Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Nova forma de comprovação de vida dos aposentados e pensionistas

Nova forma de comprovação de vida dos aposentados e pensionistas

10/02/2022 Maria Cibele Valença

A Portaria PRES/INSS nº 1408, de 02/02/2022, publicada no último dia 3, transfere para o INSS a responsabilidade por realizar a comprovação de vida dos aposentados e pensionistas.

A partir da data anterior, os beneficiários não precisarão se deslocar de suas residências para realizar a prova de vida presencial, até então realizada nas agências do banco, onde recebem os respectivos benefícios, sem o risco dos respectivos benefícios serem suspensos ou cessados.

O INSS divulgou que a alteração impactará 36 milhões de beneficiários, dos quais cinco milhões têm mais de 80 anos de idade.

A prova de vida será realizada diretamente pelo INSS e não mais pelos beneficiários, através do cruzamento de informações de bases de dados públicas e privadas (ainda pendente de formalização), como: acesso ao ‘MEU INSS’ com o selo ouro, atendimentos em perícias médicas ou no SUS, vacinação, atualizações do ‘CAD ÚNICO’, votação em eleições, emissão e renovação de passaportes, carteira de identidade, carteira de motorista e carteira de trabalho, por exemplo.

A relação indicada na norma é exemplificativa e não taxativa, não estando limitada às hipóteses ali indicadas.

Se o INSS não conseguir fazer a prova de vida de algum beneficiário, irá notificá-lo para que realize o mesmo preferencialmente por meio eletrônico, não tendo extinguido a possibilidade da sua realização presencial.

Caso o INSS não identifique dados de algum beneficiário nas bases de informações, também proverá meios (através de parcerias como, por exemplo, com os Correios) para que a prova de vida seja realizada na residência do beneficiário, por meio de captura biométrica, sem necessidade de deslocamento dos beneficiários.

A alteração ora tratada, via de regra, veio para ajudar os beneficiários que não precisarão se deslocar ou gastar tempo, muitas vezes com acompanhantes, para realizar a prova de vida.

Todavia, é recomendável que os aposentados e pensionistas realizem a validação biométrica (reconhecimento facial) de suas senhas no aplicativo do governo federal, para que a mesma tenha nível ouro e garanta a segurança das informações pessoais na respectiva base de dados, a fim de evitar problemas futuros relacionados à prova de vida.

É possível, ainda, que os aposentados e pensionistas que não têm habilidade para utilização dos meios eletrônicos ou acesso à internet não sejam prejudicados com essa alteração, eis que o INSS utilizará diversas bases de dados que envolvem rotinas da população em geral, como expedição e renovação de documentos pessoais, atendimentos no SUS, vacinação, eleições, dentre outros, o que certamente será aprimorado no curso da sua implementação.

Por fim, o Governo informou que esses procedimentos deverão ser implementados até 31/12/2022.

* Maria Cibele Valença é sócia da área Trabalhista e Previdenciário do FAS Advogados.

Para mais informações sobre prova de vida INSS clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: RPMA Comunicação



Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Especialista em marketing digital jurídico indica o que e como fazer para advogados se destacarem no universo online e atrair potenciais clientes.

Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Advogados abordarão o impacto de conflitos éticos e estatais na relação entre países

Começa no dia 13 de abril, a partir das 9h30, o “Fórum Mundial de Litígio”.


Inversões da Justiça e as 15 milhões de vítimas de fraudes financeiras no Brasil

De grande repercussão na mídia nacional e até internacional, o caso da GAS Consultoria chama atenção pelos valores envolvidos, que ultrapassam bilhões de reais e deixam milhares de pessoas na incerteza sobre o paradeiro das suas economias.


Compras efetuadas com cartão furtado geram indenização a cliente

O Brasil é o país campeão em vazamento de cartões. Considerando todos os outros países, a população brasileira é a maior vítima, totalizando 45,4% dos casos do mundo todo.


O Rompimento do Noivado e suas consequências: uma breve análise

Intimamente ligado à noção de família, o instituto do casamento é universal e elemento comum em praticamente todos os ordenamentos jurídicos mundiais modernos.


Banco é condenado a indenizar cliente

O banco Itaú Unibanco foi condenado a indenizar uma cliente em R$ 10 mil, a título de danos morais, por não assegurar proteção e segurança para sua conta bancária.


Casal que foi desalojado de hotel deve ser indenizado

Justiça condena agência online por prejudicar viagem.


O último sobrenome deve sempre ser o do pai?

Na hora de registrar o nascimento dos filhos, é muito comum surgirem algumas dúvidas nos pais.


Proteção de dados pessoais torna direito fundamental após emenda

Desde que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro de 2018, as empresas passaram a ter a obrigação de garantir a segurança dos dados aos quais possuem acesso.