Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Brincar e aprender custa caro?

Brincar e aprender custa caro?

02/07/2019 Zeneide de Lima

É fundamental levar para as crianças brinquedos que possam direcionar sua aprendizagem com ações simples

Brincar e aprender custa caro?

Muitos ainda acreditam e relatam que brinquedos caros e bem elaborados são essenciais para o aprendizado. Não quero aqui simplesmente discordar, mas pretendo ampliar as possibilidades de reflexão sobre o brincar na primeira infância. Será que é realmente necessário investir em brinquedos estruturados para as crianças? Existem brinquedos específicos para cada idade?

Para trazer algumas respostas, quero antes propor uma retomada em nossas concepções sobre o processo de aprendizagem por meio do brincar. Sabemos que a criança, antes mesmo de seu nascimento, já está sujeita a múltiplos estímulos através dos circuitos neuronais e mecanismos biológicos, que após seu nascimento, vão afetar o desenvolvimento da aprendizagem. Uma boa nutrição e cuidados com a saúde nos primeiros anos também vão afetar esse processo, pois criam as fundações para as etapas posteriores, onde o brincar e a aprendizagem estão diretamente relacionados.

Uma dessas possibilidades é o brincar a partir de elementos da natureza, que são brinquedos de largo alcance e não-estruturados. São materiais que possibilitam ampliar as aprendizagens de maneira divertida e significativa, enchem os olhos e introduzem as crianças no mundo da imaginação, prazer e diversão. Outro benefício observado é que eles trazem recursos necessários para o aprimoramento das habilidades motoras, fundamentais para o processo de letramento e alfabetização.

Algumas crianças convivem com a natureza mais constantemente que outras. Para quem não tem essa oportunidade, ter em casa algo que possa as aproximar esses elementos é essencial para o aprendizado. Uma sugestão é construir um espaço de ateliê para armazenar pequenos troncos de madeira de variados tamanhos, areia mais grossa, argila, sementes, terra, folhas de árvores, dentre outros materiais. A aproximação com elementos da natureza traz a vivência dos doze sentidos (tato, olfato, paladar, visão, audição, equilíbrio, movimento, térmico, palavra, pensamento, vital, sentido do eu), o canal de construção dos saberes na primeira infância.

Um empecilho para muitas famílias aderirem aos materiais naturais é a sujeira que podem fazer em casa. Porém, mesmo essa questão é essencial para o desenvolvimento infantil, pois sabemos que o aprendizado pela experimentação é essencial, então sujeira significa aprendizado. É importante que a criança experimente, explore e se suje.

Os brinquedos estruturados continuam tendo um papel importante no aprendizado. A reflexão que trago sugere ir além deles, pois quando a criança monta o mesmo quebra-cabeças duas ou três vezes, por exemplo, já fica desmotivada, pois o brinquedo não a desafia mais, torna-se fácil. Neste momento, é indicado o contato com brinquedos que não determinam o brincar, que não trazem as regras prontas, que exigem autonomia, protagonismo e criatividade. Além daqueles brinquedos já citados, que criamos a partir da natureza, podemos propor outros, que são reutilizáveis e muito significativos como colheres de pau, tampas de panelas, tampinhas de garrafas, argolas de cortinas, blocos de madeiras, canos em PVC cortados em pedaços e pratos de argila.

Contudo, é importante esvaziar os espaços tão carregados de muitos brinquedos estruturados, afinal, ambientes repletos de informações atrapalham, distraem e geram ansiedade. Por outro lado, é fundamental trazer para o contato das crianças brinquedos que possam direcionar sua aprendizagem com ações simples que darão mais sentido e prazer ao brincar. Além de tudo, os brinquedos não-estruturados trazem os estímulos necessários para a primeira infância e também para a vida adulta por gerar consciência planetária e valorização da natureza.

Texto: Zeneide de Lima - especialista em Pedagogia, Psicopedagogia e orientadora educacional no Colégio Marista São Luis, em Jaraguá do Sul (SC).



Governo prorroga prazo de inscrição do Enem até dia 27

O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Governo prorroga prazo de inscrição do Enem até dia 27

Reformulando a forma de ensinar durante a pandemia

O professor tem aprendido neste período que, mesmo à distância, pode continuar ensinando.

Reformulando a forma de ensinar durante a pandemia

6 dicas para a família se acostumar melhor ao ensino remoto

Estamos nos habituando ao ensino remoto aos poucos.

6 dicas para a família se acostumar melhor ao ensino remoto

Mapa do Ensino Superior aponta maioria feminina e branca

Estudo mostra o perfil do estudante universitário brasileiro.

Mapa do Ensino Superior aponta maioria feminina e branca

ENEM 2020: Adiar pode ser ainda pior do que manter a data

Adiar o ENEM dá carta branca para a educação deixar de buscar formas de superar o desafio atual


Desafios no ensino remoto

O papel principal dessa reestruturação é o suporte e a orientação que deve partir da escola para com os pais.

Desafios no ensino remoto

6 dicas para os professores conquistarem os alunos nas aulas online

Recursos simples garantem a atenção dos estudantes.

6 dicas para os professores conquistarem os alunos nas aulas online

Olimpíada de Matemática é adiada para setembro por Covid-19

Com 18 milhões de inscritos, OBMEP 2020 registrou número recorde de municípios inscritos.

Olimpíada de Matemática é adiada para setembro por Covid-19

Ensino a distância durante a pandemia: eficaz ou entretenimento?

Quem diria que a transformação digital iria chegar para todos de uma maneira tão abrupta!

Ensino a distância durante a pandemia: eficaz ou entretenimento?

O desafio do ensino superior frente as restrições de atividades presenciais

O setor de educação será um dos que precisarão se reinventar para conseguir superar os desafios impostos pela pandemia mundial.


Cinco dicas úteis para estudar em casa

Especialista dá de como aproveitar melhor cursos no formato EaD.

Cinco dicas úteis para estudar em casa

Ensino Não Presencial x Educação a Distância

Do dia para a noite, vivenciamos uma mudança em nossa rotina até então não imaginada.

Ensino Não Presencial x Educação a Distância