Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Moderno centro de testes de veículos será construído no Brasil em sociedade entre MB e Bosch

Moderno centro de testes de veículos será construído no Brasil em sociedade entre MB e Bosch

10/12/2019 Marcos Villela (Transporte Mundial)

O novo centro ampliará a diversidade de testes veiculares no Brasil.

Moderno centro de testes de veículos será construído no Brasil em sociedade entre MB e Bosch

A Mercedes-Benz e a Bosch, ambas com matriz em Stuttgart, na Alemanha, se unem para construir um centro mais moderno de testes de veículos no Brasil, que vai chamar Centro de Testes Veiculares de Iracemápolis. Montadora e fabricante de componentes unidos nessa empreita podem potencializar onde já existe um campo de provas da Mercedes-Benz onde ela tem sua fábrica de automóveis em Iracemápolis (SP).

O local será capacitado para promover testes de desenvolvimento de caminhões, ônibus, comerciais leves, automóveis, motos e máquinas agrícolas. O investimento anunciado é de R$ 70 milhões de reais e as obras terão início no primeiro semestre de 2020. A conclusão está prevista para 2021. O novo centro ampliará a diversidade de testes veiculares no Brasil e acelerar o desenvolvimento de produtos e tecnologias por meio de uma estrutura similar às existentes em países como Alemanha, EUA, China e Japão.

O presidente da Robert Bosch América Latina, Besaliel Botelho, afirmou que desde 2016 a empresa sente necessidade de investir em uma área onde fosse possível testar e validar sistemas de eficiência energética, de segurança e de assistência ao motorista.

Ainda de acordo com o executivo, essa necessidade se estende tanto aos sistemas que já estão disponíveis no mercado nacional quanto aqueles que virão por conta do Rota 2030 ou que serão demandados pelas legislações futuras. “Depois de estudar diferentes possibilidades, encontramos na Mercedes-Benz a parceira ideal para esse projeto e juntos construiremos um Centro de Testes Veiculares que beneficiará toda a cadeia automotiva na América Latina”, afirmou o executivo da Bosch.

Inclusive, a Bosch pensa no HVO (Hydrogenated Vegetable Oil, um biodiesel hidrogenado, que pode ser uma das alternativas para reduzir a poluição gerada pelos ônibus e caminhões. O HVO ainda não é homologado no Brasil.

Como será o Centro de Testes Veiculares

Os mesmos responsáveis pela criação dos Centros de Testes de Boxberg (Alemanha), Donghai (China), Memambetsu (Japão), Vaitoudden (Suécia) trabalharão em conjunto com as equipes da Mercedes-Benz e da Bosch no Brasil durante a concepção e detalhamento das pistas e demais dependências do centro, que agregará mais cinco complexos, ocupando 400 mil m2, elevando assim para 21 o número de pistas para diversos tipos de avaliações.

A pista oval de alta velocidade é um dos destaques. Essa área será composta por duas retas paralelas de 960 m cada e duas curvas completando o circuito oval num total de 2,6 mil m de extensão, três faixas de rolagem, além de superfícies irregulares para medições de estabilidade, suspensão, entre outros.

Com 70 mil m2 de asfalto perfeitamente plano, a área de dinâmica veicular possibilitará  manobras com segurança e em condições para os experimentos de ESP (controle de estabilidade) e AEB (frenagem automática de emergência). Além disso, também será utilizada para desenvolvimento de veículos híbridos, elétricos e autônomos.

“A criação do Centro de Testes chega no momento certo ao Brasil, a fim de atender às futuras legislações de segurança veicular”, afirma Philipp Schiemer. “O ESP®, por exemplo, será obrigatório para todos os automóveis zero quilômetro em 2022, incluindo veículos comerciais. Já o AEB, que será obrigatório na Europa em 2022, ainda não tem data para ser exigido no Brasil, mas já está em estudo por grupos de trabalho do Contran”.

Já a pista de medição de frenagem terá uma configuração inédita no Brasil. Suas sete faixas paralelas e irrigáveis propiciarão diferentes coeficientes de aderência, que poderão ser usadas em manobras de aprimoramento para sistemas de segurança ativa, como o ABS e o ESP.

Destinada às manobras de estabilidade e dirigibilidade, a pista de dirigibilidade pavimentada será composta por curvas e sinuosidades de diferentes raios e estará disponível para testes de veículos de passeio e comerciais leves.

* Marcos Villela - Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002.

Fonte: Transporte Mundial



IQA lança portal de cursos à distância

Expectativa do Instituto é oferecer acesso à informação, em sintonia com as necessidades do mercado.

IQA lança portal de cursos à distância

Scania aposta no gás e traz produção para o Brasil

Os veículos movidos a gás são apostas da empresa para reduzir emissões no setor de transporte.

Scania aposta no gás e traz produção para o Brasil

Volvo prepara lançamento comercial de caminhões pesados elétricos

A pressão de ambientalistas sobre os polítcos tem dado resultado, mesmo a um custo muito alto.

Volvo prepara lançamento comercial de caminhões pesados elétricos

Volvo amplia investimento em mais R$ 1 bilhão por boas perspectivas com o Brasil

Otimismo com o crescimento do mercado brasileiro de caminhões faz Volvo ampliar investimento no Brasil em mais R$ 1 bilhão.

Volvo amplia investimento em mais R$ 1 bilhão por boas perspectivas com o Brasil

Fluxo de passageiros nos aeroportos de Minas Gerais cresce 4% em 2019

Número de pousos e decolagens em Minas Gerais chega a 12,9 milhões de passageiros.

Fluxo de passageiros nos aeroportos de Minas Gerais cresce 4% em 2019

Concessionárias estimam crescimento de 9,67% na venda de veículos em 2020

Mesmo com previsão de crescimento, janeiro registrou queda nas vendas de 1,61%.

Concessionárias estimam crescimento de 9,67% na venda de veículos em 2020

Brasil terá nova fábrica de eixo para caminhões

A fábrica está preparada para as novas tecnologias, como caminhões elétricos e futuros lançamentos.

Brasil terá nova fábrica de eixo para caminhões

Uber começa a oferecer serviço de tuk-tuk no Brasil

O tuk-tuk, triciclo que comporta três pessoas, é uma modalidade de transporte comum em países asiáticos, como a Índia.

Uber começa a oferecer serviço de tuk-tuk no Brasil

Carros autônomos deverão estar no mercado até 2025, diz pesquisador

Trabalho é feito em parceria entre universidade e indústria.

Carros autônomos deverão estar no mercado até 2025, diz pesquisador

Inventor cria macaco para motos

A fácil suspensão da moto para agilizar a manutenção, sem a necessidade de um profissional ou maiores equipamentos.


Os patinetes elétricos irão sair do Brasil?

Desde que os patinetes elétricos surgiram no Brasil pela primeira vez, em 2018, muitas questões foram levantadas.

Os patinetes elétricos irão sair do Brasil?

BRF realiza projeto piloto com carro 100% elétrico na frota comercial de São Paulo

Companhia é a primeira do setor de alimentos a realizar estudos com veículo.

BRF realiza projeto piloto com carro 100% elétrico na frota comercial de São Paulo