Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Fatos sobre a lição de casa em tempos de aula à distância

Fatos sobre a lição de casa em tempos de aula à distância

02/07/2020 Janaína Spolidorio

Orientar de modo equivocado pode causar estragos na aprendizagem.

Fatos sobre a lição de casa em tempos de aula à distância

Ajudar na lição de casa já não era uma tarefa totalmente tranquila para alguns pais e os professores batalhavam para orientar melhor sobre como deve ser esta dinâmica em casa. Agora então, com o isolamento e grande parte do ensino sendo feito remotamente a situação está um pouco pior. Mais dúvidas surgiram.

Alguns conseguem se adaptar, mas há ainda aqueles que são resistentes a entender princípios básicos de quando estudamos em nossos lares, contudo é importante refletir sobre tais fatos. Orientar de modo equivocado pode causar estragos na aprendizagem, portanto é essencial pensar sobre a forma como lida com a questão.

Veja a seguir algumas dicas que podem ajudar a perceber se está fazendo algo errado e ainda traz justificativas para não fazê-lo.

1. Tudo bem admitir que você não sabe: admitir que não sabe algo é muito melhor do que tentar orientar sem saber. Explique para a criança que não se lembra do conteúdo ou que não aprendeu daquela forma. Ambas as ações são perfeitamente aceitáveis e compreensíveis. O fato de você não saber, inclusive, pode tranquilizar a criança e até mesmo amenizar um possível estresse que a lição pode causar. Uma sugestão interessante, nesta situação, é orientar a criança a anotar a dúvida para perguntar posteriormente ao professor.

2. Estabeleça um limite de tempo: ficar muito tempo em uma mesma lição pode prejudicar a qualidade de atenção e concentração da criança. Uma sugestão básica de tempo seriam 20 minutos na mesma lição, para que o aluno não se disperse. Caso precise de mais tempo, alternativas interessantes são alternar lições diferentes, para retomar a atenção, ou dividir tarefas longas em partes para serem feitas com intervalos.

3. Tudo bem buscar ajuda: se houver dúvida é melhor buscar ajuda do que ficar com a situação sem resolver. Caso seja uma dúvida fácil, os pais podem incentivar a criança a procurar em um livro ou na internet, quando disponível. É bacana estar junto nas primeiras buscas para ver quais dificuldades a criança tem neste tipo de procedimento. Se houver algum conhecido que possa ajudar, vale a pena perguntar também. Caso realmente não consiga resolver, a resposta é buscar a ajuda do professor mesmo.

4. Anote o que foi feito: caso não consiga ajudar a criança, claro que é importante tentar, porém anote como tentaram fazer. Tire fotos da lição que deu errado para mostrar ao professor, assim ele poderá perceber qual é a dúvida de modo mais claro, por exemplo. Você pode orientar o aluno a anotar a página que leu e não encontrou a informação ou o site de busca que usou. Mais importante do que acertar é tentar resolver e registrar esses momentos ajudam o trabalho do professor e melhoram a aprendizagem do aluno.

5. A criança deve fazer a lição com autonomia: muitos pais acabam fazendo a lição pelo filho para que ele “não erre” ou porque acham que está demorando demais ou ainda porque acham difícil para a criança. Nada disso é justificável. Se for priorizar algo da lista, que seja este item. É essencial que a criança crie responsabilidade com a lição e aprenda com ela e se os pais a fizerem esta aprendizagem será perdida. Se os pais notarem dificuldade extrema da criança o ideal é avisar o professor e pedir sua orientação sobre formas de como ajudar a criança em casos assim.

* Especialista em educação, Janaína Spolidorio é formada em Letras, com pós-graduação em consciência fonológica e tecnologias aplicadas à educação e MBA em Marketing Digital. Ela atua no segmento educacional há mais de 20 anos e atualmente desenvolve materiais pedagógicos digitais que complementam o ensino dos professores em sala de aula.

Fonte: EVCOM



Todo dia é Dia da Educação

“A educação do homem começa no momento do seu nascimento; antes de falar, antes de entender, já se instrui.” Rousseau. “O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.” Immanuel Kant.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

Todo dia é Dia da Educação

A integração entre crianças no espaço escolar

A escola, mais do que um simples espaço de ensino, desempenha um papel essencial na formação social das crianças.

Autor: Michelle Norberto

A integração entre crianças no espaço escolar

Como dizer “oi em inglês” tem quase 50 mil buscas mensais no Brasil, segundo pesquisa

De acordo com levantamento da plataforma de idiomas Preply, expressões básicas como “oi”, “bom dia” e “boa noite” são as mais buscadas pelos brasileiros na tradução para o inglês.

Autor: Divulgação

Como dizer “oi em inglês” tem quase 50 mil buscas mensais no Brasil, segundo pesquisa

Educação especial e inclusiva: para onde avançar?

É preciso destacar que o Brasil avançou de forma muito significativa nas últimas décadas no que concerne a políticas de acesso.

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Educação especial e inclusiva: para onde avançar?

Acolhimento: um ato revolucionário de amor e empatia

Feche os olhos por um minuto e tente lembrar de um momento em que foi acolhida na infância ou adolescência.

Autor: Vanessa Nascimento

Acolhimento: um ato revolucionário de amor e empatia

A importância de diversificar as práticas esportivas nas escolas

Os impactos positivos das diversas práticas esportivas são inegáveis, especialmente quando se considera o contexto das instituições educacionais.

Autor: Kelly Soares Rosa

A importância de diversificar as práticas esportivas nas escolas

Afinal, vale a pena insistir no ensino da letra cursiva nas escolas?

Um assunto relevante para a educação está dividindo opiniões: o uso da letra cursiva nas escolas.

Autor: Liliani A. da Rosa

Afinal, vale a pena insistir no ensino da letra cursiva nas escolas?

Estudantes cativados, estudantes motivados

Contar com a participação da família nesse processo é fundamental para que a criança seja estimulada e reconhecida.

Autor: Cleonara Schultz Diemeier

Estudantes cativados, estudantes motivados

Quem faz pós graduação EaD pode estagiar?

A escolha pelo modelo híbrido de educação ganha força e esses alunos também podem pleitear as vagas.

Autor: Carlos Henrique Mencaci

Quem faz pós graduação EaD pode estagiar?

Livro ensina às crianças as verdadeiras cores da amizade

Obra infantil combina narrativa poderosa com ilustrações que ganham vida ao longo das páginas para incentivar a tolerância desde cedo.

Autor: Divulgação


A maldição da aula divertida

Nem tudo o que precisamos aprender para compreender o mundo é divertido ou pode ser aprendido em meio a jogos lúdicos ou brincadeiras dinâmicas.

Autor: Daniel Medeiros

A maldição da aula divertida

Era uma vez em uma escola na Suécia

O governo sueco resolveu dar uma guinada nas suas orientações escolares e agora estimula fortemente o uso de livros em vez de laptops.

Autor: Daniel Medeiros

Era uma vez em uma escola na Suécia