Portal O Debate
Grupo WhatsApp

ENEM 2020: Adiar pode ser ainda pior do que manter a data

ENEM 2020: Adiar pode ser ainda pior do que manter a data

21/05/2020 Francisco Borges

Adiar o ENEM dá carta branca para a educação deixar de buscar formas de superar o desafio atual

Neste momento, no qual as diferenças sociais, econômicas e educacionais ficam ainda mais nítidas, o senado aprovou o Projeto de Lei que adia a data do ENEM. Claro que os principais críticos da manutenção do exame no dia programado têm sua razão quando apontam que a pandemia aprofunda ainda mais a injustiça de um modelo de avaliação de ranqueamento baseado em um sistema educacional totalmente não equânime. Apesar disso, é preciso observar que a manutenção da data do Enem tem um valor importante como política pública que é cobrar do Estado a conclusão do ano letivo de 2020 no ano de 2020.

Isto porque apesar das flexibilizações disponibilizadas pelo Conselho Nacional de Educação, homologadas e publicadas pelo Ministério da Educação, que abre mão dos dias letivos, desde que a carga horária mínima de cada etapa seja cumprida em 2020, as escolas ainda se sentem “engessadas e congeladas” para agir, fazendo com que o conteúdo e as atividades cheguem a todos os alunos.

A discussão deveria ser muito mais ampla do que uma simples mudança de data. Seja pela internet, via satélite, através das TVs, pelo Correio, via entregadores ou até retiradas programadas nas próprias escolas, é preciso encontrar meios para que os sistemas de ensino municiais e estaduais, públicos e privados concluam as atividades de cada um dos anos de todas as etapas. As dificuldades dos jovens que estudam nos estados da região norte, cortados por rios, das crianças que vivem nas periferias e no interior continuam as mesmas e precisam ser resolvidas e superadas.

Adiar a prova do ENEM é dar carta branca para que os sistemas de ensino públicos e privados deixem de buscar formas de superar o desafio atual. Na verdade, a manutenção da data é a melhor ação que o estado deveria propor, pois é uma forma de assegurar a conclusão do ano letivo em 2020 para centenas de milhares de alunos que precisam se dispor a estudar em 2021 no Ensino Superior. Precisamos destes alunos estudando, se motivando, focando em superar desafios e se tornando cidadãos e profissionais mais eficientes o mais rápido possível.

Se analisarmos friamente, o período que deveria ser mais fácil para as escolas se comunicarem com os alunos, de disponibilizarem materiais e atividades diversificando as formas de aprendizado é o 3º ano do médio. Nesta fase, os alunos estão mais maduros, mais autônomos e muito conectados, pois é praxe ouvirmos e lermos casos que relatam a discussão: alunos usam smart phones nas salas de aulas e agora não conseguem utilizá-los em home office?

Este tema traz a luz a grande dificuldade do setor educacional público e privado de todos os níveis de agir e reagir rápido às necessidades de cenários, os indicadores de baixo uso de recursos disponibilizados pelos alunos não é decorrente da falta de recursos tecnológicos e sim da total falta de planejamento da forma de oferta, de qualquer plano de atividades, com horários estabelecidos, com marcos de verificação de aprendizagem. Tudo isto se resume no desenho das trilhas formativas e não somente na disponibilização “sem nexo” de conteúdos nas mídias.

Alunos precisam ser guiados, orientados e acompanhados. Alunos em um museu com obras fantásticas se não tiverem orientação prévia ou no acesso durante a “visita” ficarão perdidos e até parados sem saber para onde ir. A educação de sucesso é resultado de planejamento e de rotina. Que venha o ENEM em novembro. Desta data para traz, cada escola proponha o seu calendário e plano de ensino para obter os melhores resultados, uma referência em 2020 assegurará o final deste ciclo sem comprometer 2021 também.

* Francisco Borges é consultor de políticas educacionais da Fundação FAT - Fundação de Apoio à Tecnologia.

Fonte: Compliance Comunicação



Violência escolar: qual a causa e como solucionar

Comportamentos violentos nas escolas se intensificam cada dia mais, ou pelo menos a sua relevância tem ficado mais clara.

Autor: Felipe Lemos

Violência escolar: qual a causa e como solucionar

Todo dia é Dia da Educação

“A educação do homem começa no momento do seu nascimento; antes de falar, antes de entender, já se instrui.” Rousseau. “O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.” Immanuel Kant.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

Todo dia é Dia da Educação

A integração entre crianças no espaço escolar

A escola, mais do que um simples espaço de ensino, desempenha um papel essencial na formação social das crianças.

Autor: Michelle Norberto

A integração entre crianças no espaço escolar

Como dizer “oi em inglês” tem quase 50 mil buscas mensais no Brasil, segundo pesquisa

De acordo com levantamento da plataforma de idiomas Preply, expressões básicas como “oi”, “bom dia” e “boa noite” são as mais buscadas pelos brasileiros na tradução para o inglês.

Autor: Divulgação

Como dizer “oi em inglês” tem quase 50 mil buscas mensais no Brasil, segundo pesquisa

Educação especial e inclusiva: para onde avançar?

É preciso destacar que o Brasil avançou de forma muito significativa nas últimas décadas no que concerne a políticas de acesso.

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Educação especial e inclusiva: para onde avançar?

Acolhimento: um ato revolucionário de amor e empatia

Feche os olhos por um minuto e tente lembrar de um momento em que foi acolhida na infância ou adolescência.

Autor: Vanessa Nascimento

Acolhimento: um ato revolucionário de amor e empatia

A importância de diversificar as práticas esportivas nas escolas

Os impactos positivos das diversas práticas esportivas são inegáveis, especialmente quando se considera o contexto das instituições educacionais.

Autor: Kelly Soares Rosa

A importância de diversificar as práticas esportivas nas escolas

Afinal, vale a pena insistir no ensino da letra cursiva nas escolas?

Um assunto relevante para a educação está dividindo opiniões: o uso da letra cursiva nas escolas.

Autor: Liliani A. da Rosa

Afinal, vale a pena insistir no ensino da letra cursiva nas escolas?

Estudantes cativados, estudantes motivados

Contar com a participação da família nesse processo é fundamental para que a criança seja estimulada e reconhecida.

Autor: Cleonara Schultz Diemeier

Estudantes cativados, estudantes motivados

Quem faz pós graduação EaD pode estagiar?

A escolha pelo modelo híbrido de educação ganha força e esses alunos também podem pleitear as vagas.

Autor: Carlos Henrique Mencaci

Quem faz pós graduação EaD pode estagiar?

Livro ensina às crianças as verdadeiras cores da amizade

Obra infantil combina narrativa poderosa com ilustrações que ganham vida ao longo das páginas para incentivar a tolerância desde cedo.

Autor: Divulgação


A maldição da aula divertida

Nem tudo o que precisamos aprender para compreender o mundo é divertido ou pode ser aprendido em meio a jogos lúdicos ou brincadeiras dinâmicas.

Autor: Daniel Medeiros

A maldição da aula divertida