Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Home office alivia o peso do preço do combustível

Home office alivia o peso do preço do combustível

28/07/2022 Emauri Gaspar

As empresas e os trabalhadores aprenderam nos últimos anos como tornar o home office eficaz e funciona.

Home office alivia o peso do preço do combustível

Se a pandemia da Covid-19 levou muitas empresas a colocarem seus colaboradores em home office, acelerando uma tendência que já vinha tomando corpo no mundo corporativo, com as flexibilizações, muitos trabalhadores tiveram a opção de voltar a trabalhar onsite (na própria empresa), retomando uma rotina mais “normal”.

Porém, um outro fator inesperado acabou influenciando a decisão: a alta dos combustíveis. Não é novidade que no último ano o preço da gasolina e do álcool dispararam nos postos de gasolina, chegando à casa dos R$ 8/litro, e isso fez com que muitos funcionários postergassem a volta aos escritórios e continuassem no home office. Segundo uma pesquisa da OnePoll, em parceria com a Citrix Systems, 54% dos colaboradores preferem ficar trabalhando de casa para evitar os altos gastos com combustível. Nos Estados Unidos, o número chega a ser maior (57%).

As empresas e os trabalhadores aprenderam nos últimos anos como tornar o home office eficaz e funcional, já que não havia outra solução e, no fim das contas, viu-se que não era um bicho de sete cabeças. Com essa mudança de cultura, começou-se a pesar na balança vários outros custos-benefícios, e com os preços exorbitantes da gasolina, a economia em trabalhar de casa é representativa.

Empresas que optam por manterem seus colaboradores em trabalho remoto poupam importantes cifras e acabam dispensando seus times do enfrentamento diário do trânsito – especialmente tumultuado nos grandes centros – , o que torna o período mais produtivo, com redução do nível de estresse dos funcionários.

Essa filosofia corporativa precisa estar de mãos dadas com a tecnologia, para tornar os processos de gestão de empresas mais simples e eficientes, atacando os problemas, ao invés de criar rotinas engessadas que comprometam também a produtividade de seus clientes. A hiperautomação pode ser uma grande aliada das empresas, melhorando significativamente os fluxos de trabalho. Afinal, sua função vai exatamente ao encontro de sua funcionalidade: ser ferramenta na otimização de processos, tornando tudo menos repetitivo e mais ágil – inclusive, diminuindo distâncias! E qualquer empresa pode adotar e ser beneficiada pela tecnologia da hiperautomação.

Existem, no mercado, atualmente, sistemas com implementação rápida que auxiliam na produtividade, fornecendo métricas precisas e conectando departamentos de modo simples. Reduz-se retrabalho, falha de comunicação e riscos operacionais.

Trata-se de um cuidado com a empresa e com quem trabalha nela que gera a união e o engajamento de todos. Com organização e planejamento, é possível conseguir alcançar bons resultados e aí todos se beneficiam de uma rotina mais leve e mais interessante.

* Emauri Gaspar, Co-Founder da Run2biz.

Para mais informações sobre home office clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Engenharia de Comunicação - Assessoria Run2biz



O atual cenário do setor de transportes na logística

Nos últimos anos, as empresas de transportes estão enfrentando turbulências provocadas por instabilidades econômicas, sociais ou até mesmo políticas.

O atual cenário do setor de transportes na logística

Começou ruim, mas com boas perspectivas para melhorar

Esse primeiro semestre de 2022 foi de causar arrepios em toda cadeia automotiva.

Começou ruim, mas com boas perspectivas para melhorar

Produção de motocicletas aumenta 18% no primeiro semestre de 2022

Segundo a Abraciclo, a categoria mais vendida foi a de uso em cidades.

Produção de motocicletas aumenta 18% no primeiro semestre de 2022

Vendas de veículos caem 4,8% em junho, diz Anfavea

Produção recua 1,1% e exportação cresce 2,7%.

Vendas de veículos caem 4,8% em junho, diz Anfavea

Comprar ou alugar carro: o que vale mais a pena?

Especialista ajuda a decidir qual a melhor opção no atual momento da economia brasileira.

Comprar ou alugar carro: o que vale mais a pena?

Frota própria, transportadora e/ou primarização logística?

Era uma vez, um fazendeiro que vivia no litoral e tinha dificuldades de encontrar empregados.

Frota própria, transportadora e/ou primarização logística?

Nova pesquisa: escassez de motoristas aumenta, devendo saltar até 40% em 2022

A escassez crônica de motoristas comerciais está piorando, com milhões de vagas ainda não preenchidas


Por que as baterias trabalham mais no inverno?

As baterias são mais exigidas em temperaturas baixas.

Por que as baterias trabalham mais no inverno?

BB reduz taxa para financiamento de carro híbrido e elétrico

Medida pretende incentivar a compra de carros sustentáveis.

BB reduz taxa para financiamento de carro híbrido e elétrico

Emplacamento de veículos sobe 25,09% em maio, diz Fenabrave

Automóveis e comerciais leves têm alta de 27,15% e são destaque.

Emplacamento de veículos sobe 25,09% em maio, diz Fenabrave

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Publicação também aborda direitos do consumidor durante a viagem.

Cartilha dá dicas para turistas em viagens de carro

Saiba reconhecer os danos causados pelo uso de combustível adulterado

A mistura incorreta impede a queima correta do combustível e ocasiona perdas de rendimento, maior consumo, desgaste acelerado de componentes e danos no sistema de injeção do veículo.

Saiba reconhecer os danos causados pelo uso de combustível adulterado