Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Nova IA para revolucionar a advocacia

Nova IA para revolucionar a advocacia

19/12/2023 Divulgação

A Ju, criada pela lawtech Jusfy, funciona pelo WhatsApp e traça um caminho de potenciais soluções jurídicas para um problema em questão.

Quem nunca recebeu um áudio e reclamou que poderia ter sido resumido em um texto? Seja por estar em algum lugar em que não poderia ouvir ou mesmo por não gostar de áudios.

A transcrição, atualmente, é uma alternativa extremamente útil para várias situações e profissões. Para a sorte de muitos usuários e, principalmente, de muitos advogados, a startup jurídica Jusfy está lançando a Ju, inteligência artificial que irá auxiliar os profissionais da área justamente nessa questão.

Tudo pelo WhatsApp. Basta enviar o áudio para a ferramenta, que é gratuita, e, em poucos segundos, a assistente virtual irá disponibilizar o conteúdo transcrito com um mapeamento jurídico para o advogado, como se fosse um “plus”. 

A IA, que já está em funcionamento, realiza um resumo do problema tratado na conversa e faz uma sugestão dos próximos passos que este profissional pode seguir, traçando o potencial jurídico do assunto.

O limite da transcrição é alto, cerca de 100 Megabytes, ou seja, dá até para gravar uma reunião. Entretanto, é importante reforçar que a Ju não é voltada apenas para profissionais desta área.

Ela entrega mais ferramentas para o advogado, mas funciona como qualquer outro chat de transcrição no WhatsApp.

Desta forma, qualquer pessoa pode utilizá-la sem nenhum segredo. Todos os dados recebidos pela plataforma são tratados de forma sigilosa e armazenados temporariamente.

“Criamos a Ju para revolucionar o mercado jurídico. Advogado normalmente abomina receber áudio e, muitas das vezes, é algo que envolve o trabalho, então não tem como pular. Desta maneira, fomos atrás de elaborar uma IA que possa ajudar o advogado no seu dia a dia com muito mais do que uma simples transcrição”, explica Rafael Bagolin, CEO da Jusfy.

No mundo jurídico, os advogados acabam se deparando com diversos desafios diários como burocracia, colocação no mercado de trabalho, concorrência, morosidade da Justiça e avanços tecnológicos.

O que antes era revolvido com reuniões, agora, para a sorte ou azar de muitos profissionais, acaba sendo transferido para longos minutos de áudio.

“Cerca de 50% do tempo de trabalho de um advogado é dedicado a microtarefas não relacionadas ao Direito, como cálculos, busca por informações e jurisprudências, assinatura de contratos, etc. Imagina então o que representa poder fazer tudo isso em uma fração desse tempo, valendo-se de ferramentas com Inteligência Artificial, como as que desenvolvemos na Jusfy. O foco nunca é, ou será, criar mecanismos que possam substituir o advogado, e sim respaldá-lo para que ele possa produzir mais e melhor”, conclui o CEO. 

O investimento em inteligência artificial faz parte do projeto de expansão tecnológica da Jusfy, após receber um aporte de R$ 7 milhões no final do ano passado, tendo grandes nomes envolvidos como a SaaSholic, Harvard Angels, Norte Ventures e investidores anjo como João Costa, da KOVI, Victor Lazarte da Wildlife, entre outros.

Passo a passo para a instalação 

1- Adicione o número (11) 93502-0039 como contato; 
2- Inicie a conversa no WhatsApp, leia os termos de uso e toque em ‘Concordo’; 
3- Escolha o contato para encaminhar a gravação; 
4- E aguarde alguns segundos até a assistente virtual transcrever a mensagem.

Para mais informações sobre inteligência artificial clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Bendita Imagem



Novas regras de combate ao telemarketing abusivo entram em vigor

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) implementou uma série de novas medidas para combater o telemarketing abusivo, reforçando a proteção dos consumidores brasileiros.

Autor: Divulgação


Licença-maternidade sem carência para as autônomas

Foi uma decisão histórica, e com 25 anos de atraso!

Autor: Nayara Felix


Recorde de queixas contra planos de saúde e a necessidade de mudanças

Nos últimos dez anos, o Brasil testemunha um aumento alarmante nas queixas de consumidores contra planos de saúde.

Autor: Natália Soriani


Conflitos condominiais

Tipos de ações judiciais e maneiras eficientes de resolvê-los.

Autor: Divulgação


Se a doença é rara, o tratamento não pode ser

13 milhões de brasileiros convivem hoje com doenças raras, de acordo com o Ministério da Saúde.

Autor: Thayan Fernando Ferreira


O perigo da pejotização para as startups

Os recentes conflitos envolvendo a Uber e a justiça trabalhista em ações que reivindicam o vínculo de emprego de motoristas junto à empresa ganhou a atenção da sociedade e até do Palácio do Planalto.

Autor: Ricardo Grossi


Uma boa dose de bom senso em favor do trabalhador gaúcho!

O bom senso precisa falar mais alto, de tal maneira que ninguém saia ainda mais prejudicado nesta tragédia.

Autor: Sofia Martins Martorelli


Crise no setor de saúde e a suspensão de venda de planos da Prevent Sênior

A suspensão de venda de planos de saúde familiares e individuais por uma operadora, como no caso da Prevent Senior, geralmente ocorre sob a égide da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que é o órgão regulador do setor.

Autor: Natália Soriani


Recuperação extrajudicial do grupo Casas Bahia

Entenda algumas vantagens desse modelo para reestruturação da sociedade.

Autor: João Pedro Gonçalves de Sousa


Trabalhador pode se opor a pagar contribuições assistenciais feita ao sindicato

“A manifestação coletiva, em assembleia, é a forma e o momento mais adequados para se exprimir a vontade dos empregados”.

Autor: Divulgação


Correção de rumos no STF: pejotização é fraude trabalhista

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem recebido nos últimos meses uma quantidade expressiva de reclamações constitucionais para cassar decisões da Justiça do Trabalho relativas a contratos fraudulentos de prestação de serviços.

Autor: Cíntia Fernandes


Novas regras para notificação de inadimplência e exclusão de planos de saúde

O próximo dia 1º de setembro será marcado por uma importante mudança na relação entre consumidores e operadoras de planos de saúde.

Autor: Natália Soriani