Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Concessionária de ferrovia inicia pagamento de R$1,2 bilhão aos cofres públicos

Concessionária de ferrovia inicia pagamento de R$1,2 bilhão aos cofres públicos

09/04/2020 Divulgação

A conciliação prevê que o ressarcimento ao erário seja feito em 60 parcelas mensais.

Concessionária de ferrovia inicia pagamento de R$1,2 bilhão aos cofres públicos

A empresa Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), responsável pela exploração dos serviços de transporte ferroviário de carga na Malha Centro-Oeste, iniciou o pagamento das parcelas do acordo celebrado com a Advocacia-Geral da União (AGU) e o Ministério Público Federal (MPF) para devolução de mais de R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos.

No acordo, celebrado em novembro de 2019, a empresa assumiu o compromisso de arcar com os prejuízos causados durante o período da concessão do serviço. A conciliação prevê que o ressarcimento ao erário seja feito em 60 parcelas mensais de valores que variam de R$ 10 milhões a R$ 26 milhões, sendo que as três primeiras parcelas já foram quitadas.

Os recursos serão direcionados pela União para estudos, obras, recuperação, desenvolvimento ou implantação de infraestrutura do setor ferroviário, além de auxiliar no fomento ao atendimento mais econômico da demanda de transporte de cargas e pessoas.

A resolução consensual do conflito pôs fim à discussão judicial iniciada em 2004, quando o MPF moveu a primeira ação na Justiça para apurar a responsabilidade pelas deficiências na prestação do serviço público de transporte ferroviário de carga e de passageiros e a degradação da malha ferroviária, já que durante a execução dos contratos a FCA não cumpriu com diversas obrigações. Em 2016, outra ação civil pública foi movida pelo MPF para responsabilizar a FCA pelos prejuízos causados em razão da não realização de diversas obras localizadas em estados como Minas Gerais, Bahia e São Paulo.

Ao longo do processo, a União, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) comprovaram que foram lesados com os danos causados pela concessionária. Diversos órgãos da AGU estiveram envolvidos nas negociações, entre eles Procuradoria-Geral da União, Procuradoria-Geral Federal, Consultoria Jurídica do Ministério da Infraestrutura, Procuradoria da União em Minas Gerais e Procuradoria Federal de Minas Gerais.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Advocacia-Geral da União (AGU)



Pedágio sem cancela: “freeflow” de Minas Gerais já está em operação

Sistema permite identificar a placa e as características do veículo sem que o motorista precise parar.

Autor: Divulgação

Pedágio sem cancela: “freeflow” de Minas Gerais já está em operação

BYD apresenta nova tecnologia para veículos híbridos que fazem 34,5 km/l

A evolução dos veículos elétricos está acontecendo de maneira surpreendentemente rápida, superando até mesmo o ritmo de inovação dos smartphones.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

BYD apresenta nova tecnologia para veículos híbridos que fazem 34,5 km/l

Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública

Além do impacto emocional devastador para as famílias afetadas, os acidentes de trânsito representam um ônus econômico gigantesco.

Autor: Thiago Cassi Bobato

Acidentes de trânsito, um problema de saúde pública

Marcopolo Rail apresenta a nova solução para mobilidade pública: Prosper VLT Hybrid

A fabricante gaúcha apresenta o Prosper VLT Hybrid, uma solução sustentável para transporte urbano e intercidades. No Seminário VLT em São Paulo, destacando eficiência e versatilidade com motores diesel e elétrico.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Marcopolo Rail apresenta a nova solução para mobilidade pública: Prosper VLT Hybrid

Desafios do gerenciamento de riscos logísticos no Brasil

O Brasil, um gigante econômico e territorial, enfrenta desafios significativos no gerenciamento eficaz do transporte de cargas.

Autor: Marcio Lira


Da crise do álcool ao boom dos veículos elétricos: uma jornada automotiva brasileira

Só quem tem a minha idade sabe o que foi viver sem energia para a mobilidade.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Da crise do álcool ao boom dos veículos elétricos: uma jornada automotiva brasileira

A Iveco Brasil versus Iveco Bus Europa: entenda as razões para tantas diferenças

Um dos ensinamentos em comunicação: se você não se explica, você dá asas para a imaginação, e pior, para os concorrentes.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

A Iveco Brasil versus Iveco Bus Europa: entenda as razões para tantas diferenças

Critérios para escolher o reparador de tanques do seu veículo

Na área de manutenção de veículos e equipamentos industriais, os tanques de combustível frequentemente enfrentam desgaste, vazamentos e corrosão.

Autor: Divulgação

Critérios para escolher o reparador de tanques do seu veículo

Automóveis elétricos: desafios e perspectivas para as locadoras

O cenário atual da mobilidade elétrica no Brasil apresenta um paradoxo intrigante.

Autor: Marcos Villela Hochreiter

Automóveis elétricos: desafios e perspectivas para as locadoras

Combustíveis, a nova Meca dos investidores

Um dos setores mais rentáveis é o de energia e combustíveis, que movimenta trilhões de dólares em todo mundo.

Autor: Cleiton Santos Santana

Combustíveis, a nova Meca dos investidores

Identificação correta dos amortecedores evita erro de aplicação

Existem amortecedores que são semelhantes na parte externa, no entanto, bem diferentes internamente e exige atenção na hora de aplicar a peça no veículo.

Autor: Divulgação

Identificação correta dos amortecedores evita erro de aplicação

Como funcionam as pastilhas de freio: causas do desgaste prematuro

Desgaste natural do material de atrito da pastilha varia de intensidade se o condutor costuma frear de forma brusca ou leve.

Autor: Divulgação

Como funcionam as pastilhas de freio: causas do desgaste prematuro