Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Veja o que analisar antes de partir para a frota própria

Veja o que analisar antes de partir para a frota própria

07/09/2018 Transporte Mundial

Especialista alerta que a tomada de decisão deve analisar dimensionamento da frota necessária e nível de ocupação desta ao longo do ano.

Veja o que analisar antes de partir para a frota própria

Especialista alerta que a tomada de decisão deve analisar dimensionamento da frota necessária e nível de ocupação desta ao longo do ano, se motoristas seriam próprios ou terceirizados e os riscos trabalhistas entre outros pontos.

Encerrada a greve dos caminhoneiros em junho deste ano e a ameaça de uma nova paralisação há muitas expectativas no mercado sobre quais seriam os impactos do movimento no custo do transporte. Alguns estudos, como os realizados pela Esalq-Log/USP, apontam uma alta mínima no custo do transporte de commodities agropecuárias até os portos de pelo menos 70%, ou até 154%, se o contratante pagar o frete de retorno, com o caminhão vazio.

“Esse cenário tem levado muitas empresas a cogitar internalizar suas operações de transporte. Se por um lado é direta a identificação do impacto no custo operacional devido à adoção da tabela de frete mínimo, por outro é bem mais complexa a estimativa de como se dará essa operação”, completa o consultor Rodrigo Arozo, sócio da Diagma Supply Chain Consulting.

Questões a serem avaliadas

Segundo ele, o custo da aquisição de veículos é apenas um dos fatores a serem considerados. Outras questões precisam ser avaliadas, antes de se decidir pela frota com veículos próprios ou pela terceirização. Confira:

- Propriedade dos cavalos, dos complementos ou do conjunto completo?

- Qual a estratégia de aquisição e renovação da frota?

- Qual o dimensionamento da frota necessária? Qual será o nível de ocupação desta ao longo do ano?

- Qual o nível de flexibilidade necessário neste dimensionamento?

- A operação própria deve ser utilizada para todas as rotas?

- Motoristas próprios ou terceirizados? Qual o risco trabalhista nesta possível terceirização de mão de obra?

- Como fica a manutenção da frota? Própria ou terceirizada?

- Qual a estrutura interna de gestão necessária para a operação?

- Quais impactos em sistemas ou funcionalidades adicionais de gestão, planejamento e controle serão necessárias?

- Quais outros riscos operacionais podem surgir com o aumento da complexidade desta gestão operacional?

Arozo também aconselha que as empresas estudem eventuais ganhos com a gestão da operação e a aposta no relacionamento com as transportadoras, antes de se definir pela primarização.

Fonte: Transporte Mundial 



Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Apostar nos recursos tecnológicos é também uma alternativa para garantir praticidade durante o trajeto até o destino.

Alta dos combustíveis? Conheça outras opções para aliviar o bolso

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Projeto desenvolvido pela startup brasileira OnePercent vende primeira coleção logo após o lançamento e anuncia novas coleções e funcionalidades.

Volkswagen antecipa novos NFTs após primeira coleção esgotar em poucas horas

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

O uso do cinto impede que o passageiro seja arremessado, diz especialista.

Somente metade dos brasileiros usam cinto de segurança no banco de trás do carro

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Na comparação com março do ano passado, produção foi 7,8% inferior.

Produção de veículos aumenta 11,4% em março, diz Anfavea

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Entre os objetivos do programa está a retirada de circulação da frota com mais de 30 anos de fabricação.

Governo Federal cria programa para renovação de frota de caminhões

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Espaço de convivência faz parte do projeto de modernização do Terminal de Passageiros 1.

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte inaugura Passarela Mineira

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Serão inseridos 14 carros elétricos e uma rede de eletropostos com 12 pontos de recarga interligados na ilha.

Projeto de mobilidade elétrica é lançado em Fernando de Noronha

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Ação visa o desenvolvimento de processo de reciclagem de células de baterias de íon-lítio dos veículos da BMW.

Reciclagem de baterias de veículos elétricos pode ser realidade no país em poucos anos

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

O setor de mobilidade urbana ainda precisa cumprir algumas tarefas para ser um exemplo de eficiência no Brasil.

Mesmo caminhando a passos lentos, carros elétricos dominarão o transporte público

Mercedes-Benz reduz dependência da Cemig na fábrica de Juiz de Fora (MG)

A área dispõe de placas de energia fotovoltaica capazes de produzir uma potência de 10.000 kwh/mês.

Mercedes-Benz reduz dependência da Cemig na fábrica de Juiz de Fora (MG)

Será que ainda vale a pena ter carro?

Essa é uma pergunta que toda pessoa que quer ou tem um carro se faz, ainda mais nos dias de hoje em que temos facilidades adicionais com os aplicativos.

Será que ainda vale a pena ter carro?

Aeroportos da Infraero são destaques no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac 

Programa busca incentivar a adoção de boas práticas de gestão ambiental nos aeroportos do Brasil. 

Aeroportos da Infraero são destaques no Programa “Aeroportos Sustentáveis” da Anac