Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que as escolas precisam saber para receber uma criança com alergia alimentar?

O que as escolas precisam saber para receber uma criança com alergia alimentar?

24/01/2020 Divulgação

Se você não conhece uma criança com alergia alimentar, nunca deve ter se atentado à importância de uma escola estar bem preparada para receber um aluno nessa condição.

O que as escolas precisam saber para receber uma criança com alergia alimentar?

Pensando nisso, a Dra. Renata Cocco, Coordenadora do Departamento Científico de Alergia Alimentar da Associação de Alergia e Imunologia (ASBAI), preparou dicas importantes que ajudam a deixar o ambiente escolar seguro para a criança.

Passo 1 – Documentos sobre Condição de Saúde

- A escola deve solicitar à família que preencha formulário ou ficha de saúde que tenham informações detalhadas sobre o alimento (e seus derivados) responsável pela reação alérgica.

- É necessário solicitar que os pais apresentem o laudo médico explicando os possíveis sintomas em caso de reação, a potencial gravidade dessa reação alérgica, inclusive com possível anafilaxia e o tratamento em cada uma delas.

- A escola precisa exigir atestado a cada seis meses para atualizar sobre a evolução da saúde da criança em relação à alergia

Passo 2 – Como prevenir reações alérgicas na escola

- Antes do início das aulas, a família, coordenação escolar e professores devem se reunir para conversar sobre os cuidados necessários.

- É fundamental que a escola faça as adaptações necessárias do cardápio escolar.

- A escola deve informar toda a equipe e, se possível, aos pais dos demais colegas da sala de aula sobre as restrições da criança com alergia.

- Tomar os cuidados necessários para evitar a contaminação cruzada (ex.: mesa de lanche coletivo).

- Em caso de dúvida, não ofereça o alimento para a criança antes de entrar em contato com a família.

Passo 3 – Primeiros Socorros

- A família deve entregar à escola uma lista com as medicações que devem ser administradas e as respectivas dosagens.

- Em caso de necessidade de remoção hospitalar, a instituição de ensino deve portar informações como: convênio, hospitais, SAMU, etc.

- A escola deve ter em mãos os principais contatos da família para caso de emergência.

Passo 4 – A inclusão da criança com alergia alimentar

- A escola precisa conversar com a turma e explicar sobre os cuidados que devem ter com a criança que tem alergia ao alimento.

- Desenvolver atividades educativas que estimulam o cuidado, a generosidade e a cooperação.

- O cuidado com as palavras e frases para não rotular a criança com alergia alimentar.

- Nunca isole a criança com alergia alimentar durante as refeições. Seguindo os cuidados da segunda dica é perfeitamente possível que essa criança possa se socializar com os amigos neste momento.

- Muito comum nas escolas, as aulas de culinária devem adaptar os ingredientes que serão usados nas receitas para que toda criança possa participar, inclusive as que têm alergias ao ovo, leite, trigo etc. Existem muitas receitas que possibilitam a troca desses ingredientes.

- Em caso de comemorações, como festinhas de aniversário, comunicar a família com antecedência para que a coordenação da escola, juntamente com a família, possa planejar e organizar a alimentação da criança sem que ela fique excluída da comemoração.

- No caso de entrega de brindes e lembranças com alimentos que possam ser entregues por outras famílias, orientar sobre a criança alérgica e a importância dela também receber a lembrancinha.

Fonte: Fonte: ASBAI - Associação Brasileira de Alergia e Imunologia e Gengibre Comunicação



Os jovens e o trabalho

A responsabilidade de gerar filhos é algo muito sério porque pai e mãe possibilitam a encarnação de uma alma para evoluir no mundo material, o aquém.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

Os jovens e o trabalho

O fim da geração nem-nem está na aprendizagem?

No labirinto complexo das políticas trabalhistas, há uma série de fatores que merecem nossa atenção.

Autor: Francisco de Assis Inocêncio

O fim da geração nem-nem está na aprendizagem?

A escola pública sob administração privada

O Estado do Paraná apresenta ao Brasil um novo formato de administração à rede escolar.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O compromisso das escolas privadas na educação antirracista

Alcançar o sucesso demanda comprometimento de faculdades e universidades com a formação inicial de professores.

Autor: Luana Tolentino

O compromisso das escolas privadas na educação antirracista

Inscrições abertas para os cursos de condutores de caminhões

A Fabet São Paulo está com inscrições abertas para três cursos avançados voltados a formação e aperfeiçoamento de condutores de caminhões.

Autor: Marcos Villela Hochreiter


Exercitando a empatia

No meu último ano de sala de aula, tive uma turma de quarto ano que se tornou muito querida.

Autor: Vanessa Nascimento

Exercitando a empatia

Conhecimento é combustível para a motivação

Não são incomuns as histórias de profissionais que, voluntariamente, trocam de emprego para ganhar menos do que em suas posições anteriores.

Autor: Yuri Trafane

Conhecimento é combustível para a motivação

Violência escolar: qual a causa e como solucionar

Comportamentos violentos nas escolas se intensificam cada dia mais, ou pelo menos a sua relevância tem ficado mais clara.

Autor: Felipe Lemos

Violência escolar: qual a causa e como solucionar

Todo dia é Dia da Educação

“A educação do homem começa no momento do seu nascimento; antes de falar, antes de entender, já se instrui.” Rousseau. “O homem não é nada além daquilo que a educação faz dele.” Immanuel Kant.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra

Todo dia é Dia da Educação

A integração entre crianças no espaço escolar

A escola, mais do que um simples espaço de ensino, desempenha um papel essencial na formação social das crianças.

Autor: Michelle Norberto

A integração entre crianças no espaço escolar

Como dizer “oi em inglês” tem quase 50 mil buscas mensais no Brasil, segundo pesquisa

De acordo com levantamento da plataforma de idiomas Preply, expressões básicas como “oi”, “bom dia” e “boa noite” são as mais buscadas pelos brasileiros na tradução para o inglês.

Autor: Divulgação

Como dizer “oi em inglês” tem quase 50 mil buscas mensais no Brasil, segundo pesquisa

Educação especial e inclusiva: para onde avançar?

É preciso destacar que o Brasil avançou de forma muito significativa nas últimas décadas no que concerne a políticas de acesso.

Autor: Lucelmo Lacerda e Flávia Marçal

Educação especial e inclusiva: para onde avançar?