Portal O Debate
Grupo WhatsApp

VW anuncia investimento de R$ 2 bilhões para novos produtos até 2025

VW anuncia investimento de R$ 2 bilhões para novos produtos até 2025

11/12/2020 Marcos Villela (Transporte Mundial)

O valor anunciado foi de R$ 2 bilhões para o período entre 2021 e 2025.

VW anuncia investimento de R$ 2 bilhões para novos produtos até 2025

A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) anunciou novo ciclo de investimento para a produção de novos produtos e aumento da expansão global, além do desenvolvimento de novos serviços digitais. O valor anunciado foi de R$ 2 bilhões para o período entre 2021 e 2025.

O CEO da VWCO, Roberto Cortes, em coletiva virtual com a imprensa. Já foi notícia que o Grupo Traton, dono das marcas VWCO, Scania, MAN e RIO, comprou a Navistar International e o processo será concluído em meados do ano que vem. “Com isso, vamos aumentar a sinergia entre as marcas”, disse.

Em razão da confiança da retomada do crescimento em 2021, mais a nova linha de produção do VW Meteor, Cortes também confirmou o iniciou da contratação efetiva de mais 550 trabalhadores, um aumento de 13% no quadro de funcionários, elevando para 4,1 mil colaboradores, dentre pessoal da VWCO e das empresas do Consórcio Modular.

Investimentos no e-Delivery

A Volkswagen Caminhões lidera no Brasil a corrida no desenvolvimento de caminhões elétricos para uso urbano. A empresa anunciou a destinação de investimento no valor de R$ 110,8 milhões para fazer as mudanças na fábrica para iniciar a produção em escala comercial a partir do segundo semestre de 2020. O investimento contempla também pesquisa e desenvolvimento de produtos. Esse valor está dentro do R$ 1,5 bilhão de investimento com ciclo para terminar em 2021, o maior da história da empresa. 

Recentemente a empresa havia lançado o e-Consórcio nos moldes que já é tradição na fábrica de Resende (RJ) para receber dentro de sua unidade industrial os parceiros para o desenvolvimento e montagem dos futuros caminhões elétricos. A empresa finaliza este ano a montagem de 17 protótipos para testes e viabilização da homologação e início de montagem. 

Além disso, o e-Delivery passa por ensaios em condições reais de operação. Faz parte desse total de elétricos o e-Delivery que já opera na distribuição de bebidas da Ambev em São Paulo. Em um ano, o modelo rodou mais de 15 mil quilômetros em testes de engenharia e condições reais de aplicação, deixando de emitir mais de 11 toneladas de CO² e economizando o equivalente a mais de 3.300 litros de diesel. No final deste texto, link para outra reportagem sobre o teste da Ambev com diversos números. 

O principal fator que está viabilizando o desenvolvimento do e-Delivery é a parceria com a Ambev que prevê auxílio nos testes e compromisso de comprar de 1.600 unidades, a maior do mundo. Isso porque a InBev, controladora da Ambev, tem um plano global de redução de emissões de CO². Veja reportagem no final deste texto. 

Primeiros resultados do e-Consórcio

A VW Caminhões e Ônibus tem o modelo de negócio que prevê desde a montagem até a infraestrutura de recarga e gerenciamento de ciclo de vida da bateria dos caminhões elétricos com fornecedores integrados. Os recém-montados protótipos de caminhões elétricos e-Delivery já trazem em sua configuração componentes de fornecedores do e-Consórcio. Entre as novidades estão a bateria da CATL, o motor WEG e o módulo de controle da Bosch. Numa próxima etapa, será incorporado o eixo da Meritor.

Em paralelo, a Moura já conduz investigações sobre os processos logísticos enquanto a Siemens estuda a instalação de carregadores na fábrica da VWCO. Apoiando todo o processo, a Semcon tem atuado na montagem desses protótipos.

Mercado da VWCO 2019 e 2020

O presidente e CEO da VWCO, Roberto Cortes, falou sobre sobre os resultados da empresa neste ano e perspectiva para o 2020. As vendas de caminhões da marca cresceram 32,3% no período entre janeiro e novembro. O mercado, como um todo, apresenta crescimento de 37,9%, com forte influência do segmento de pesados, que cresce 57,5%. Neste segmento, a VWCO, incluindo a marca MAN, cresce 49,9%. No segmento de ônibus, a empresa cresce 74%. No resultado do geral, o executivo lembra que houve forte queda nas exportações, deixando a empresa com crescimento de 15%. 

Para 2020, com a base de comparação foi bastante ampliada em 2019, o Cortes considera um crescimento entre 5% e 10% como um ótimo resultado. As expectativas se sustentam com o crescimento de PIB, agora puxado pelo consumo das famílias, e dos investimentos em infraestrutura. 

Setor de bebidas

A VWCO também informou que houve uma significativa retomada de compras de caminhões do comércio de bebidas em 2019. Somente ela entregou mais de 1.500 caminhões vocacionais para o segmento, sendo mais de 1.100 para empresas brasileiras e o restante para distribuidoras de diversos países da América Latina. 

Na família Delivery, o principal modelo foi o 13.180 6×2 para entregas urbanas, principalmente em cidades que há restrições para caminhões maiores. Na gama Constellation, o mais requisitado foi o 17.190, muito utilizado em regiões sem restrições à circulação. Na transferência entre as fábricas e as distribuidoras, o MAN TGX 28.440 foi o destaque da VWCO. 

Caminhos da Escola

Outro anúncio feito pela VWCO foi a nova licitação vencida pela empresa para o programa do governo federal Caminho da Escola. São 3.600 unidades que poderão ser adquiridas pelas prefeituras e estados do País. Os modelos são o Volksbus 8.160 ODR ORE1, com carroceria Neobus TH Way e capacidade de 29 alunos, e o Volksbus 15.190 ODR ORE3, com carroceria Marcopolo Sênior Escolar para 59 alunos, sendo 1.600 unidades de cada. Completam o número, 400 unidades do  Volksbus 8.160 OD ONUREA Piso Alto (ÔnibusUrbano Escolar Acessível, que transporta 30 alunos).

* Marcos Villela - Editor da revista e site Transporte Mundial desde fevereiro de 2002.

Fonte: Transporte Mundial



Lei que incentiva combustível sustentável na aviação é publicada

Objetivo é estimular pesquisa e produção de bioquerosene.

Lei que incentiva combustível sustentável na aviação é publicada

Fábrica de motos elétricas dobra número de postos de trabalho em Minas Gerais

A mobilidade elétrica não é mais o futuro das cidades. Ela já é o presente.

Fábrica de motos elétricas dobra número de postos de trabalho em Minas Gerais

Embarcadores apostam no caminhão a gás e Amazon compra 1.064 Iveco S-Way GNC

No Brasil há fabricantes de caminhões que não acreditam no gás como alternativa menos poluente em relação ao diesel.

Embarcadores apostam no caminhão a gás e Amazon compra 1.064 Iveco S-Way GNC

Setor automotivo tenta minimizar danos relacionados à escassez de matéria-prima

A indústria no Brasil está sofrendo com a falta de matérias-primas em diversos setores.

Setor automotivo tenta minimizar danos relacionados à escassez de matéria-prima

Engenheiro lança e-book sobre “Peças do Carro e Economia de Combustível”

Neste e-book, o motorista (iniciante ou não), vai encontrar informações valiosas.


O Programa BR do Mar

A infraestrutura, o transporte e a logística são imprescindíveis para o desenvolvimento de qualquer país e seu comércio exterior.

O Programa BR do Mar

Venda de veículos novos cai 17% em outubro, informa Fenabrave

Estoques estão baixos, e espera por alguns modelos pode demorar.

Venda de veículos novos cai 17% em outubro, informa Fenabrave

Derrapada irresponsável do Senado no marco das ferrovias

Foi um duro golpe para quem defende o resgate do sistema ferroviário nacional.

Derrapada irresponsável do Senado no marco das ferrovias

Infraestrutura de transporte pode receber R$23,5 bi de investimentos

Com o investimento privado, será possível reduzir em até 35% o valor do pedágio.

Infraestrutura de transporte pode receber R$23,5 bi de investimentos

Cinco mil quilômetros de ferrovias que dependem do Senado

A ferrovia foi grande indutora do desenvolvimento brasileiro que, na primeira metade do século passado, se deu nas regiões mais próximas ao litoral.

Cinco mil quilômetros de ferrovias que dependem do Senado

Infraero entrega Aeroporto de Uberlândia modernizado

Foram investidos R$ 29,75 milhões, com recursos oriundos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac).

Infraero entrega Aeroporto de Uberlândia modernizado

Mais competitividade para a aviação

No momento da retomada, ANP amplia escopo do querosene de aviação no país; para especialista, medida era um pleito do setor e trará melhores condições ao mercado.