Portal O Debate
Grupo WhatsApp

4 tendências para se adaptar e ensinar melhor online

4 tendências para se adaptar e ensinar melhor online

08/07/2020 Divulgação

Especialista esclarece estratégias para melhorar a experiência de lecionar no ambiente virtual.

4 tendências para se adaptar e ensinar melhor online

A necessidade de manter o isolamento social a fim de evitar o contágio pelo novo Coronavírus impôs o desafio a milhares de professores de migrar suas aulas presenciais para o ambiente online. Apesar de ser uma alternativa viável e segura, ensinar de forma virtual tem uma série de especificidades e exige um treinamento específico que, na última hora, nem sempre está sendo aplicado aos profissionais.

Há mais de cinco anos realizando treinamentos para professores de inglês em vários países para o ensino exclusivo em plataformas online, a professora Joanna Palmowska, gerente de Treinamento de Professores da English Live, maior escola de inglês online do mundo,  tem uma visão positiva sobre o ensino à distância. Segundo ela, apesar dos desafios e gaps existentes, o ambiente online também pode oferecer recursos interessantes que não estão disponíveis em uma aula presencial tradicional.  A especialista também alerta sobre a necessidade de avaliar os recursos disponíveis para os alunos em condições vulneráveis, um dos principais desafios quando se fala em educação à distância.

Joanna listou as principais dicas e orientações para profissionais da educação que querem aproveitar da melhor forma as aulas no ambiente virtual:

1- Escolha e conheça a plataforma disponível

A verdade é que nem sempre os profissionais participam do processo de escolha da plataforma na qual irão trabalhar. Independentemente disso, é importante que o professor conheça a fundo suas funcionalidades. “Explorar esses recursos é fundamental para uma melhor experiência. Existem programas com opções de quadro interativo, formação de grupos, por exemplo. O professor precisa conhecer essas ferramentas para enriquecer a experiência dos alunos”, orientou.

2- Alinhe as expectativas

A especialista explica que no ambiente online existe o desafio da linguagem corporal, que é responsável por 80% da comunicação. “Ligar a câmera, usar gestos, entonação, ajuda a quebrar essa barreira. O profissional precisa ter isso em mente”, ressalta. Por esse motivo também é preciso alinhar as expectativas antes de começar qualquer atividade. Como o retorno nem sempre é imediato, existe uma necessidade de acordar constantemente o que se propõe com aquela atividade, o que ela espera dos alunos, dar feedbacks, exemplos,  etc.

Segundo ela, mais do que ensinar alguma matéria, o professor está ali também para ensinar a aprender de forma remota. Isso significa que ele precisa considerar que apenas escutar de forma passiva não é aprender imediatamente.

3- Aprenda a lidar com problemas técnicos

Problemas técnicos são de longe a principal dificuldade revelada pela educação à distância, segundo Joanna. Isso inclui problemas de conexão, de aparelhos, barulhos externos, eletricidade. São muitas as barreiras  envolvidas para garantir um ensino de qualidade. Nem sempre é possível sanar todos, mas levando em consideração esse quesito é absolutamente possível trabalhar para reduzir os problemas. “É preciso testar, desenvolver conteúdo, usar as ferramentas disponíveis para explorar a interação ao máximo, por isso  o profissional precisa estar preparado”, completou. Prever o que pode dar errado e já se adaptar é uma boa saída  para evitar problemas durante as aulas.

4- Conheça seu público e se adapte

O maior desafio da educação a distância seguramente está na vulnerabilidade na realidade estudantil. “Como pensar em desenvolver um bom conteúdo online se existem alunos sem acesso à internet ou mesmo computador próprio? Muitos alunos precisam dividir seus equipamentos com familiares ou sequer possuem um”, analisa.  A especialista conta que países como a Austrália estão enviando materiais como fitas e livros para estudantes em áreas remotas, por exemplo. A possibilidade de gravar um conteúdo para que ele seja assistido posteriormente é uma forma de fazer a educação funcionar.

"Quanto maior a preparação, melhor a experiência", destacou a gerente, reforçando a capacidade de adaptação como a principal habilidade a ser desenvolvida no contexto de constante mudanças.

Fonte: Vinicius Cordoni



Experiência escolar: a importância de recursos que apoiem a aprendizagem

O material didático nada mais é do que um instrumento de apoio educacional que oferece ferramentas de suporte ao processo de aprendizagem.

Experiência escolar: a importância de recursos que apoiem a aprendizagem

Pesquisa vai traçar perfil de jovens cientistas e auxiliar criação de políticas públicas

Em 2022, mais da metade dos recursos destinados ao desenvolvimento científico e tecnológico foram bloqueados.

Pesquisa vai traçar perfil de jovens cientistas e auxiliar criação de políticas públicas

Reino Unido disponibiliza bolsas de mestrado para alunos de 160 países

Além de bolsa de estudos, os aprovados terão passagens pagas.

Reino Unido disponibiliza bolsas de mestrado para alunos de 160 países

Por que o jovem abandona os estudos?

O aluno precisa receber da escola aquilo que cada curso traz em seu enunciado.

Por que o jovem abandona os estudos?

Projeto “Encontro Marcado com Fernando Sabino” chega à Igarapé e Mateus Leme

A ação de incentivo à leitura coordenada pelo Instituto Fernando Sabino já esteve em mais de 90 cidades, contemplando cerca de 900 mil alunos.

Projeto “Encontro Marcado com Fernando Sabino” chega à Igarapé e Mateus Leme

Concurso de poesias celebra bicentenário da Independência do Brasil

Inscrições para alunos da rede pública vão até 2 de setembro.

Concurso de poesias celebra bicentenário da Independência do Brasil

Sinduscon-MG oferece cursos para profissionais da construção civil

Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas está com inscrições abertas para novos cursos on-line com temas de interesse do setor.

Sinduscon-MG oferece cursos para profissionais da construção civil

Volta às aulas X evasão escolar. O que esperar do mês de agosto?

Com a pandemia, Brasil sofre retrocesso e volta a ter o mesmo nível de evasão escolar de 20 anos atrás.

Volta às aulas X evasão escolar. O que esperar do mês de agosto?

Vende-se Gamificação, mas esquece do ensino

Os estudos sobre gamificação não surgiram no campo da educação, e sim no mundo coorporativo.

Vende-se Gamificação, mas esquece do ensino

Ensino básico presencial: importância do espaço escolar para a construção das oportunidades

A importância da educação para o desenvolvimento socioeconômico de um país é matéria de amplo conhecimento da sociedade.

Ensino básico presencial: importância do espaço escolar para a construção das oportunidades

O que o novo Ensino Médio tem a ensinar ao Enem?

A lição mais valiosa do Novo Ensino Médio para o Novo Enem envolve o protagonismo juvenil.

O que o novo Ensino Médio tem a ensinar ao Enem?

MEC autoriza desconto de 12% para dívidas sem atraso do Fies

Para ter o abatimento, é preciso fazer o pagamento à vista.

MEC autoriza desconto de 12% para dívidas sem atraso do Fies