Nestlé, Mercado Pago, Riachuelo e outras grandes empresas.


Startup leva a educação do futuro para as escolas

Programa idealizado pela StarHire365 leva as competências e habilidades fundamentais do século XXI para a grade curricular do ensino fundamental

Startup leva a educação do futuro para as escolas

Startup gera economia de mais de R$ 2 milhões na conta de energia dos mineiros em 2021

Evolua Energia contribuiu diretamente para a preservação de mais de 20 mil litros de água, 840 kg de madeira, redução de 140 toneladas de emissão de carbono e 140 kg de lixo.

Startup gera economia de mais de R$ 2 milhões na conta de energia dos mineiros em 2021


Startup cria tecnologia que ajuda a driblar alta de preços nos combustíveis

Ferramenta conduz melhor a gestão de frotas, tornando-a mais eficiente - e mais barata.

Startup cria tecnologia que ajuda a driblar alta de preços nos combustíveis

Yamaha Motor lidera rodada de investimento na startup ARPAC

ARPAC desenvolve e opera drones para monitoramento de sanidade de lavouras.

Yamaha Motor lidera rodada de investimento na startup ARPAC

Startup do agronegócio desenvolve diagnósticos biológicos do solo usando IA

A empresa está em busca do seu primeiro investimento depois de passar por programa de aceleração da Bluefields.


3 Startups que estão revolucionando o marketing

Seja qual for a área de atuação de uma empresa, o marketing é extremamente importante para garantir o seu sucesso e crescimento.


Startup cresce 75% com tecnologia para seleção e recrutamento

Com velocidade de startup, curitibana Selecty lança versão 4.0, pivota modelo de negócios e já colhe bons resultados.

Startup cresce 75% com tecnologia para seleção e recrutamento

Startup CertifiCafé conecta produtores com o mercado para atrair investidores

Única startup brasileira que faz parte do Sustainable Coffee Challenge, Certificafé é destaque no portfólio da NovoAgro Ventures.