Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Proteção de dados pessoais torna direito fundamental após emenda

Proteção de dados pessoais torna direito fundamental após emenda

28/03/2022 Thiago Siqueira

Desde que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro de 2018, as empresas passaram a ter a obrigação de garantir a segurança dos dados aos quais possuem acesso.

Após alguns anos da LGPD, que tem como objetivo principal fornecer segurança aos dados pessoais, agora inclui a proteção de dados como um direito fundamental.

As decisões judiciais sobre o referente assunto de vazamento de dados, tem gerado divergências nos tribunais, pois alguns concedem a indenização sobre o vazamento levando em conta o fato de haver exposição dos dados, outras condicionam o pagamento de danos morais sobre o vazamento das informações e danos sofridos pelos autores das ações.

A chegada da Lei Geral de Proteção de Dados, mostra a importância aos empresários sobre o tema, já que a lei é aplicada a todos que tratam dados de pessoas físicas com fins comerciais.

O assunto tem tomado cada vez mais repercussão devido ao aumento do número de casos de vazamento de dados, e de acordo com pesquisa realizada pela Surfsharke, o Brasil ocupa o sexto lugar na lista de países mais atingidos em 2021.

Ainda segundo a pesquisa, no final do último ano, um em cada 100 brasileiros tiveram dados vazados. Algumas pesquisas apontam que cerca de ¼ já iniciaram a adequação à Lei, criando política de proteção de dados.

A adesão vem crescendo, independente do porte das empresas pelo motivos das multas serem pesadas devido ao descumprimento, que podem chegar a 2% da receita da empresa até o limite de R$ 50 milhões, dentro do faturamento anual da empresa.

Repercussão

Veio a público o caso de um funcionário, enquadrado como justa causa por ter enviado para seu e-mail pessoal, arquivos que continham planilhas com milhares de dados pessoais, de uma construtora que era cliente da empresa em questão, o que foi considerado como uso indevido de dados pessoais.

O colaborador alegou, o fato de não ter havido compartilhamento destes arquivos com ninguém, na tentativa de revogar a demissão por justa causa.

Juiz manteve a decisão

O juiz trabalhista de 1° grau e os desembargadores, apoiaram a decisão a termos de confidencialidade vinculados ao contrato de trabalho e na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), e mantiveram a decisão da demissão por justa causa, baseando-se no fato de que - o envio por si só de documentos para o e-mail pessoal do colaborador já representa vazamento de dados - considerando então, falta grave passível de dispensa.

Estar presente nesses ambientes virtuais introduz riscos e nem todas as pessoas estão cientes deles. Por isso, é importante proteger seus dados pessoais seguindo algumas instruções para dificultar vazamentos dos seu dados pessoais:

1 - Não clique em links que você não conheça: Não é porque está escrito banco que realmente é banco mesmo. Desconfie sempre;

2 - Mude sua senha com frequência, no computador da empresa, no pessoal e no celular: Use no mínimo 8 dígitos, contendo letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos especiais (!@#$%*). Um exemplo – Senha Sarcasmo = $@rCa$M0;

3 - Não tenha a mesma senha para todos os sites e aplicativos que você acessa;

4 - Opte por cartões virtuais em compras on-lines;

5 - Tenha antivírus (preferencialmente pago) em todos os seus dispositivos;

6 - Não exponha seus dados pessoais nas redes sociais;

Se você perceber que seus dados pessoais foram vazados ou utilizados de maneira incorreta, logo é necessário seguir as seguintes orientações:

Efetuar a troca de todas as senhas, seja de cartão ou de aparelhos eletrônicos; em seguida efetuar o registro de um boletim de ocorrência; depois verificar se foram feitas compras que você desconheça em seu nome com o cartão.

Até então, no Brasil, a fiscalização dos incidentes de segurança tem sido realizada pelo Comitê de Proteção dos Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal.

* Thiago Siqueira é advogado do BLJ Direito e Negócios.

Para mais informações sobre LGPD clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Planejamento sucessório garante futuro do agronegócio

Especialista alerta para os desafios da sucessão familiar no campo e destaca a importância de um plano bem estruturado para a perpetuação do negócio.

Autor: Divulgação


Recuperação de crédito: uma pequena abordagem

A recuperação de crédito é um processo essencial dentro do contexto jurídico e econômico, sendo fundamental para a estabilidade financeira das empresas e o funcionamento saudável do mercado.

Autor: Feliph Murilo Lucio Marques


Inteligência Artificial x Advocacia Moderna: aliadas ou inimigas?

A chegada da inteligência artificial na atual sociedade é claramente notória, o que outrora era especulação hoje é uma ferramenta encontrada comumente em nosso cotidiano.

Autor: Giovanna Matos de Castro e Souza


Entenda quais as proteções garantidas ao trabalhador acidentado

A quantidade de acidentes de trabalho no Brasil mantém o sinal de alerta ligado para empregados e empresas contratantes.

Autor: Sofia Martins Martorelli


A Lei de Serviços Digitais e seu impacto nas futuras leis digitais do Brasil

O Brasil já tem debatido intensamente sobre como regular conteúdo online, especialmente em relação à desinformação.

Autor: Alexander Coelho


A extinção do Perse é inconstitucional

A extinção do Perse por meio da Medida Provisória n.1202/23 é inconstitucional e afronta o princípio da segurança jurídica.

Autor: Dr. Arcênio Rodrigues da Silva


Dengue x Covid-19

Demora no tempo de espera por atendimento hospitalar pode tornar caso jurídico.

Autor: Thayan Fernando Ferreira


Chegou a vez das falências?

O governo enviou ao Congresso um conjunto de alterações com o objetivo de dar mais protagonismo aos credores no processo de falência.

Autor: Leonardo Ribeiro Dias e João Máximo Rodrigues


Transferir bens em vida é dar poder de escolha ao doador

Planejar a sucessão de bens é um momento importante para qualquer família que tem patrimônio.

Autor: Divulgação


Perícia online para benefícios por incapacidade: vantagens e desvantagens

É importante lembrar que o acesso a benefícios previdenciários é um direito assegurado pela Constituição.

Autor: Carla Benedetti


PL que garante água gratuita em eventos é bem-vindo, mas deveria virar lei

A fatalidade que envolveu Ana Benevides deve se converter numa lei que representa um avanço aos direitos sociais.

Autor: Ianka De Paul


Os efeitos danosos da venda sem receita de medicamentos tarjados em drogarias

Nos últimos meses, alguns medicamentos ficaram “famosos” ao se tornarem extremamente populares no país.

Autor: Claudia de Lucca Mano