Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Extraordinário homem novo – O princípio do respeito

Extraordinário homem novo – O princípio do respeito

29/10/2021 Wagner Dias Ferreira

A cada dia quando nasce o sol, os seres humanos iniciam a repetição de uma enormidade de procedimentos.

Extraordinário homem novo – O princípio do respeito

A higiene pessoal ao sair da cama. Uma dose de café para animar o corpo. Uma oração, breve, para que o dia ao trazer seus próprios males também traga com eles as alegrias.  

Um deslocamento para o trabalho a pé, de bicicleta, de ônibus, de Uber, de taxi ou em moto ou carro particular.  

E, no trabalho, mais uma série de rotinas para iniciar as atividades.  

Cada um desses espaços permite um tipo de contato humano. Em casa, antes de sair, com os familiares, no deslocamento, para o trabalho, com os vizinhos e conhecidos, no trabalho, com os colegas. 

Uma palavra que deverá estar presente a todo o tempo é o respeito. Uma das expressões que esclarece o significado da palavra respeito, no dicionário, é “ter em consideração”.  

De certo modo, então, respeitar uma pessoa, ou seja, ter consideração por ela, significa reconhecer sua presença e atribuir a essa presença um certo valor.  

Ao reconhecer a presença dos familiares em casa, atribuo a eles um certo valor humano, um certo sentido, significado. E a partir desse valor, sentido, significado produzo com este familiar minhas interações.  

Ao reconhecer a presença de um vizinho na rua, no transporte coletivo, na portaria do prédio, atribuo a ele um sentido e significado e produzo então as interações.  

Da mesma forma, os colegas de trabalho. 

Cada um desses locais tem seu código de ética e código moral. E as interações decorrentes do respeito demonstrado a cada pessoa, reconhecimento de sua presença com atribuição de sentido e signifcado, deve convergir com o código de ética do ambiente. 

Uma estratégia que raras vezes falha é tratar todas as pessoas como se fossem desconhecidas, e de um certo modo o são, pois o homem que entrou no rio quando sai do rio já não é mais o mesmo homem, de forma que o colega com quem se tomou um cafezinho ontem, hoje, no início da jornada de trabalho, já é um novo colega.  

Ora, se todos são desconhecidos, se está a ter a cada instante um novo contato com o desconhecido. O contato com o desconhecido é e deve ser cuidadosamente tateado, olhe como a expressão “deve ser” convoca o atributo jurídico para todas as relações humanas

É neste sentido que as relações humanas estão sempre a exigir de cada um este tato, este jeito pra lidar com as pessoas, este relacionamento a todo tempo como se fosse o interlocutor um desconhecido, de quem se quer informações para produzir a melhor interação possível. 

Isso é jurídico.  

Quando a Constituição da República diz que não será admitido no Brasil nenhum tipo de discriminação. E que o racismo será punido como crime inafiançavel é desse respeito que se está a falar.  

Primeiro, reconhecer a presença dos grupos humanos que historicamente foram colocados, por determinações culturais, numa posição de poderem ser discriminados. E atribuir a eles um valor, um valor que precisa ser compensatório, para que se garanta a igualdade entre seres humanos.  Porque aqueles que nasceram num grupo historicamente e culturalmente colocados numa posição desfavorável, precisam de uma compensação para participar da sociedade em condições de igualdade.  

No mês de novembro, será relembrado o dia de Zumbi de Palmares. Por isso, é muitíssimo importante aproveitar o período para refletir sobre o respeito.  

Fala-se muito de respeito. Exige-se muito o respeito. Cobra-se muito que respeitem.

Mas pouco de fala sobre o que é respeitar. O próprio dicionário diz: Respeito – Ato ou efeito de respeitar. Respeitar – Ter respeito, ter consideração. 

Na prática, respeitar é reconhecer a presença do outro e atribuir a esta presença um sentido ou um significado e a partir desse sentido ou significado estabelecer as interações. E estas interações devem necessariamente seguir um conjunto de valores dado pela ética do ambiente, pela moral da família e com certeza pela Constituição e pelas Leis do País.  

Agora resta explorar o terreno desconhecido das outras pessoas, ainda que com elas tenha uma convivência de anos a fio.  

* Wagner Dias Ferreira - Advogado Criminalista.

Para mais informações sobre Respeito clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!



Viramos escravos das redes sociais?

A presença de celulares se tornou certa em momentos marcantes, sejam eles as primeiras palavras de um bebê ou shows de grandes artistas.

Autor: Lucas Franco Freire

Viramos escravos das redes sociais?

A solidão pode ser uma bomba relógio para o seu coração

Álcool, Isolamento social e saúde mental conheça os fatores que afetam a saúde cardíaca que vão além do sedentarismo e a má alimentação.

Autor: Divulgação

A solidão pode ser uma bomba relógio para o seu coração

Quaresma: tempo favorável à conversão

Por meio do tempo litúrgico da Quaresma, a Igreja se prepara para celebrar o mistério do Cristo Ressuscitado, vencedor da morte e do pecado.

Autor: Padre Wagner Ferreira da Silva

Quaresma: tempo favorável à conversão

Mesmo enfermo, eu sou guerreiro!

Vários cientistas, de todas as partes do mundo, pesquisam exaustivamente a relação entre a fé e a superação de doenças.

Autor: Luzia Santiago


Levar a felicidade para passear

Um modelo de felicidade para mim é levar minha cachorrinha, Bella, para passear. Uma atividade que o resto da família não curte e não reproduz quando eu não posso fazê-lo.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Levar a felicidade para passear

Família Salesiana comemora 200 anos do sonho de Dom Bosco

O sonho de Dom Bosco aos nove anos nos convida a olhar para nossa vida e perceber o chamado de Deus.

Autor: Vera Lúcia Reis


Uma história de ninar para quem tem medo do escuro

Inspirado na própria infância, quadrinista Landis Blair publica "A Cabana Noturna", que transforma a hora de dormir em um momento tranquilo, longe de monstros imaginários.

Autor: Divulgação

Uma história de ninar para quem tem medo do escuro

Uma caminhada em direção ao amor-próprio

Beatriz Ribeiro explora as várias facetas da complexa experiência humana em livro.

Autor: Divulgação


5 dicas para lidar com os pesadelos

Estratégias que podem ajudar a ter uma noite de sono tranquila.

Autor: Dra. Márcia Assis

5 dicas para lidar com os pesadelos

366 dias para estreitar o relacionamento com Deus

Pastor Michel Simplício lança devocional interativo para exercitar a fé e aliviar o estresse diário.

Autor: Divulgação


Gratidão ou obrigado

Em última análise gratidão não é uma obrigação social ou uma palavra da moda, mas um convite para viver de maneira mais conectada.

Autor: Danilo Suassuna

Gratidão ou obrigado

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa

Hoje são milhões de cristãos perseguidos e assassinados, especialmente na África e na Ásia, pelo simples fato de serem cristãos.

Autor: Professor Felipe Aquino

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa