Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Hortas domésticas são alternativa para alimentação nutritiva e diversificada

Hortas domésticas são alternativa para alimentação nutritiva e diversificada

01/04/2020 Divulgação

Pesquisadora da Epamig dá orientações para viabilizar o cultivo em casa.

Hortas domésticas são alternativa para alimentação nutritiva e diversificada

Em tempos de alerta para cuidados com a saúde e para a prevenção de doenças, a alimentação deve ganhar atenção especial. Produtos naturais, nutritivos, isentos de agrotóxicos e que podem ser produzidos na própria residência surgem como alternativas saborosas e criativas.

De acordo com a pesquisadora Wânia dos Santos Neves, da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o cultivo de hortaliças pode ser feito em todos os tipos de casas e apartamentos, sendo necessário somente adaptar o tipo de cultivo ao espaço e aos recursos disponíveis. “O importante é que se busque hortaliças de qualidade, levando em conta menor custo de produção, menor impacto ao meio ambiente e o consumo de alimentos mais saudáveis”, observa.

Independentemente da área disponível, do recipiente usado, do formato da horta e do posicionamento de plantio, algumas orientações devem ser seguidas. O local escolhido deve ser de fácil acesso e receber de quatro a cinco horas de sol por dia, para que as plantas se desenvolvam melhor. O recipiente ou canteiro deve ter boa drenagem para evitar o encharcamento do solo. A irrigação deve ser realizada sempre que necessário e o substrato deve conter os nutrientes necessários para as plantas (isso pode ser conseguido com adubação com esterco de boi curtido, por exemplo).

A escolha de mudas de qualidade é fundamental na produção, já que reflete no bom desenvolvimento da planta e em sua produtividade. Sobre as espécies a serem cultivadas, a pesquisadora alerta que é essencial pesquisar sobre a época e o clima favorável ao desenvolvimento. “Tais informações podem ser obtidas no verso da embalagem das sementes e em publicações técnicas como o livro 101 Culturas, da Epamig. Também é importante levar em consideração a preferência de consumo de hortaliças pelos integrantes da família, já que determinadas espécies são muito apreciadas por algumas pessoas e outras nem tanto”, completa.

O cultivo em vasos e outros recipientes requer conhecimento sobre qual o tipo de raiz que cada planta desenvolve. Em recipientes pequenos e rasos, como garrafas pets e caixas de leite, é recomendado o plantio de espécies de raízes curtas. Em recipientes grandes e fundos, como vasos e jardineiras, podem ser plantadas espécies de raízes longas. “Uma forma simples e prática de saber qual o comprimento das raízes é pensar no porte da planta já que é a raiz a responsável por mantê-la de pé. Se a hortaliça é leve e com porte pequeno, como a salsa, suas raízes são curtas, se a hortaliça é de porte alto e é mais pesada, como a berinjela, a raiz precisa ser longa para aguentar suportar o peso”, ensina a pesquisadora.

Wânia destaca vários benefícios das hortas domésticas, como o consumo de um alimento cultivado seguramente sem agrotóxico, o aumento da diversidade de verduras no cardápio da família com custo baixo, o estímulo à convivência com vizinhos e familiares e a geração de renda complementar com a produção excedente.

Fonte: Agência Minas



Muffin de brócolis com atum + 2 receitas

A Gomes da Costa sugere um básico e prático Macarrão com sardinha e abobrinha e, para variar o cardápio, Muffin de brócolis com atum e Toast de atum, no pão italiano, com abacate e cebola roxa.

Muffin de brócolis com atum + 2 receitas

Minas será sede de concurso internacional de queijos

Organização estima que mais de 800 amostras serão avaliadas durante a Expoqueijo Brasil, em Araxá.

Minas será sede de concurso internacional de queijos

Boas práticas para a redução de custos no setor de alimentação

Esses acontecimentos são mais comuns do que se imagina no universo de quem trabalha no ramo da alimentação.

Boas práticas para a redução de custos no setor de alimentação

Você sempre come peixe ou só na Semana Santa?

Você já parou para pensar no seu hábito alimentar?

Você sempre come peixe ou só na Semana Santa?

Aprenda a receita de um delicioso Chesscake!

Além de gostoso, é saudável!

Aprenda a receita de um delicioso Chesscake!

Número de produtores artesanais de chocolate dobrou nos últimos quatro anos

Estudo do Sebrae, elaborado em parceria com a Associação Bean to Bar Brasil, é o primeiro a traçar o perfil dos pequenos negócios desse ramo.

Número de produtores artesanais de chocolate dobrou nos últimos quatro anos

Gosta de Atum? Então veja estas receitas

A Gomes da Costa sugere um delicioso empadão de atum, legumes e cogumelos e também duas receitas bem rápidas: talharim com atum ao molho de legumes e chuchu recheado com sardinha.

Gosta de Atum? Então veja estas receitas

Receitas do Comida di Buteco poderão ser acessadas pelo Sympla

Conteúdo digital detalhado tem acesso ilimitado na plataforma. São dez receitas de butecos premiados ao longo das edições.

Receitas do Comida di Buteco poderão ser acessadas pelo Sympla

Hhhuuummm… Batata gratinada com sardinhas + 2 receitas

A Gomes da Costa sugere batata gratinada com sardinhas, um risoto de abobrinha com atum e também um charmoso Crostini de atum.

Hhhuuummm… Batata gratinada com sardinhas + 2 receitas

Experimente o quibe recheado com atum

A Gomes da Costa apresenta três sugestões saborosas: Quibe recheado Gomes da Costa, com atum; Batata assada com atum; e a Torta de Sardinha da Mama.

Experimente o quibe recheado com atum

Três receitas deliciosas para qualquer dia

A Gomes da Costa sugere um delicioso arroz com lentilha e filé de sardinha, mas não só: também um macarrone do Cieslak com atum e bolinhos de arroz recheados com refogado de sardinhas.

Três receitas deliciosas para qualquer dia

Caldo Verde para aquecer nos dias frios

A sugestão é do Chef André Holmo, que ensina a fazer o Caldo verde com linguiça, um prato de origem portuguesa que fica pronto em menos de 40 minutos.

Caldo Verde para aquecer nos dias frios