Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Black Friday: cuidados e oportunidades para empresas e consumidores

Black Friday: cuidados e oportunidades para empresas e consumidores

22/11/2023 Letícia Marques

A Black Friday, desde que começou a ser praticada pelo comércio brasileiro, ganhou um enorme espaço entre os consumidores e, principalmente, tornou-se uma grande data de vendas para os empresários.

Neste ano, as expectativas são muito positivas em relação aos seus números, com diversas projeções do mercado que apontam que o custo de aquisição dos clientes cogita aumentar 10% em relação ao ano de 2022. Esse ano a data será celebrada no dia 24 de novembro.

Cerca de 49% dos consumidores do mercado geral pretendem, sim, realizar compras na Black Friday, uma taxa que vêm aumentando exponencialmente todos os anos.

Recentemente, a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (ABECS), juntamente do DataFolha, realizou uma pesquisa que forneceu dados capazes de nos mostrar uma visão mais completa sobre as expectativas para a Black Friday 2023.

A pesquisa revelou uma estimativa de que a Black Friday deve movimentar mais de R$ 15,5 bilhões, tanto no mercado físico, quanto no mercado digital.

Mas um ponto importante é que a Black Friday, criada nos Estados Unidos, tem o objetivo de liquidar e acabar com o estoque, após o maior período de compras dos americanos, que é o Thanksgiving Day ou Dia de Ação de Graças. No Brasil, entretanto, é uma data para liquidação de produtos e serviços em geral.

Importante ressaltar que, nesse período de promoções, os consumidores precisam de cuidados, principalmente, com os golpes e sites falsos.

E os comerciantes precisam se atentar as regras do Código de Defesa do Consumidor e a viabilidade financeira para participar da Black Friday.

A Black Friday é muito conhecida no varejo pelos seus diversos descontos e ofertas, no entanto, milhares de consumidores ainda desfrutam de outras formas de economizar para garantir valores ainda mais acessíveis.

É preciso que os empresários se planejem financeiramente com os preços para reduzir custos e aumentar lucro, lembrando que o período de compras mais vultuoso dos brasileiros é na época que antecede o Natal e não na Black Friday.

De modo em que, no geral, para as empresas, conceder descontos grandes antes do maior período de compras no mercado brasileiro não é vantajoso.

Por isso, é importante que as empresas avaliem se vale a pena de fato participar, pois caso haja uma participação “falsa”.

Ou seja, aumentam o preço dos produtos antes da Black Friday e ao chegar na data retornam com o valor anterior como “promoção”.

Trata-se de uma prática ilegal divulgar promoção na qual o valor do produto é maquiado, induzindo o consumidor a acreditar que está obtendo um grande desconto quando na realidade não passa até mesmo do preço comum, sendo esta prática caracterizada como propaganda enganosa, que é vedada pelo Código de Defesa do Consumidor.

E o empresário pode sofrer duras sanções, pois neste período o Procon está mais ativo. Inclusive, o Procon do Estado de São Paulo está com ações preventivas monitorando uma grande quantidade de e-commerces.

Houve, inclusive, reunião com algumas empresas para entenderem as propostas desenvolvidas durante a Black Friday e de forma antecipada, oferecer uma análise sobre pontos de infração ao Código de Defesa do Consumidor.

Além das penalidades impostas pelos órgãos de defesa do consumidor, as empresas e varejistas que realizarem propagandas enganosas podem sofrem ações judiciais por parte dos consumidores.

Por fim, é preciso lembrar que toda informação ou publicidade, independentemente de seu formato, integra o contrato que vier a ser celebrado e, nessa medida, possibilita ao consumidor exigir determinada oferta nos exatos termos em que lhe tiver sido feita.

Com esses cuidados, é possível transformar a Black Friday em excelente oportunidade.

* Letícia Marques é advogada e sócia do escritório da Falchet e Marques Sociedade de Advogados.

Para mais informações sobre Black Friday clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



Transferir bens em vida é dar poder de escolha ao doador

Planejar a sucessão de bens é um momento importante para qualquer família que tem patrimônio.

Autor: Divulgação


Perícia online para benefícios por incapacidade: vantagens e desvantagens

É importante lembrar que o acesso a benefícios previdenciários é um direito assegurado pela Constituição.

Autor: Carla Benedetti


PL que garante água gratuita em eventos é bem-vindo, mas deveria virar lei

A fatalidade que envolveu Ana Benevides deve se converter numa lei que representa um avanço aos direitos sociais.

Autor: Ianka De Paul


Os efeitos danosos da venda sem receita de medicamentos tarjados em drogarias

Nos últimos meses, alguns medicamentos ficaram “famosos” ao se tornarem extremamente populares no país.

Autor: Claudia de Lucca Mano


Relatório de Transparência Salarial e o prazo de preenchimento para as empresas

Em janeiro, foi anunciado o prazo para as empresas com mais de 100 empregados realizarem o preenchimento ou retificação do Relatório de Transparência Salarial.

Autor: Anna Carolina Gogolla Kalmus 


Eleitores abrem processo contra a cidade devido ao fluxo de imigrantes ilegais

O movimento destaca a necessidade de uma abordagem imigratória que favoreça a população local.

Autor: Divulgação


Cancelamento do plano de saúde por falta de pagamento

Nos últimos anos, tem se tornado cada vez mais comum ouvir relatos de consumidores que tiveram seus planos de saúde cancelados de forma abrupta e sem aviso prévio devido à falta de pagamento.

Autor: José Santana Júnior


Associação das Microcervejarias do Paraná processa CREA/PR e CRQ/PR

Uma ação civil pública da Associação das Microcervejarias do Estado do Paraná (Procerva) contra o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA/PR) e o Conselho Regional de Química (CRQ/PR) questiona a obrigatoriedade que os órgãos impunham ao setor sobre a necessidade de registro das cervejarias nas entidades, principalmente, sobre o pagamento de taxas e anuidades.

Autor: Divulgação


Lei de Improbidade e a exigência da comprovação do dolo

Não se pode condenar um servidor público, por exemplo, por indícios de improbidade.

Autor: Ana Toledo


Existe prisão em flagrante por homofobia?

Indignação com caso de homofobia ocorrido em padaria gera dúvidas sobre punição prevista para crimes de preconceito.

Autor: Divulgação


Mudanças nas regras sobre nacionalidade brasileira

No âmbito do Direito Constitucional, 2023 ficou marcado por mais uma mudança nas regras que disciplinam a nacionalidade brasileira.

Autor: Michele Hastreiter e Mariane Silverio


Padaria pode proibir cliente de usar notebook?

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o proprietário de uma padaria em Barueri (SP) supostamente ameaçando um cliente que estava utilizando seu notebook em uma mesa. O incidente ganhou grande repercussão online.

Autor: Divulgação