Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Oportunidade, crédito e credibilidade: o mercado de usados em plena expansão

Oportunidade, crédito e credibilidade: o mercado de usados em plena expansão

24/03/2021 Isaac Ferreira

Antigamente, era muito fácil entrar em ciladas e ser enganado na compra de veículos usados.

Oportunidade, crédito e credibilidade: o mercado de usados em plena expansão

Um automóvel de luxo com dois anos de uso pode não ser mais interessante para quem comprou esse produto zero quilômetro, mas tende a ser uma opção vantajosa, se comparada com um veículo básico novo pelo mesmo preço. Mas as vantagens de conforto, espaço, preço e tecnologia não são os únicos argumentos que sustentam a explicação para a crescente demanda por veículos usados e semi-novos no Brasil que, mesmo diante de uma crise econômica sem precedentes, registrou a venda de 11,4 milhões de unidades em 2020. Isso significa o equivalente a 83% do mercado total.

A evolução do mercado automotivo pode explicar esse movimento. Primeiro, porque os veículos não saem mais de fábrica com apenas um ano de garantia. Atualmente, as montadoras dão de três a seis anos de garantia - ou seja, um carro com dois anos de uso pode estar em perfeito estado se tiver todas as revisões feitas corretamente.

O segundo ponto - e talvez o que melhor explique a procura de usados em momento de crise - é financeiro. O real foi a moeda mais desvalorizada no mundo em 2020, e com o fato de grande parte dos componentes e tecnologia embarcados nos veículos novos serem taxados em dólar, o preço dos zero quilômetros ficou mais alto para nós. Por outro lado, os agentes financeiros não pararam de liberar crédito. Ao contrário, o fizeram de forma constante, sustentável, com prazos alongados e taxas baratas. Foram mais de R$ 122 bilhões em concessões para o financiamento de veículos. E, de todos os carros financiados em 2020, 78% foram usados, segundo entidades do setor.

Outro ponto que pode justificar que menos de 1/5 de todos os carros vendidos no Brasil no ano passado tenham sido zero quilômetro é a confiança do consumidor. Antigamente, era muito fácil entrar em ciladas e ser enganado na compra de veículos usados. Fraudes das mais diversas, como adulteração de quilometragem, de chassi, ocultação de colisões, problemas de documentação, herdar multas mais caras que o valor do próprio carro, comprar um carro roubado, entre outros inumeráveis golpes que nascem e se proliferam como vírus. 

Com a internet e o comércio eletrônico, os truques ficaram mais sofisticados, mas a tecnologia também veio para ajudar o consumidor, com produtos que realizam um raio-x do veículo e garantem a procedência por meio de laudos completos. Esses relatórios apontam se o veículo é exatamente o que está sendo anunciado e evitam surpresas, por meio de vários recursos, como consulta da placa, decodificação, laudo veicular, informações de leilão, avaliação de garantia, verificação dos números de motor-chassi, entre outros. Esse tipo de ferramenta dá segurança não apenas ao consumidor, mas às instituições financeiras na hora da liberação do crédito. Porque os golpes podem acontecer dos dois lados: na compra e na venda de veículos.

Existem quadrilhas especializadas em falsificar documentos e clonar carros advindos de furtos ou roubos. Outros, compram o veículo em nomes de laranjas e vendem pelo preço que desejarem, uma vez que não pretendem pagar o financiamento. Por isso, é extremamente importante saber a procedência do veículo. Quanto mais informação e documentação existir para comprovar o histórico do carro, menor a chance de ser um golpe.

Assim, as perspectivas para o mercado de usados e semi-novos seguem em alta em 2021. Concessionárias que tiveram os pátios esvaziados em 2020 já estão repondo os estoques e as instituições financeiras se preparam para um novo recorde no segmento.

* Isaac Ferreira é head de Engenharia de Produtos da Tecnobank

Para mais informações sobre Veículos clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Central Press



Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Apostar nos recursos tecnológicos é também uma alternativa para garantir praticidade durante o trajeto até o destino.

Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Projeto desenvolvido pela startup brasileira OnePercent vende primeira coleção logo após o lançamento e anuncia novas coleções e funcionalidades.

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

O uso do cinto impede que o passageiro seja arremessado, diz especialista.

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Na comparação com março do ano passado, produção foi 7,8% inferior.

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Entre os objetivos do programa está a retirada de circulação da frota com mais de 30 anos de fabricação.

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Espaço de convivência faz parte do projeto de modernização do Terminal de Passageiros 1.

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Serão inseridos 14 carros elétricos e uma rede de eletropostos com 12 pontos de recarga interligados na ilha.

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Ação visa o desenvolvimento de processo de reciclagem de células de baterias de íon-lítio dos veículos da BMW.

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

O setor de mobilidade urbana ainda precisa cumprir algumas tarefas para ser um exemplo de eficiência no Brasil.

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

Mercedes-Benz reduz dependência da Cemig na fábrica de Juiz de Fora (MG)

A área dispõe de placas de energia fotovoltaica capazes de produzir uma potência de 10.000 kwh/mês.

Mercedes-Benz reduz dependência da Cemig na fábrica de Juiz de Fora (MG)

Será que ainda vale a pena ter carro?

Essa é uma pergunta que toda pessoa que quer ou tem um carro se faz, ainda mais nos dias de hoje em que temos facilidades adicionais com os aplicativos.

Será que ainda vale a pena ter carro?

Aeroportos da Infraero são destaques no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac 

Programa busca incentivar a adoção de boas práticas de gestão ambiental nos aeroportos do Brasil. 

Aeroportos da Infraero são destaques no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac