Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Dicas para evitar excessos na Páscoa

Dicas para evitar excessos na Páscoa

01/04/2012 Vanessa Albacete

Para quem vive em guerra com a balança, a Páscoa é um período que merece atenção redobrada com os ovos de chocolate e as comidas servidas no almoço em família.

No entanto, apesar do chocolate, os cuidados com os excessos não exigem grandes esforços já que a alimentação no período da Páscoa está relacionada com o consumo de peixes, geralmente acompanhados de batatas ou outros vegetais como tomates, brócolis e vagens. O que se deve evitar são os famosos itens calóricos como refrigerantes, bebidas alcoólicas, doces, comidas gordurosas e frituras.

Se optar pelo tradicional bacalhau, prefira prepará-lo cozido ou ao forno com vegetais, ervas aromáticas e azeite. Para acompanhar, sugiro uma sobremesa à base de frutas e canela ou suco de frutas com ervas. É importante saber acondicionar e dessalgar adequadamente o bacalhau, mantendo-o sempre na geladeira para não estragar, inclusive durante o processo de dessalgue. Pessoas hipertensas devem comer bacalhau dessalgado com moderação, apesar que, hoje, é possível encontrar postas de bacalhau congeladas que são excelentes opções para os hipertensos.

O que poucos sabem é que o bacalhau contém menos gorduras do que o salmão, sendo ideal para ser consumido por pessoas que desejam reduzir as calorias. Já o chocolate utilizado nos ovos de Páscoa contém excesso de açúcar e de gorduras saturadas e trans. O consumo destas gorduras e de açúcar está associado ao desenvolvimento de dislipidemias e diabetes.

Sendo assim, os ovos de Páscoa devem ser consumidos com bastante moderação ou até mesmo evitados, principalmente se a pessoa apresentar aumento no colesterol, triglicérides, glicemia, hipertensão ou circunferência de cintura maior que 88 cm para mulheres e que 102 cm para homens. Celulite, acne, má digestão ou diarréia também pioram com consumo abusivo de gorduras e açúcares. Vale lembrar que estes vilões da saúde não estão presentes apenas no chocolate, mas também na maioria dos bolos, doces, biscoitos e sorvetes.

Uma boa dica é o consumo de chocolates com teor mais elevado de cacau, acima de 50%. Estes, ao contrário dos chocolates tradicionais, concentram maior quantidade de compostos antioxidantes, sendo benéficos para hipertensão, obesidade e doenças crônicas. O cacau também contém triptofano e teobromina, responsáveis pela melhora no humor e no bem-estar.

Pessoas saudáveis podem consumir 25 g de chocolate por dia, equivalentes a dois bombons ou a um pedaço do tamanho de um pires pequeno. O ideal mesmo é não exagerar nas porções, seja qual for o alimento a ser consumido!

*Vanessa Albacete, nutricionista clínica da LC Restaurantes, especializada na terceirização de serviços de alimentação e no gerenciamento da infraestrutura de restaurantes.



Que tal um sandubão de frango e milho?

Um sanduíche delicioso para inovar no lanche da tarde ou no jantar.

Autor: Divulgação

Que tal um sandubão de frango e milho?

Dieta ou restrição: saiba como escolher seu chocolate

Diabéticos, intolerantes e celíacos podem consumir chocolates, mas devem ficar atentos às descrições das rotulagens para evitar problemas de saúde.

Autor: Divulgação

Dieta ou restrição: saiba como escolher seu chocolate

Pintinhos de Páscoa: conquiste as crianças com essa receita

Uma receita leve e fácil de fazer.

Autor: Divulgação

Pintinhos de Páscoa: conquiste as crianças com essa receita

Saiba como manter a dieta e resolver o desejo por doces

Nutricionista explica maneiras de trocar as comidas açucaradas por opções mais saudáveis.

Autor: Divulgação

Saiba como manter a dieta e resolver o desejo por doces

Conheça 5 curiosidades sobre a pipoca de micro-ondas

Na última segunda-feira, 11 de março, foi comemorado no Brasil o Dia da Pipoca.

Autor: Divulgação

Conheça 5 curiosidades sobre a pipoca de micro-ondas

Adoçante ou mel: qual é a melhor opção para evitar diabetes?

A escolha deve ser individualizada e levar em consideração diversos fatores, como histórico de saúde, estilo de vida e preferências pessoais.

Autor: Divulgação

Adoçante ou mel: qual é a melhor opção para evitar diabetes?

Para quem não gosta de carne: berinjela à parmegiana

Quer uma dica de um prato sem carne para fazer uma refeição mais leve?

Autor: Divulgação

Para quem não gosta de carne: berinjela à parmegiana

Pão “Low Carb”

Esta receita é deliciosa e funcional, melhora o trato intestinal.

Autor: Divulgação


Do quilombo para a confeitaria francesa: a história do chef Paulo Rocha

Quando  eu cheguei na confeitaria pela primeira vez, tive a certeza de que era aquilo ali que queria fazer.

Autor: Divulgação


Alergia à lactose? Intolerância ao leite? Vamos resolver essa confusão?

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) preparou um "Question and Answers" para esclarecer algumas das principais dúvidas sobre o tema.

Autor: Divulgação

Alergia à lactose? Intolerância ao leite? Vamos resolver essa confusão?

7 lições que vão ajudar seu filho a comer melhor

Nutricionista funcional explica como despertar hábitos alimentares saudáveis nas crianças.

Autor: Divulgação

7 lições que vão ajudar seu filho a comer melhor

Para vegetarianos e veganos o feijão é muito importante

Normalmente visto como a dupla inseparável do arroz, o feijão também marca presença recorrente no prato dos brasileiros.

Autor: Divulgação

Para vegetarianos e veganos o feijão é muito importante