Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Startup acerta ao mirar em estoques excedentes e obsoletos

Startup acerta ao mirar em estoques excedentes e obsoletos

14/10/2023 Rafael Davi Valentini

História começou há oito anos, quando CEO observou necessidade de uma gestão do desperdício existente no mercado.

Startup acerta ao mirar em estoques excedentes e obsoletos

A história da Movestock, empresa líder em aproximação de indústrias que possuem estoques parados, excedentes ou obsoletos, começou há oito anos, quando seu CEO, Rafael Davi Valentini, depois de viajar pelo mundo para operacionalizar a compra e a venda de aço, resolveu apostar no mercado do “desperdício”. 

Ao perceber que a indústria focava em ganhar dinheiro, mas não em como reter dinheiro, ele decidiu apostar nas sobras para as quais as empresas não tinham destino. “Naquela época não se falava muito em economia circular, mas percebi que havia uma geração contínua e gigantesca de desperdício dentro das indústrias. O que acontecia é que as empresas não sabiam o que fazer com o aço que sobrava, por exemplo, e vendiam tudo a qualquer preço para os sucateiros”, conta. 

Na época, ele abriu a empresa Sucateiro.com, que serviu para que entendesse melhor o mercado e viesse a criar a Movestock, em 2021. “Consideramos que estamos desde 2014 no mercado porque começamos com o Sucateiro, mas houve uma série de adequações até a Movestock chegar. Já vendíamos 95% em estoques excedentes e obsoletos e apenas 5% de sucata, por isso, optamos por construir uma nova marca, com outro nome”, explica. 

De acordo com Valentini, a construção da marca Movestock tem como base a credibilidade. “Priorizamos a segurança do comprador e do vendedor ao entender que estamos vendendo da melhor forma possível o seu estoque excedente ou obsoleto. Nosso ticket médio é de aproximadamente R$ 17 mil reais. Assim que o cliente adere, pedimos um sinal de 15% desse valor, de modo que precisamos nos basear totalmente na credibilidade”, afirma. 

Atualmente, a Movestock tem mais de 300 empresas cadastradas para venda de estoques excedentes, mais de 13 mil compradores e já conseguiu alguns feitos importantes. “Em 20 meses, eliminamos o equivalente à área de dois campos de futebol profissional de sucata industrial, evitando que fossem produzidas mais de 750 toneladas em metais. Além disso, recebemos o prêmio de inovação na indústria de gestão de estoques pelo iImpact, iniciativa liderada pela Fundação Dom Cabral e Innovation Latam”, conta.

Segundo Valentini, a Movestock tem o objetivo de melhorar o fluxo de caixa das empresas, aprimorar a gestão de espaço de armazenagem e promover a redução de emissão de CO2 com o reuso de materiais excedentes. “Assim, é possível alcançar melhores indicadores de ESG e destacar um número maior de empresas em um cenário cada vez mais competitivo. E quando falamos em ESG, é importante dizer que trabalhamos com reuso e não reciclagem, o que elimina mais de 100% do peso do ativo na extração de recursos naturais”, diz.

Ele reforça que a startup oferece a solução mais adequada para auxiliar as empresas e o meio ambiente ao mesmo tempo. “Uma companhia como a Embraer, por exemplo, é focada em vender aviões, não tendo um time para vender componentes, máquinas e equipamentos que sobram de forma eficiente. Nós fazemos isso e cumprimos todas as regras de ESG”, finaliza.

* Rafael Davi Valentini, CEO da Movestock.

Para mais informações, acesse https://movestock.com

Para mais informações sobre gestão clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Carolina Lara Comunicação



O impacto da “Open Innovation e Effectuation” no ecossistema das startups

O cenário empresarial brasileiro está em constante evolução, e o ecossistema de startups não é exceção.

Autor: Bruno Rondani

O impacto da “Open Innovation e Effectuation” no ecossistema das startups

Cemig seleciona startups para desenvolvimento de soluções

Programa é o maior em inovação aberta do setor elétrico brasileiro.

Autor: Divulgação

Cemig seleciona startups para desenvolvimento de soluções

Startup cria plataformas de formação complementar para professores

Os professores podem aproveitar as plataformas para criar uma relação de ensino-aprendizagem na sala de aula, pois permite que eles ensinem os seus alunos ao mesmo tempo que aprendem.

Autor: Divulgação

Startup cria plataformas de formação complementar para professores

5 formas de investir em startups com mais segurança

Investir em startups pode ser uma aventura emocionante, mas também traz consigo riscos significativos.

Autor: Ana Paula Debiazi

5 formas de investir em startups com mais segurança

Startup cresce mais de 300% conectando “talentos tech” com empresas

Growyx foi fundada em 2021 e já conta com mais de 20 mil profissionais cadastrados na plataforma.

Autor: Divulgação

Startup cresce mais de 300% conectando “talentos tech” com empresas

Startup paulista propõe o uso de drones para erradicar o mosquito da dengue

O projeto teve apoio do Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE).

Autor: Divulgação

Startup paulista propõe o uso de drones para erradicar o mosquito da dengue

Os insights que a crise dos investimentos trouxe para as startups

Cada crise é única, e as lições aprendidas podem variar dependendo da natureza e do alcance da crise.

Autor: Rafael Kenji Hamada

Os insights que a crise dos investimentos trouxe para as startups

Como criar uma equipe poderosa para sua startup

Contar com uma equipe poderosa, que ajude a construir o crescimento da empresa, é o sonho de qualquer empreendedor.

Autor: Divulgação

Como criar uma equipe poderosa para sua startup

Startup mineira facilita contratos com órgãos públicos

Licitei, parte do portfólio da Dome Ventures, acaba de ganhar aporte de 150 mil dólares da Microsoft.

Autor: Diogo Catão

Startup mineira facilita contratos com órgãos públicos

Você tem perfil para ser CEO de startup?

Características importantes para quem pretende iniciar um modelo de negócio.

Autor: Marilucia Silva Pertile

Você tem perfil para ser CEO de startup?

Cinco dicas para uma startup conquistar sucesso em 2024

Com a proximidade de um novo ano, empreendedores podem aproveitar para dar um novo gás aos seus negócios.

Autor: Marilucia Silva Pertile

Cinco dicas para uma startup conquistar sucesso em 2024

Mortalidade de startups cresce em 2023: como reverter esse cenário?

O importante é que busquem o apoio de uma consultoria especializada no tema para que identifiquem a melhor opção conforme sua realidade e objetivos e se estruturem da melhor formato possível.

Autor: Alexandre Pierro

Mortalidade de startups cresce em 2023: como reverter esse cenário?