Portal O Debate
Grupo WhatsApp

5 dicas para quem tem medo de falar em público

5 dicas para quem tem medo de falar em público

18/05/2023 Fran Rorato

Especialista em comunicação e oratória explica que é possível superar esse medo com técnica, treino e autoconhecimento.

5 dicas para quem tem medo de falar em público

Muitas pessoas têm medo de falar em público, o que pode fazer com que tenham que lidar com problemas sérios em suas vidas. De acordo com dados do jornal britânico Sunday Times, o ato de falar em público está entre os campeões no ranking de medo das pessoas do mundo inteiro, chegando a ultrapassar o temor relacionado aos problemas financeiros, doenças e até mesmo a morte.

Esse medo pode surgir pelos mais diversos motivos: medo de errar, falta de autoconfiança, experiências passadas com a comunicação que deixaram traumas, pais super controladores, vivências na primeira infância que resultaram em dificuldade de lidar com hierarquias, entre outros. Visto este cenário, Fran Rorato, especialista em comunicação e oratória, fundadora da 2Talk Show e CEO da Vox2You São Paulo, reuniu 5 dicas para ajudar quem tem medo de falar em público:

  • Trabalhar o autoconhecimento: quando identificamos nossas falhas emocionais, podemos nos precaver a possíveis gatilhos;
  • Respiração: treinar a respiração nos permite oxigenar o cérebro de forma eficiente, além de manter nossa ansiedade sob controle;
  • Preparação: estar bem preparado com relação ao conteúdo é primordial;
  • Roteiro: definir um roteiro pode ajudar a prevenir brancos e com as técnicas certas, também conduzir o espectador a uma jornada inesquecível;
  • Treino: treinar é fundamental para fixar o que vai dizer e identificar falhas, especialmente treinar em voz alta. 
  • Segundo  Fran, para que um indivíduo deixe de sentir receio de falar em público é necessário conseguir identificar todos os pontos que causam o temor e expor a pessoa a esses medos de forma contínua e controlada, para que assim, passe a ganhar cada vez mais autonomia e controle quando for realizar tal tarefa. Em resumo, o processo consiste em técnica, treino e autoconhecimento.

    Para a especialista, é totalmente possível superar o pavor de falar em público por completo. “Além de conseguir perder o medo, várias pessoas começam a sentir um enorme prazer em falar em público. E é claro que ter o domínio do que se faz sempre traz segurança, então trabalhar a oratória de maneira correta e adequada, com uma exposição regulada, ajuda a conquistar autoconfiança e também a coragem”, explica.

    Procurar um curso para auxiliar nesse processo de superação pode ser uma alternativa. No entanto, Fran alerta que nem todos os treinamentos de oratória farão efeito e ajudarão a resolver o problema. Por exemplo, treinamentos de oratória online não têm a mesma eficiência que o presencial, pois no online não há a exposição controlada que as pessoas que sentem medo precisam. 

    Por outro lado, Fran ressalta a diferença entre o formato online e o remoto, pois ambos são confundidos. “Online são os cursos que você compra e assiste às aulas de forma digital, em uma plataforma. Remoto é o particular com um professor (ao vivo), onde esse profissional pode te ajudar a identificar e trabalhar com você suas fraquezas. O remoto funciona, não tanto quanto o presencial, mas já conseguimos resultados incríveis”, afirma a especialista.

    * Fran Rorato, especialista em comunicação e oratória, fundadora da 2Talk Show e CEO da Vox2You São Paulo.

    Para mais informações sobre autoconhecimento clique aqui...

    Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

    Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

    Fonte: Seven PR



    Aloísio Teixeira Garcia, ex-deputado estadual, morre aos 80 anos

    Cultura, política e educação perderam com o falecimento no domingo passado do ex-deputado estadual e ex-membro da Academia Mineira de Letras, Aloísio Teixeira Garcia.

    Autor: Divulgação


    O que a pandemia nos ensinou que podemos usar no enfrentamento à dengue?

    A palavra pandemia sempre nos transporta a lembranças de dias difíceis.

    Autor: Jarbas da Silva Motta Junior


    Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

    A catástrofe do Rio Grande Sul tem comovido o país inteiro.

    Autor: Bady Curi Neto

    Catástrofe do RS exige união de esforços e não combate a Fake News

    O poder sedutor do dinheiro

    Dinheiro e Poder, que dupla!

    Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

    O poder sedutor do dinheiro

    Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

    Interessante observar que o casamento, por exemplo, não cai de moda, todas as gerações ainda migram para esse modelo.

    Autor: Viviane Gago

    Relacionamentos: sabemos realmente o que necessitamos?

    O peso dos idosos na balança eleitoral

    Dados consolidados pelo Tribunal Superior Eleitoral, referentes a abril de 2024, mostram que o Brasil possui 33,7 milhões de eleitores com mais de 60 anos.

    Autor: Wilson Pedroso

    O peso dos idosos na balança eleitoral

    Contribuintes podem ajudar vítimas no Rio Grande do Sul através do IR

    O prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 31 de maio, exceto para as cidades atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

    Autor: Divulgação


    Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

    No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

    Autor: Thereza Cristina Moraes


    A tragédia se repete e a insensibilidade política permanece

    É estranho que, mesmo com todos os recursos técnicos hoje disponíveis, não se tenha conseguido evitar uma enchente de proporção ainda maior que a de 1941.

    Autor: Samuel Hanan

    A tragédia se repete e a insensibilidade política permanece

    BH Airport suspende temporariamente arrecadação de doações

    Mais de 15 toneladas de doações para o Rio Grande do Sul chegaram nos pontos de coleta do BH Airport nos últimos 5 dias.

    Autor: Divulgação


    Após 1500, como os portugueses conquistaram o Brasil?

    De início, os portugueses passavam aqui para buscar produtos como o pau-brasil, a caminho da Índia, onde estavam as especiarias.

    Autor: Víktor Waewell

    Após 1500, como os portugueses conquistaram o Brasil?

    Saber escutar nos aproxima das pessoas

    Desde que desenvolvemos a linguagem, passamos a valorizar os grandes oradores.

    Autor: Roberta Perdomo

    Saber escutar nos aproxima das pessoas