Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Benefício de auxílio-acidente

Benefício de auxílio-acidente

18/09/2019 Ana Laura Perez

Segurado que sofre acidente do trabalho tem direito à indenização de até 50% do salário pago pelo INSS.

Foi confirmado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no último dia 05 de setembro, que as empresas podem ser responsabilizadas objetivamente por acidente do trabalho.

O que ocorre por muitas vezes, é que o segurado não sabe que, além do direito a receber indenização da empresa, também tem direito a receber uma indenização que será paga diretamente pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de até 50% do seu salário de benefício.

Esse benefício tem o nome de auxílio-acidente. Ele é pago para os segurados que sofrem com perda ou redução da sua capacidade laborativa em razão de acidente do trabalho, ou em decorrência de lesões decorrentes de doenças ocupacionais, que são equiparadas por lei ao acidente de trabalho.

As lesões mais frequentes são aquelas que decorrem de movimento repetitivo, ou de esforço excessivo realizado dentro de empresas que muitas vezes não fornecem EPI adequado ou condições ergonômicas adequadas.

Importante ainda mencionar que este benefício tem cunho indenizatório e, portanto, o segurado que vier a receber o benefício de auxílio-acidente pode continuar trabalhando em atividade compatível com a limitação apresentada.

Não deve, assim, ser confundindo com os benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, que são benefícios que substituem o salário e possuem natureza jurídica alimentar.

Por este motivo, enquanto estiver percebendo qualquer um destes dois benefícios, o segurado fica impossibilitado de retornar ao trabalho, diferentemente do segurado que recebe o auxílio-acidente.

O benefício de auxílio-acidente não pode ser cumulado com qualquer aposentadoria. Ou seja, quando o segurado recebe sua aposentadoria, deixa de receber o benefício acidentário.

Este será devido ao segurado a partir do dia seguinte ao da cessação do benefício de auxílio-doença acidentário, independentemente de qualquer remuneração ou rendimento recebido pelo acidentado.

O artigo 18 da Lei 8.213/91 menciona que os grupos que estão cobertos por este serviço são os empregados urbanos ou rurais, os empregados domésticos, os trabalhadores avulsos e os segurados especiais, excluindo o contribuinte individual e o facultativo.

Portanto, o auxílio-acidente é uma indenização concedida pelo INSS após a constatação de permanente redução da capacidade produtiva do trabalhador, e pode ser requerida através de ação judicial especificamente contra o INSS, ou através de requerimento administrativo.

* Ana Laura Perez é advogada do escritório Aith, Badari e Luchin Advogados.

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



Acidente de trabalho na hora do almoço

O horário de almoço faz parte da jornada de trabalho do empregado, assim, o acidente ocorrido na hora do almoço é considerado acidente do trabalho.


Nova chance para os “contribuintes legais”

Os contribuintes foram surpreendidos com uma nova chance de quitar suas contas com o Fisco.


A importância da prevenção no Direito do Consumidor

Prevenir-se para não sofrer problemas judiciais é sempre conveniente, tanto para o consumidor quanto para o fornecedor.


As indenizações após a extinção do DPVAT

Em 12 de novembro deste ano, foi publicada a Medida Provisória 904, que prevê a extinção do seguro por Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT).


Ações de revisão do FGTS

Prazo para ingressar com as ações de revisão do FGTS não se encerrou.


Como aumentar o valor da aposentadoria pós-reforma da Previdência

As novas regras para ingressar com o pedido da aposentadoria já estão em vigor.


Crimes contra a honra

Sentiu-se ofendido nas redes sociais ou por aplicativo de mensagem? Saiba que nem tudo constitui calúnia, difamação e injúria.



O sonho das operadoras de planos de saúde é pesadelo para consumidores

Direitos mínimos precisam ser garantidos ao cidadão, o qual sempre é a marionete de interesses financeiros.


Escritório de advocacia cria aplicativo que otimiza gestão de processos jurídicos

Plataforma “Aud&Check”, desenvolvida pelo Ferreira e Chagas, possibilita gerenciar e monitorar, em tempo real, audiências e diligências realizadas em território nacional.

Escritório de advocacia cria aplicativo que otimiza gestão de processos jurídicos

Empregado doente pode ser demitido do trabalho?

A legislação trabalhista determina que alguns empregados possuem direito à estabilidade no emprego e não podem ser demitidos sem justa causa pela empresa.


A MP do Contribuinte Legal

O presidente da República Jair Bolsonaro assinou no dia 16 de outubro a MP nº 899/19, a chamada “MP do Contribuinte Legal”.