Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A “Não Compra” é tão importante quanto a Compra

A “Não Compra” é tão importante quanto a Compra

02/06/2022 Guilherme Dias

Você já parou pra pensar que a maior parte do seu tempo – ou do seu time comercial – é na "não venda"?

É natural receber muito mais "não" do que "sim". O que muita gente não percebe é que isso é uma grande oportunidade.

Existe um poder implícito na rejeição de uma venda.

Para quem quer aumentar seus resultados comerciais conhecer as técnicas que vou apresentar abaixo é fundamental.

Para começar, a grande pergunta que você deve fazer é: porquê meu prospecto não compra?

A lista com essas respostas que vai te ajudar a aumentar as vendas rapidamente. Se você não sabe os motivos da "não compra", você está deixando um caminhão de dinheiro na mesa.

Ter ciência dessas causas é fundamental para nosso exercício de conversão da "não venda" para "novos clientes".

Vamos ao passo a passo:

O primeiro é ter uma planilha catalogada com todas as objeções reais levantadas por você e sua equipe no contato direto com o prospecto.

Na sequência é necessário desenvolver um benefício para cada objeção...

Eu vou mostrar para você agora como desenvolver esse raciocínio na prática.

"Ah! Mas tá muito caro." Caro é um conceito relativo. Caro com relação a que?

Certifique que sua equipe esteja treinada para desenvolver os seguintes tópicos na negociação:

É preciso Comparar Banana com Banana
É fundamental saber se o cliente está comparando seu produto ou serviço com outro que oferece os mesmos benefícios. É preciso comparar Banana com Banana, não Banana com Maçã.

A maioria dos "está muito caro" que recebo quando estou oferecendo os serviços da minha agência de marketing, são de prospectos que estão comparando escopos de serviços diferentes.

Ancoragem de preço
Compare o investimento no seu produto ou serviço com situações que trazem MENOS benefícios do que a sua solução, e que custam muito mais. 

Por exemplo:

Quando estou fazendo uma apresentação do BNI – rede de networking a qual sou Diretor na minha região – eu comparo o valor da anuidade com o custo de contratar mais um vendedor.

O prospecto faz as contas na cabeça e imediatamente vê que vale muito mais a pena entrar no grupo com 60 empresários do que onerar sua folha de pagamento.

Voltar na dor ou desejo

"Mas, você não me disse que esse produto era exatamente o que você precisava? Que resolveria sua dor/desejo?"

Muitas vezes o "Ah, está muito caro" é uma forma do cliente buscar pechinchar um desconto.

Nesse caso, relembre os motivos dele estar ali.

AH! Mas eu não tenho dinheiro
Em uma negociação – principalmente de ticket alto – nunca coloque a sua melhor oferta logo de cara na mesa.

A condição especial de pagamento é a melhor forma de quebrar essa objeção.

"Olha só, nosso parcelamento padrão é 6x sem juros, mas meu gerente autorizou a fazer em até 10x se você fechar agora".

Além de quebrar a objeção, você ativa o gatilho mental de urgência.

Eu não conheço você

Essa é clássica, principalmente para quem vende serviços: o prospecto muitas vezes não confia em você.

A grande sacada aqui é contornar essa situação antes mesmo que ela vire uma objeção na cabeça do seu possível cliente.

Para isso:

- Mostre suas credenciais: quem é você? Quem já atendeu? Quais seus casos de sucesso?

- Gere autoridade com seu conhecimento técnico sobre o assunto. Mas cuidado! Use a linguagem que seu cliente entende, ok? Caso contrário você pode gerar uma desconexão irreversível.

- Ofereça garantias: "se você não gostar, eu devolvo 100% do seu investimento."

Normalmente esses 3 tópicos já são o suficiente para evitar essa objeção.

Eu não preciso disso agora

O cliente gostou, o preço estava de acordo, mas ele não vê necessidade imediata da compra ou contratação.

"É só amanhã, no Magazine Luiza".

"E se você ligar AGORA, vai levar completamente grátis a super espátula "gruda nada" da Polishop. Mas é só para os 100 primeiros que ligarem AGORA".

"Não compre carro amanhã. Na quarta-feira a Chevrolet vai apresentar a melhor condição do ano para você sair de carro novo".

Isso te parece familiar?

São técnicas para gerar urgência e escassez.

Quantidade limitada de unidades.

Prazo limitado da oferta.

Bônus extra para quem comprar agora.

Tanto na sua comunicação, como no discurso do vendedor, um destes elementos deve estar presente para contornar a objeção "Eu não preciso disso agora".

A melhor técnica do mundo para contornar objeções

Se você me conhece há mais tempo já ouviu eu falar alguns bordões como:

"Pessoas compram de pessoas" e "a indicação de um amigo vale mais que mil anúncios".

Onde você puder estampar a imagem de um cliente satisfeito, você deve fazer.

Após todo negócio concluído peça para seu cliente fazer um depoimento, se possível em vídeo, mas texto também vale.

Não tenha vergonha de pedir, vou te mostrar como fazer isso nas linhas abaixo...

Use esses depoimentos nas suas redes sociais, nas suas campanhas de e-mail, no seu PDV físico, nos seus anúncios, no seu site, no seu catálogo de produtos.

A PROVA é a melhor técnica do mundo para contornar objeções.

* Guilherme Dias - Diretor de Marketing da ACIPG (Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa). Diretor Consultor do BNI Rocket Campos Gerais. Diretor da ADVB/PR. CEO da Bons de Briga Agência de Marketing Digital.

Para mais informações sobre Comércio clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Bons de Briga Agência de Comunicação



Nomofobia e os impactos do uso de smartphones no ambiente de trabalho

“Você é um nomofóbico?”. Essa foi a pergunta de partida de minha fala no Congresso da Academia Brasileira de Direito do Trabalho, em outubro de 2023, na cidade de São Paulo.

Autor: Eduardo Pragmácio Filho

Nomofobia e os impactos do uso de smartphones no ambiente de trabalho

O envelhecer e seus impactos na sociedade

Quando jovens, muito comumente pensamos e sentimos que somos imortais; e não pensamos na velhice, na morte; que é bom e ruim.

Autor: Viviane Gago

O envelhecer e seus impactos na sociedade

Poupança X Investimento: economista explica a diferença

De forma bem-humorada e sem enrolação, o influenciador explica os princípios que o regem por trás das cifras milionárias.

Autor: Divulgação

Poupança X Investimento: economista explica a diferença

Menos procrastinação, mais sucesso

Você sabe o que é procrastinação? É aquela mania de deixar tudo para depois.

Autor: Juliana Brito

Menos procrastinação, mais sucesso

História do comércio e a fidelização de clientes

"Só existe uma definição válida para a finalidade de uma empresa: criar um consumidor”.

Autor: Luiz Fernando Dias Guedes

História do comércio e a fidelização de clientes

Escorpiões: quem são esses animais temidos pela população?

Veneno produzido pelo animal é usado para o desenvolvimento de novos medicamentos e tratamentos para doenças crônicas.

Autor: Divulgação

Escorpiões: quem são esses animais temidos pela população?

Boletos se popularizam frente às taxas astronômicas dos cartões de crédito

No atual cenário financeiro, uma disparidade significativa se faz presente entre os boletos e os cartões de crédito no Brasil, especialmente no que se refere às taxas de juros aplicadas.

Autor: Divulgação

Boletos se popularizam frente às taxas astronômicas dos cartões de crédito

Imposto de Renda: veja que documentos são necessários e separe-os antes do prazo

Neste ano, a data de entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física deverá ser entre 15 de março e 31 de maio.

Autor: Divulgação

Imposto de Renda: veja que documentos são necessários e separe-os antes do prazo

Carnaval é feriado? Advogado orienta funcionários e empresas

Uma das épocas mais aguardadas, o Carnaval é uma festa tradicional, embora não seja considerada feriado nacional.

Autor: Divulgação

Carnaval é feriado? Advogado orienta funcionários e empresas

Taxação do Pix é uma loucura

A “iluminada economista” e ex-presidente, Dilma Rousseff, conseguiu a proeza de decepcionar e prejudicar os poupadores de menor renda.

Autor: Julio César Cardoso

Taxação do Pix é uma loucura

Crianças: curiosidade coloca mãozinhas em risco

As mãos da criançada, que tudo querem tocar, estão expostas a sérios acidentes; SBCM ressalta cuidado redobrado no período de férias escolares.

Autor: Antônio Carlos Costa

Crianças: curiosidade coloca mãozinhas em risco

Você está pronto para o futuro?

Existem basicamente três tipos de indivíduos no mundo: os ignorantes, os desesperados e os preparados.

Autor: Martha Gabriel

Você está pronto para o futuro?